Artista cria pinturas com cerveja, usando técnica inédita no mundo

O pintor Enio Longo, em parceria com a cervejaria mineira Wäls, criou 21 obras usando a técnica conhecida por nanoarte

por Da redação com assessorias 19/10/2015 10:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Os quadros de Enio Longo usam a técnica de nanoarte, que mistura tecnologia e ciência à cerveja e seus componentes, de forma inédita no mundo (foto: Divulgação)
Quem gosta de cerveja sabe que a versão artesanal da bebida é uma verdadeira arte. Agora, transformar a "loira gelada" em pintura vai além do que poderia imaginar um mestre cervejeiro. A inusitada forma de criação artística é resultante do trabalho do artista plástico Enio Longo, especializado em nanoarte (feita de forma microscópica), e a cervejaria mineira Wäls. A parceria, que envolve tecnologia e ciência, resultou em uma série de 21 telas inéditas.

Enio, referência em nanoarte no Brasil e no mundo, contou com a ajuda de seu irmão e professor Elson Longo, na criação das obras. O estilo, que é expressão artística desenvolvida a partir da mistura de arte, tecnologia e ciência, utiliza habitualmente a prata e o ouro. No olhar ousado de Longo, esses materiais foram substituídos pela cerveja e por suas matérias-primas como malte, cevada e lúpulo – algo inédito para fins artísticos.

Normalmente, utiliza-se um microscópio eletrônico de varredura com posterior coloração das figuras por Photoshop. Para as telas de Wäls, o artista plástico criou algo original, com um trabalho minucioso de pintura à mão. Ele chegou a levar 16 horas seguidas trabalhando em um único quadro.

"Degustar a cerveja me ajudou muito na hora desenvolver as telas. Cada característica e a complexidade do sabor foram inspiração. Provei o líquido em várias etapas e fui anotando tudo o que parecia relevante e que pudesse contribuir para o resultado final", conta Enio.

Uma das cervejas inspiradoras foi a Wäls Unique, um lançamento da cervejaria mineira. José Felipe Carneiro, mestre-cervejeiro responsável pela criação do rótulo, substituiu os grãos tostados comuns no estilo english barley wine por maltes claros e malte de trigo o que conferiu um toque intenso e robusto.

Últimas notícias

Comentários