Nova loira gelada no happy hour

03/08/2011 10:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
None (foto: Divulgação)

Com 600 anos de experiência, a Stella Artois traz para Belo Horizonte sua linha de chope. A empresa não informou o motivo da vinda de seu novo produto à capital mineira, por ser assunto estratégico, mas disse que são muitos bares e restaurantes, incluindo importante casas, como O Dádiva, Restaurante do Porto, Marília Pizzeria, Djalma Mercearia Gourmet e Restaurante Oak.

 

Como curiosidade, a empresa possui nove passos que indicam o método que considera correto para tirar o chope Stella Artois:

 

1 – O Cálice

O cálice foi criado para garantir a qualidade de Stella Artois em todos os detalhes: sabor, cor, aroma e espuma. Representa o requinte e a tradição de Stella Artois em todo o mundo.

 

2 – A Purificação

É preciso ter certeza de que o cálice está limpo, livre de qualquer resíduo, inclusive de marca de dedos. Por isto, é importante usar um ótimo detergente neutro e deixar o cálice secar naturalmente. Antes de receber o líquido, o cálice de Stella Artois deve ser colocado em água gelada, para ficar na mesma temperatura do chope.

 

3 – O Sacrifício

O primeiro jato da chopeira não deve ser servido para garantir que Stella Artois esteja fresca para o consumidor desde a primeira gota.

 

4 – A Alquimia

Quando for servir Stella Artois, o chopeiro deve inclinar o cálice á um ângulo de 45°. Quando o chope atinge o cálice e começa a circular é criada a proporção ideal entre a espuma e líquido.

 

5 – A Coroação

Um chope de qualidade de Stella Artois merece muito mais que um colarinho. Merece uma coroa, que é formada com o retorno do cálice para a posição vertical, quando este estiver com a metade do seu volume preenchido. A coroa evita que o líquido entre em contato com o ar, preservando seu sabor, aroma e temperatura.

 

6 – A Reverência

O chopeiro deve fechar rapidamente a torneira e retirar o cálice, sem deixar que caiam respingos. O líquido e o cálice jamais devem tocar a torneira.
Isso garante o frescor da Stella Artois.

 

7 – A Guilhotina

Nesta etapa, o chopeiro deve retirar o excesso de espuma. Para isto, deve usar espátula especial de Stella Artois, inclinada num ângulo á 45°, passando-a sobre o cálice bem apoiado no balcão para retirar as bolhas maiores. Isso garante que a espuma dure mais tempo. Depois a espátula deve ser colocada num outro copo, com água limpa.

 

8 – A Regra Inviolável

É  fundamental para garantir o sabor e o aroma de Stellla Artois. Além disto, ajuda a manter a sua temperatura. A altura ideal é de dois dedos: mais ou menos 3 cm.

 

9 – A Premiação

Vire a marca do cálice para o cliente, segurando pela base e com a logomarca voltada para o consumidor. Enquanto ele se delicia com a sua obra prima, deseje "Saúde!".

Últimas notícias

Comentários