Kesha pode arruinar carreira por causa de processo judicial

A cantora americana está impedida de atuar artisticamente até sair a decisão da justiça em seu processo contra o produtor Dr. Luke

por João Paulo Martins 23/09/2015 10:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/kesha/Reprodução
A cantora Kesha pode estar com a carreira em risco, já que está fora da mídia enquanto aguarda o fim de um processo judicial contra seu produtor musical (foto: Facebook/kesha/Reprodução)
Você percebeu que há algum tempo não se ouve mais falar da cantora americana Kesha, de 28 anos? Dona de sucessos como We R Who We R, Blow, Die Young e C'mon, ela está afastada do show business desde junho de 2015, quando entrou com um processo na justiça contra o produtor musical Dr. Luke, acusando-o de abuso sexual e emocional.

Dr. Luke é responsável pela gravadora Kemosabe Records, que pertence à Sony, e que já trabalhou com grandes nomes do pop como Miley Cyrus, Christina Aguilera, Katy Perry e Kelly Clarkson. Segundo Kesha, a gigante japonesa do entretenimento sabia dos abusos cometidos pelo produtor contra os artistas, que inclui a indução ao uso de drogas e o assédio sexual. "A Sony tinha conhecimento sobre como Dr. Luke trata artistas femininas que estavam sob sua supervisão, da mesma maneira que ele tratou Kesha, o que inclui abuso físico e emocional", consta na cópia do processo, que foi publicada no site da revista Billboard.

O problema é que enquanto o caso está tramitando na justiça, Kesha está impedida de gravar, de tocar em rádios, de fazer shows e aparecer em programas de televisão. Isso pode afetar drásticamente sua carreira. Segundo a Billboard, o advogado da cantora confirmou que ela pode parar de cantar. "Kesha não pode trabalhar com outros produtores ou outras gravadoras para lançar músicas novas. Sem música nova para cantar, Kesha não pode fazer turnê. Fora das rádios, dos palcos e dos holofotes, ela não pode fazer publicidade, receber patrocínios ou obter atenção da mídia. Seu valor de mercado caiu e, a menos que o tribunal emita uma liminar, Kesha sofrerá um dano irreparável, despencando sua carreira para além de um ponto em que seja possível retornar", diz o texto publicado no site da revista americana.

Eles também ouviram um representante de Dr. Luke, que contrariou as acusações da cantora. "Se Kesha, agora, lamenta que sua carreira está atolada em procedimentos judiciais, é inteiramente culpa dela. Foi Kesha que escolheu iniciar um processo alegando, falsamente, abusos para ganhar vantagem nas negociações de contrato. Agora, ela deve aceitar as consequências de suas ações míopes", informa a advogada Christine Lepera à Billboard.

Últimas notícias

Comentários