Além do bacalhau

Para quem quer variar, chefs sugerem outras carnes brancas que caem bem no domingo de Páscoa. Não falta toque de mineiridade nos pratos

08/04/2014 12:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


O bacalhau é ingrediente que não pode faltar no domigo de Páscoa, certo? Não é bem assim. A mais tradicional iguaria portuguesa pode ser substituída por outras carnes brancas, que ficam igualmente saborosas. Selecionamos receitas com sotaque mineiro e toques de modernidade para agradar a avós, pais e filhos. É caso do tradicional frango ao molho pardo servido na Cafeteria da Fazenda, no Anchieta, ou do modernoso badejo com cubu, uma espécie de broa de fubá, com queijo ou não, moldada e assada em folhas de bananeira, que em algumas regiões do estado é chamado de ‘pau a pique’. A receita do quitute que publicamos nesta edição é uma versão do chef Fred Trindade, do Restaurante Trindade, na qual o cubu se transforma em interessante acompanhamento para filé de peixe.

O mesmo badejo é tratado pelo chef Leandro Pimenta, do The L.A.B., como o bacalhau brasileiro. A carne firme, macia e untuosa conta com a vantagem incontestável de chegar fresca às mesas mineiras. Em sua receita, o peixe ganha a companhia do tucupi, legumes tostados, banana-da-terra, leite de coco e cúrcuma, e é decorado por brotos. “Trata-se de um estudo sobre a nossa gastronomia ancestral. O tucupi, em última análise, é um vinagre ancestral indígena”, diz sobre o caldo feito a partir da fermentação das folhas maceradas da mandioca-brava.
 
Samuel Gê
(foto: Samuel Gê)
 
Samuel Gê
(foto: Samuel Gê)
 
João Carlos Martins
(foto: João Carlos Martins)
 
Dênis Medeiros
(foto: Dênis Medeiros)
 
 

Últimas notícias

Comentários