Confira dicas de vinhos para o final de ano

Ainda dá tempo de escolher a bebida certa para cada ceia e guloseimas típicas do Natal e Rèveillon

por Da redação com assessorias 23/12/2013 11:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Cunha/Outra Visão/Divulgação
Alguns dos vinhos e espumantes indicados na matéria (foto: Paulo Cunha/Outra Visão/Divulgação)
Além da boa comida servida nas festas de final de ano, nada melhor que um bom vinho para acompanhá-las. E ao contrário do que muita gente pensa, não é difícil acertar na escolha do rótulo. "As regrinhas nos dão uma base, uma orientação. Porém, o mais importante de tudo é respeitar o nosso gosto particular, pois cada pessoa tem suas preferências de uva, origem, safra etc.”, explica Luiza Martini, sócia-proprietária da Casa do Vinho, em BH.

Paulo Cunha/Outra Visão/Divulgação
Para Luiza Martini, melhor do que decorar as dicas de harmonização, é escolher os rótulos que mais lhe agradem (foto: Paulo Cunha/Outra Visão/Divulgação)
Ela mostra que existem harmonizações que seguem a lógica do cruzamento de sabores, como, por exemplo, o açúcar que atenua a acidez na limonada. No caso dos vinhos, deve-se lembrar que sal não combina com tanino evidente, como nos vinhos jovens, e que a gordura é ótima para atenuar acidez – neste caso, um exemplo são as ostras que vão bem com rótulos brancos. Além disso, os taninos se ajustam à untuosidade e à suculência dos pratos: vinhos tintos vão bem com bacon e filés altos.

Já a proprietária do diVino Empório, Solange Brum, dá sugestões de rótulos que vão bem com as ceias de Natal e Ano-Novo e que estão com ótimo custo-benefício. “Selecionamos vinhos de festa, da Argentina, Chile e Itália, com preços de R$ 32,90 a R$ 59. São rótulos que vão fazer com que a ceia fique mais elegante e saborosa”.

Confira as sugestões de vinhos das duas especialistas:

Prato: peru acompanhado de frutas assadas ou secas
Sugestão: vinhos elegantes, frutados com boa acidez, como o Illuminati Ciafré, ou um tinto mais leve e de boa acidez como o Rodolphe Demougeot Bourgogne Pinot Noir Vieille Vigne.

Prato: tender com molhos adocicados
Sugestão: vai bem com vinhos frutados, de médio corpo e boa acidez como um Chianti Poggio AL Casone Riserva.

Prato: lentilhas
Sugestão: os espumantes e as champanhes vão muito bem, como o Luiz Argenta A Brut, o Iris Terre Casonato Rosé Brut, a Cremant d'Alsace Les Faitières 2008 e a Pierre Gimonnet Champagne Gastronome 1er Cru 2004.

Prato: lombo
Sugestão: ótimo com um chardonnay mais encorpado e com carvalho como o Apollonio Laicale.

Prato: pernil
Sugestão: fica uma delícia harmonizado com um português Barafela Reserva, ou o espetacular Brunello di Montalcino La Rasina 2004.

Prato: panetone
Sugestão: uma boa pedida é o Moscato d'Asti Ca'Bianca ou o Moscato Giallo Ronchi San Giuseppe, servidos bem gelados. Se for chocotone, a dica é um Madeira Barbeito Island Rich.

Prato: massas com molhos, pizzas e carnes grelhadas
Sugestão: boa pedida é o espumante argentino Novecento Brut Branco.

Prato: tira-gostos à base de queijos e tapas espanhóis
Sugestão: Susana Balbo Crios Rosé of Malbec, da Argentina.

Prato: saladas, frutos do mar, ceviches e peixes
Sugestão: vinho branco Ventisquero Reserva Sauvignon Blanc, do Chile.

Prato: almôndega com macarrão e bife a parmegiana
Sugestão: o tinto cor de rubi intenso Ventisquero Reserva Syrah, do Chile.

Prato: costela bovina na brasa, macarronada, lasanha, estrogonofe de carne, penne à toscana, filé ao molho madeira, torta de carne seca
Sugestão: com aroma de frutas vermelhas e notas de espeiarias e madeira, vai bem o chileno Ventisquero Reserva Carménère.

Prato: grelhados, assados, caças, massas com molho vermelhos ou densos, embutidos e queijos fortes
Sugestão: intenso e com taninos doces, a voa pedida é o Antinori Santa Cristina, da Itália.

Últimas notícias

Comentários