Instalações do BHÁsia chamam a atenção em quatro pontos da cidade

por Da redação com Ascom/PBH 15/10/2013 12:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divino Advincula/PBH/Divulgação
Obra da artista chinesa Jennifer Wen Ma na barragem do Santa Lùcia (foto: Divino Advincula/PBH/Divulgação)
Os belo-horizontinos têm até o dia 8 de dezembro para apreciar quatro esculturas de artistas plásticos asiáticos, instaladas em espaços públicos importantes da capital. As esculturas integram o projeto BHÁsia – Ásia Ocupa a Cidade, que leva a locais conhecidos da cidade grandes instalações criadas por artistas renomados.

Uma ilha artificial na barragem do bairro Santa Lúcia, concebida pela artista chinesa Jennifer Wen Ma, um barco percorrendo águas imaginárias da Praça do Papa, do indiano Subodh Gupta, e uma torre com uma casa no topo na Rodoviária, do japonês Tatzu Nishi, são as obras de arte contemporânea que surpreendem as pessoas que transitam pela cidade. Um dragão azul-celeste, um tigre branco, um pássaro vermelho e uma tartaruga negra, do artista chinês Zhang Huan, também fazem parte do projeto, e estão sendo instalados na Praça da Liberdade.

O curador da exposição, Marcello Dantas, diz que "Belo Horizonte recebe as obras, mas houve também um trabalho de adequação das propostas aos espaços públicos". Para o prefeito Marcio Lacerda, a iniciativa é louvável e está em sintonia com o esforço da prefeitura em movimentar a vida cultural da cidade. "É nas ruas que a vida corre, que a vida flui. É importante que as pessoas se apropriem dos espaços públicos com muita alegria", afirma Lacerda.

Últimas notícias

Comentários