Na mesa

por Blima Bracher 07/03/2012 13:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel, Maíra Vieira, Geraldo Goulart, Bárbara Dutra
None (foto: Eugênio Gurgel, Maíra Vieira, Geraldo Goulart, Bárbara Dutra)

Salve a salumeria!

 

“Queremos montar algo diferente em BH, que fuja dos estereótipos”. Assim, o chef Massimo Bataglini (foto, ao centro), define a proposta da nova casa, que ele e os sócios vão abrir no bairro Floresta. A parceria é bastante eclética: Guilherme Resende (à esquerda) é arquiteto; André Hallak ( à direita) é videomaker; e também estão nessa o chef veneziano Ezio Pelizon e o videomaker Éder Santos. A turma se revezou viajando por todo o Brasil em busca de tesouros artesanais da salumeria e de queijos. Além dos embutidos e frios, a casa vai oferecer comida, num estilo regional mais simples; carta de vinhos de pequenos produtores; cerveja em garrafa; além de um vinho nacional, que estão engarrafando com marca própria. O local vai privilegiar as tradições. “Queremos voltar às raízes, pois isso é o que há de mais moderno”, diz Massimo sobre sua mais nova proposta na Floresta.

 

 

 

Cidade gourmet

 

De olho na excelente oportunidade de negócios que a Cidade Administrativa vem trazendo a BH e região, o empresário Luís Borba (foto), responsável pela rede California Coffee em Belo Horizonte e Brasília, abriu um empreendimento na nova sede do governo em Minas. O Baldaratti Gourmet é um restaurante com raízes mediterrâneas, cozinha famosa por sua dieta naturalmente saudável, com assessoria da gastrônoma Cândida Gomide e da chef Sylvia Lis. Quem comanda o dia a dia da cozinha é o chef Anderson Almeida. “Queremos oferecer ao público da Cidade Administrativa uma experiência única”, diz Borba, que apostou suas fichas não só na comida, mas no design do ambiente, que remete à leveza do Mediterrâneo.

 

 

 

 Pedacinho da Itália

 

Profiteroles personalizados ( R$ 14) são uma exclusividade do restaurante L’Astigiano, que acaba de ter seu cardápio reformulado e passou por reforma. O proprietário Paolo Resmini (foto, à esquerda) é italiano da província de Asti, região do Piemonte, razão do nome L'Astigiano. A comida é divina e mescla as raízes italianas com um pouco da gastronomia internacional. Formado pelo Hotel Grogotó do Senac, em Barbacena, o chef Douglas Fernandes (à direita) já trabalhou em Fortaleza, Campina Grande, Salvador, Maceió, Recife, e em algumas casas da capital mineira. Impossível resistir às delícias, como o Risotto al crema di melanzane e capponata, risoto com caviar de berinjela e legumes variados ( R$ 38); e o Arrosto di maiale al latte , lombo suíno cozido no leite com purê de batatas e cenouras na manteiga (R$ 40).

 

 
 

 

O The Art virou Carlotta

 

O charmoso The Art From Mars marcou época em Belo Horizonte. O não menos badalado Gaudí foi aberto no ano passado, mas já fechou as portas. As duas casas, ambas do empresário Marco Antônio Malzone (foto, à direita), agora cedem lugar ao Carlotta, para a alegria dos frequentadores da disputada esquina da Alvarenga Peixoto com Rio de Janeiro, em Lourdes. O restaurante funcionará como cantina, focacceria e pizzaria. A focaccia é feita com receita exclusiva, guardada por mais de 10 anos pelo chef Carlo Zangrando (à esquerda), sócio de Malzone na casa. “O segredo foi passado para o Carlo por dois italianos, na época em que ele tinha uma pizzaria em Búzios. Acreditamos estar com uma casa bem completa, que terá almoço executivo e ainda uma área onde ficará a ‘pizza bar’, com balcões que darão vista para toda a área de produção”, diz Malzone, à frente da rede Saia Mais, que tem outras 10 casas na cidade.

Últimas notícias

Comentários