Daniel Radcliffe conta que 'mergulhou' na bebida após Harry Potter

O ator inglês diz que conseguiu se recuperar do vício e está sem ingerir bebida alcoólica desde 2013

por João Paulo Martins 20/11/2015 16:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Parade Magazine/Facebook/danjacobradcliffe/Reprodução
"Sou divertido, educado, mas o álcool me tornou rude", diz Daniel Radcliffe, ao contar que após Harry Potter, ficou perdido e acabou se "achando" na bebida (foto: Parade Magazine/Facebook/danjacobradcliffe/Reprodução)
Quem assistiu à "saga" do bruxo Harry Potter no cinema, com certeza, conhece o ator Daniel Radcliffe, que deu vida ao famoso personagem dos livros infantojuvenis. Ele começou a interpretar o aluno da escola de bruxarias Hogwarts no ano 2000, quando tinha apenas 11 anos de idade. Após nada menos que uma década de filmagens, o ator se viu "solto" no mundo "real" em 2010. "Houve um tempo em que eu estava saindo de Potter e indo para o mundo real e, de repente, estava num mundo em que não era mais o centro das atenções. Então, me vi sozinho, e senti muito medo", diz Daniel em entrevista ao radialista americano Marc Maron – o podcast foi divulgado dia 16 de novembro.

Hoje, com 26 anos, o ator inglês conta que a bebida havia se tornado uma espécie de válvula de escape, e o consumo de álcool crescia a cada momento. "Eu bebia muito. Isso estava ligado à coragem de sair em público e com uma batalha que acontecia dentro de mim. Eu pensava 'posso ter uma vida normal'. Esse é o ponto. A maioria das pessoas, provavelmente, conseguiria se achar. Mas, eu, definitivamente, não conseguia", completa o intérprete de Harry Potter.

Em 2014, numa entrevista ao canal Sky Arts, Daniel Radcliffe explicou que sofreu com a depressão quando ainda era jovem, e que a bebida teria sido o remédio "certo" naquela época. "Ficava no meu apartamento por dias, bebendo sozinho. Eu era um recluso aos 20 anos. Era patético. Não era eu. Sou divertido, educado, mas o álcool me tornou rude", afirma o ator inglês ao Sky Arts.

Daniel resolveu largar a bebida em 2010, chegando a ter recaídas alguns anos depois. Ainda assim, gosta de encontrar com fãs nos famosos pubs (bares) ingleses, mas revela que não ingere álcool desde 2013.

Apesar dessa vida conturbada, o ator continuou atuando na sétima arte, como no longa de suspense A Mulher de Preto, de 2013. Em novembro deste ano, ele chega aos cinemas com Victor Frankenstein, no qual faz o papel de Igor, o fiel assistente do cientista que dá nome ao filme.

Últimas notícias

Comentários