A modelo mineira e ex-BBB Renata Dávila fala à Encontro sobre sua vida pós-reality

Depois de ter causado polêmica na casa "mais vigiada" do Brasil, a estudante diz que, agora, está numa fase mais madura

por João Paulo Martins 28/04/2014 19:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
A modelo Renata Dávila colocou próteses de 400 ml nos seios, no início deste ano (foto: Divulgação)
Com 24 anos de idade e natural de Belo Horizonte, a modelo Renata Dávila Hurtado, que chegou a cursar psicologia, participou da 12ª edição do Big Brother Brasil, da Rede Globo, sendo eliminada no oitavo paredão, com 66% dos votos. Atualmente, a Renatinha – como é conhecida entre o público – está trabalhando em campanhas publicitárias, e diz que não pretende seguir carreira de atriz.

Com uma beleza que chamou a atenção dos telespectadores, a mineira, de 52 kg, recentemente, turbinou os seios, colocando próteses de 400 ml. Além disso, ela ainda causa polêmica. Fãs e veículos de imprensa ainda falam sobre seu comportamento dentro do reality show, onde teria "ficado" com dois participantes – Jonas Sulzbach e Rafa Oliveira –, e pela divulgação, na internet, de um vídeo íntimo seu. Neste caso, o ex-namorado, o músico Filipe Soldati, foi acusado de ter espalhado o material, mas nada foi comprovado. Renata chegou a processá-lo.

A musa do BBB 12 também saiu na capa da revista masculina Playboy, em maio de 2012. Essa edição com a sister mineira teria vendido cerca de 200 mil exemplares. "Hoje, tenho certeza de que teria me arrependido se não tivesse posado", diz Renata Dávila.

Confira, abaixo, a entrevista exclusiva à Encontro da ex-BBB e modelo:

Encontro - Como você avalia a participação dos mineiros na edição 2014 do Big Brother Brasil?
Renata Dávila - Achei interessante. A direção do BBB gosta bastante do público mineiro. Eles conseguem encontrar nas pessoas dois extremos: as mais quietinhas, recatadas; e as pessoas bem extrovertidas e dispostas a viver o jogo intensamente.

Encontro - Você considera que a formação de um "casal", dentro da casa, é uma boa tática para se chegar à final do reality show?
Renata Dávila - Um casal sempre ganha mais força da torcida aqui fora. Mas não necessariamente tem força para vencer. Isso vai depender das atitudes e acontecimentos dentro da casa.

Encontro - Em sua participação na edição 12 do BBB, você deu o que falar por ter "ficado" (ao menos beijado) dois homens dentro da casa. Você se arrependeu disso?
Renata Dávila - Eu não me arrependi, aconteceu. Hoje, não tomaria essa atitude. Quando entrei no BBB, era mais nova, e após o programa, minha vida mudou muito, ganhei maturidade. Dentro da casa não temos muita noção de como os acontecimentos são passados para os telespectadores. Tentamos adivinhar e, às vezes, tomamos estratégias erradas. Mas isso faz parte do jogo: cometer acertos e erros.

Encontro - Como foi a recepção do público quando você saiu?
Renata Dávila - Foi maravilhosa, as pessoas me acolheram muito bem. Ganhei admiradores, homens e mulheres que adoram meu jeito de ser. Quando expomos nossa vida, ganhamos fãs, que gostam da gente, e também inimigos. Com relação a essas pessoas, que não gostam de mim, não tive problemas. Quem gosta de mim, fala comigo, me parabeniza. Quem não gosta, não fala nada, e também não faz diferença em minha vida. Ninguém consegue agradar a todos, não é verdade? (risos)

Encontro - No momento você está namorando?
Renata Dávila - Não gosto de expor essa parte da minha intimidade. Sei o quanto a exposição da vida amorosa pode atrapalhar o relacionamento, então, prefiro me resguardar. Digo apenas que estou feliz.

Encontro - Em algum momento lhe passou pela cabeça seguir a carreira de atriz?
Renata Dávila - Tenho outros objetivos profissionais. Gosto de trabalhar como modelo, mas me dedico em outros trabalhos empresariais. Não penso em ser atriz, e sei que viver apenas como modelo não dá estabilidade financeira. Prefiro me dedicar a coisas mais concretas. Penso muito no meu futuro, e ninguém vive de beleza por toda a vida.

Encontro - Como foi a experiência de ter posado para a revista Playboy? Sua família concordou com isso?
Renata Dávila - Concordaram, caso contrário não teria feito. Escuto muito os conselhos da minha família, pois a opinião deles é que importa, para mim. Eles têm uma cabeça muito boa. Sou filha de um artista plástico e fotógrafo, e ele vê a minha playboy como uma arte. Isso me tranquilizou para fazer o ensaio nu. Quanto à experiência que adquiri, fiquei um pouco nervosa para tomar a decisão de posar. Hoje, tenho certeza de que teria me arrependido, se não tivesse posado. É uma grande experiência para mulheres seguras de si, que se sentem sensuais. Não sou uma mulher recatada.

Encontro - Você tem contato com outros brothers e sisters, de sua edição ou não? Existe amizade entre os ex-participantes do BBB?
Renata Dávila - Tenho amizade com participantes do Big Brother de várias edições do programa. Vivemos a mesma experiência, e encontramos nos colegas vários pontos em comum. São amizades divertidas.

Últimas notícias

Comentários