Boteco com muito estilo

por João Pombo Barile 21/06/2012 14:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel
Allyson Lessa no balcão de sua nova casa: “Esse tipo de negócio é o que vai vingar no futuro" (foto: Eugênio Gurgel)

Uma das mais difíceis tarefas para quem trabalha na noite de BH é conseguir ser original. Na cidade conhecida nacionalmente pela quantidade e, sobretudo, qualidade de seus botecos, inovar é missão ingrata. Como pensar em algo que já não conhecemos? Mar de mineiro é mesmo bar. E não é bolinho agradar a esse exigente público. Mas não é que o empresário Allyson Lessa conseguiu de novo? Aliando, na medida certa, descontração e qualidade, sua nova casa, L’Aperitive, tem tudo para se transformar num dos points de 2012 na capital mineira.

 

No comando de casas de sucesso como Tizé, Maria de Lourdes, Rokkon, Sorriso Risoteria e O Dádiva, Lessa conta que a proposta do novo espaço é se transformar no melhor custo-benefício da cidade. Segundo ele, com o público cada vez mais exigente é preciso ser criativo. “Pesquisei muito para criar o novo espaço. O grande crescimento que a noite belo-horizontina experimentará daqui para a frente será mesmo o da comida mais econômica, que é servida rapidamente, sem ser fast food”, diz o empresário. Ele explica que L’Aperitive está entre um bar e um restaurante. “Minha aposta é que esse tipo de negócio é o que vai vingar no futuro: a velha dupla bom e barato”, diz.

 

A nova casa, com 85 lugares, funciona na esquina das ruas Rio de Janeiro e Tomás Antônio Gonzaga, no bairro de Lourdes, de terça a domingo, aberta para almoços apenas no sábado e no domingo. O balcão recheado de frios, queijos, conservas, carnes e massas – tudo vendido a quilo – dá fome só de olhar. Destaque para a grande variedade de queijos e frios importados da Itália e da Espanha, como os inigualáveis grana padano e o gorgonzola picante. O presunto San Daniele é outra iguaria que merece ser provada. Além, é claro, do pernil assado e que é preparado da maneira como só o autêntico boteco mineiro sabe fazer.

 

Da cozinha saem ainda criações do chef Marcos Help (ex-D.O.M, de São Paulo), que divide as panelas com Felipe Oliveira. As massas, como o tagliarini e o nhoque, são produzidos na própria casa e são acompanhadas com molhos como matriciana, puttanesca, bolonhesa, cogumelos, pesto ou sugo, além de risotos e polentas.

 

Para a turma interessada apenas em bebericar, as opções também não são poucas: além das cervejas nacionais e importadas, a carta de vinhos, assinada pelo sommelier Gustavo Giacchero, traz mais de 50 rótulos. Quando o tempo der uma esquentadinha, tomar uma sangria pode se transformar num bom programa.

 

Muito animado com o novo negócio, nem mesmo acabou de abrir a casa de Lourdes, Allyson Lessa já anuncia uma segunda unidade: será no Belvedere e funcionará na rua Jornalista Djalma Andrade. Se tudo der certo, ele quer levar o modelo para alguns shopping centers da cidade. E o empresário acertou mais uma vez: o lugar é mesmo charmoso.

Últimas notícias

Comentários