Conheça a maca peruana, a planta da vez para emagrecer

Ela é uma raiz originária do Peru que combate o envelhecimento, dá saciedade e funciona como estimulante sexual, tanto para homens quanto para as mulheres

por Fernanda Nazaré 08/01/2015 17:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Internet/Reprodução
A maca peruana parece um rabanete, possui qualidade antioxidante, ajuda a saciar a fome e na saúde sexual de homens e mulheres (foto: Internet/Reprodução)
São várias a resoluções que se costuma fazer para o ano novo, dentre elas as mais ouvidas são "vou emagrecer" e “preciso cuidar mais da saúde". Há, ainda, quem planeje aumentar a família. Para aqueles que fizeram alguma dessas promessas, uma opção para se chegar ao esperado resultado pode ser a maca – uma raiz de origem peruana.

Ela está na moda e é considerada um "superalimento". A maca peruana, de acordo com a nutricionista Luiza Pinheiro, entra nessa categoria de plantas especiais por ter ação antioxidante e caráter hipolipêmico, ou seja, capaz de reduzir os níveis de colesterol LDL e de triglicérides no organismo. "Além disso, ela é considerada eficiente no processo de emagrecimento por ser rica em fibras, o que aumenta a sensação de saciedade e, consequentemente, diminui o apetite. Seu conteúdo energético é de 158 Kcal por 100 gramas", explica.

Outro benefício que se associa a essa raiz – que cresce a 4.500 metros de altitude nos Andes peruanos – é a capacidade de aumentar a libido, estimular a produção de espermatozóides e ajudar na preservação dos óvulos. Isso foi comprovado pelo endocrinologista Gustavo Gonzales, da universidade Cayetano Heredia, no Peru, que realizou um estudo sobre os efeitos da maca em 1200 pessoas da região, com idades entre 35 e 75 anos.

De acordo com a pesquisa, a maca faz aumentar a quantidade de espermatozóides nos machos e, nas fêmeas, faz diminuir a mortalidade dos embriões. Aumentando, assim, a fertilidade. A raiz também mostrou ser um poderoso antioxidade: os voluntários de 35 anos de idade apresentaram um estado de saúde muito bom, mais alto do que os que não comem a maca. E esses indivíduos se mantiveram saudáveis até os 75 anos, como se não envelhecessem.

A maca peruana pode ser consumida em pó, misturada a sucos, vitaminas, bebidas quentes ou ingerida em cápsulas. De acordo com a nutricionista Luiza Pinheiro, a dosagem recomendada é de 1500 a 3000 mg por dia. Nas primeiras semanas de consumo já é possível notar os benefícios.

Encontro Digital
(foto: Encontro Digital)

Últimas notícias

Comentários