Novidade no Museu Brasileiro do Futebol

Aproveitando o mês em que o Mineirão completa 49 anos, o espaço cultural que relembra os fatos ligados aos futebol reabre com novas salas e um novo auditório

por Da redação com assessorias 04/09/2014 15:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pedro Vilela/Minas Arena/Divulgação
Os visitantes do Museu Brasileiro do Futebol poderão conferir a nova sala que fala sobre o importante trabalho dos cronistas esportivos (foto: Pedro Vilela/Minas Arena/Divulgação)
Imagine este time: Kafunga, Djalma Santos, Procópio, Luisinho, Cincunegui, Juca Show, Marta, Zico, Tostão, Arthur Friedenreich e Romário. O técnico? O "rígido" Yustrich. Essa é a escalação dos craques de diferentes épocas exposta na sala Os Imortais do Futebol, que é uma das novidades da nova expansão do Museu Brasileiro do Futebol, no Mineirão.

A sala dos imortais foi criada para resgatar a história de grandes personalidades do futebol brasileiro e apresenta, além desse time fictício, outras duas escalações com alguns dos melhores jogadores de distintas épocas de nossa história. A ala conta também com fichas biográficas de 150 jogadores das eras Pré-Pelé (1900-1970) e Pós-Pelé (1971-2014), além de 36 biografias expandidas, que utilizam a tecnologia do holograma.

A crônica esportiva, que tem papel fundamental para a construção do futebol e, claro, do estádio Mineirão, também é homenageada. A sala De Olho na Bola é dedicada às mídias impressa, radiofônica, televisiva e internet. O espaço reproduz o ambiente de uma redação, com máquinas de escrever, além de contar com mesas de som e microfones que foram utilizados nos primeiros anos do estádio da Pampulha, e que hoje fazem parte do acervo do museu. Imagens de capas de jornais de 1910 a 1950 decoram o ambiente. Segundo Thiago Costa, coordenador do Museu Brasileiro do Futebol, o espaço é uma forma de homenagear os cronistas: "Se o esporte tem a popularidade de hoje, deve muito a esses profissionais, que conseguiram traduzir a paixão esportiva do torcedor".

Além da área expositiva, o museu inaugura também um auditório com capacidade para 96 pessoas, equipado para receber eventos culturais e educativos, como palestras, debates e cursos. Com a nova expansão, o centro de memória do futebol passa a ter 1,5 mil m² de área expositiva. "O museu simboliza uma maneira de preservar o futebol como fenômeno cultural, colaborando para a formação da identidade do Brasil e de Minas Gerais", diz Thiago Costa.

Serviço

Onde: Museu Brasileiro do Futebol
Endereço: av. Antônio Abrahão Caram 1001, Pampulha, Belo Horizonte
Funcionamento: terça a sexta das 9h às 17h, sábado e domingo das 9h as 13h (exceto em dias de jogos)
Ingresso: R$ 8 (museu) e R$ 14 (estádio)
Informações e agendamento de visitas ao estádio: (31) 3499-4312 ou museu@minasarena.com.br

Últimas notícias

Comentários