Vem aí o Igarapé Bem Temperado

Em sua nona edição, festival tem como intuito valoizar a cozinha caipira do município

por Da redação com assessorias 28/06/2013 17:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Cassia Resende Coelho/Reprodução
Muitos produtores locais aproveitam para comercializar os quitutes típicos da roça (foto: Facebook/Cassia Resende Coelho/Reprodução)
Para lembrar a tradição mineira de cozinhar e prosear ao pé do fogão a lenha, o Igarapé Bem Temperado - Festival de Culinária convida cozinheiras tradicionais para apresentrarem suas receitas típicas, com sotaque caipira.
 
"Tudo sai da cabeça da gente, nem tem medida certa. Fazendo com amor, a comida fica gostosa. Bastam algumas coisinhas da horta. Antigamente, a gente comia os guisadinhos, sem carne mesmo. Colocava alguma verdura no feijão para comer com angu de fubá de moinho d’água", conta Maria José dos Santos, de 82 anos, a grande homenageada deste ano no festival. Conhecida como Mestra Maria do Freguesia, ela participa do evento desde a primeira edição.

Além de barraquinhas com os quitutes típicos da roça, o público ainda pode conferir workshop e oficina com o chef Renato Lobato, do Buffet Art's Gourmet, de Belo Horizonte. "Ao festejar a comida, estamos nos descobrindo. É uma festa que vai muito além do ato de alimentar. Estamos falando de nossa comida como monumento histórico e cultural, como traço singular. Com isso, o Igarapé Bem Temperado tem reforçado o sentido de pertencimento da nossa comunidade", explica Carlos Oliveira Stan, pesquisador e produtor cultural e idealizador do festival.

Entre as principais receitas do festival, o público poderá experimentar o arroz da preguiçosa, pela-égua de frango, farofa de taioba com buchinho recheado, escondidinho de baroa com jiquiri, guisadinho de cansanção, de ora-pro-nóbis, de mamão com costelinha e pernil assado com molho de ervas dos quintais.

"A oportunidade também tem sido fonte de ampliação de renda para muitas pessoas que comercializam seus produtos culinários durante o evento e também ao longo do ano, atendendo a um crescente aumento de encomendas", diz Dalmira Costa, secretária municipal de cultura de Igarapé.

Programação:

Data: 11/7 (quinta feira)
Horário: 18h
O quê: solenidade de abertura com homenagem a Maria José dos Santos, a Mestra Maria do Freguesia
Horário: 21h
O quê: show com o grupo de música caipira de raiz Celeiro de Minas
Data: 12/7 (sexta feira)
Horário: 19h
O quê: mostra audiovisual Cozinha e Quintais das Mestras
Horário: 20h30
O quê: show com Ricardo Nazar e Clóvis Aguiar (interpretando Chico Buarque)
Data: 13/7 (sábado)
Horário: 15h
O quê: show com o grupo Mandal (pop rock e MPB)
Horário: 19h
O quê: Mestra Maria do Freguesia comanda a cozinha da tenda principal ao lado do chef Renato Lobato
Horário: 21h
O quê: show com o grupo Camarão de Rama (samba, chorinho e xote)
Data: 14/7 (domingo)
Horário: 10h
O quê: oficina de culinária para crianças de 6 a 12 anos com o chef Renato Lobato (inscrições gratuitas às 9h30, no local - 40 vagas)
Horário: 14h
O quê: workshop degustação com o chef Renato Lobato, que apresenta a receita Trilogia no Jiló
Horário: 15h30
O quê: show com o grupo Violeiros do Médio Paraopeba

Onde: Igarapé
Endereço: praça Miguel Henriques da Silva, Centro, Igarapé, Minas Gerais
Data: 11 a 14/7
Horário: quinta e sexta das 18h às 23h; sábado das 10h às 23h e domingo das 10h às 18h
Informações: (31) 3534-4253 ou facebook.com/igarapebemtemperado

Últimas notícias

Comentários