Nova dieta ajuda a prevenir o Mal de Alzheimer

Como dizem os especialistas, o segredo para se ter uma mente sadia está naquilo que colocamos no prato

por João Paulo Martins 22/08/2015 16:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Chamada de Mind, a nova dieta dá ênfase a determinados produtos, que favorecem a atividade cerebral, prevenindo o Mal de Alzheimer (foto: Pixabay)
Quando se trata de comer bem e de forma saudável, existem diversas pesquisas que apontam que o consumo de determinados alimentos pode ajudar a prevenir diversas doenças. Existem dietas para o controle do diabetes, para prevenção de problemas cardíacos, para redução do peso, entre outras. Mas, recentemente, especialistas associaram a famosa Dieta do Mediterrâneo a um plano alimenar de controle da hipertensão, para criar uma nova dieta, chamada de Mind (palavra inglesa que significa "mente").

Pessoas que seguiram a Mind conseguiram reduzir o risco de aparecimento do Mal de Alzheimer em 53%. Mesmo quem não resistiu às tentações e acabou não seguindo a dieta totalmente, ainda garantiu uma taxa de prevenção de 35%.

Confira os principais alimentos que compõem a dieta Mind:

Pixabay
(foto: Pixabay)

Folhas verdes

Qualquer dieta que se preze tem de ser rica em vegetais. E a Mind dá ênfase às folhas verdes (quanto mais escuras, melhor), por uma boa razão. Dois importantes estudos apontaram que adultos mais velhos que comiam ao menos duas porções de vegetais por dia, conseguiram reduzir o declínio natural do raciocínio. Num dos estudos, quem consumiu mais do que duas porções de folhas verdes diariamente apresentou uma condição cerebral equivalente a de um indivíduo cinco anos mais novo. As folhas verdes são ricas em vitamina E, que é um excelente antioxidante. Combinado com azeite de oliva, o nutriente é absorvido ainda mais rápido.

Pixabay
(foto: Pixabay)

Berries (bagas)

Se você gosta de adicionar frutas ao iogurte ou cereal, escolha os morangos e os mirtilos. Um estudo realizado com 16 mil mulheres acima dos 70 anos mostrou que aquelas que consumiam uma porção de mirtilo ou duas de morango, por semana, atrasaram o envelhecimento da mente em dois anos e meio, em comparação com aquelas que comeram menos quantidade dessas frutas. O efeito anti-idade é atribuído às antocianinas e aos antioxiantes, que ajudam a proteger os neurônios de áreas do cérebro relacionadas à memória.

Pixabay
(foto: Pixabay)

Peixes

A famosa Dieta do Mediterrâneo costuma incluir seis porções de peixes por semana, mas, se você acha que isso é exagerado, não se preocupe. Os cientistas que criaram a Mind descobriram que comer peixe ao menos uma vez por semana ajuda a reduzir o risco do Mal de Alzheimer. Um estudo recente, publicado no periódico científico American Journal of Preventive Medicine, o consumo de peixe cozido ou assado, semanalmente, ajuda a aumentar a massa cinzenta do cérebro – que, normalmente, é afetada por essa doença.

Pixabay
(foto: Pixabay)

Vinho

Muitos estudos apontam que o consumo de vinho pode ajudar a evitar problemas cardíacos, mas, as boas notícias não param por aí. Uma nova pesquisa aponta que a bebida ainda pode prevenir a perda da capacidade cognitiva. Publicado em 2014 no jornal British Journal of Nutrition, um estudo que analisou pessoas entre 43 e 70 anos, por cinco anos, revela que quem bebeu uma taça e meia de vinho tinto, diariamente, teve uma menor perda de memória, em relação a quem bebeu uma quantidade menor.

Veja como é a relação entre a rotina de consumo de determinados alimentos da dieta Mind:

Comer todo dia:

  • Grãos integrais (três ou mais porções)
  • Folhas verdes (uma porção)
  • Outros vegetais (uma ou mais porções)
  • Uma taça de vinho (preferencialmente o tinto)

Na maioria dos dias da semana:

  • Castanhas (como amêndoas e noz)
  • Azeite de oliva (se possível, usar também no preparo das refeições)

Algumas vezes por semana:

  • Vagens (como feijão e lentilha)
  • Mirtilo e morango
  • Aves

Ao menos uma vez por semana:

  • Peixes

E, abaixo, os alimentos que devem ter o consumo reduzido:

  • Manteiga ou margarina (menos de uma colher de sopa por dia)
  • Fast-food e frituras (menos de uma porção por semana)
  • Queijos gordurosos (menos de uma porção por semana)
  • Carne vermelha (menos de quatro vezes por semana)
  • Bolos, tortas e outros doces (menos de cinco porções por semana)

(com The Oprah Magazine e The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários