Manteiga ou margarina, qual é a melhor opção?

Médico belo-horizontino diz que a margarina é um 'veneno' para nosso organismo. Ele está com a razão?

por Vinícius Andrade 25/02/2016 13:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Segundo a nutricionista, para não 'fazer mal', as pessoas deveriam consumir apenas a quantidade de uma ponta de faca de margarina, no máximo três vezes por semana (foto: Pixabay)
Você é daqueles que não dispensa um pãozinho com margarina? Então, é melhor mudar seus hábitos. Segundo a nutricionista Milene Cristina Henriques, professora da PUC Minas, o consumo moderado do produto por dia deveria ser o equivalente à ponta de uma faca. Nessa proporção, a quantidade de gordura trans não seria tão prejudicial à saúde. Mas, você consegue comer esse tanto?

Uma corrente que ganha força na internet, especialmente nas redes sociais, diz que a margarina é um verdadeiro veneno para nosso organismo, principalmente devido a um de seus ingredientes: o sebo bovino. Um dos defensores dessa ideia é o médico Haroldo Timponi, presidente da Associação de Cultura Biodinâmica, entidade formada por naturistas de Belo Horizonte.

O pesquisador alega que os próprios colegas de profissão estão sendo omissos sobre esse assunto, e que isso se deve à falta de informação. Ele afirma que a televisão passa uma falsa imagem da margarina, como um produto inteiramente vegetal, e que os médicos aceitam essa ideia "passivamente". Haroldo conta que atende pacientes que apresentam queixas de doenças causadas pelo uso inadequado de gorduras, principalmente as provenientes da margarina.

A nutricionista Milene concorda que o produto é um risco para a saúde, mas lembra que a quantidade de gordura trans diminuiu com o passar dos anos. Na década de 1980, segundo ela, a maioria das marcas utilizava 30% desse tipo de gordura. Hoje, o número está abaixo de 1%. "Ainda assim é uma quantidade significativa", alerta a especialista. Segundo ela, o consumo de margarina e manteiga precisa ser evitado ao máximo e não deve passar de três vezes na semana.

A professora da PUC Minas lembra ainda que o sebo bovino não consta no rótulo da maioria das marcas. Portanto, não há como garantir que o produto gorduroso esteja presente na margarina, ao contrário do que denuncia o médico Haroldo Timponi.

Manteiga ou margarina?

O presidente da Associação de Cultura Biodinâmica considera a margarina mais prejudicial, porque, segundo ele, contém sebo bovino. Já para Milene Henriques, está comprovado que nenhuma deve ser consumida em excesso. A questão de ser melhor ou pior vai depender das condições de saúde da pessoa, explica a professora.

A manteiga é rica em colesterol e a margarina em gordura trans. Portanto, para uma pessoa que tenha colesterol alto, é mais prejudicial o consumo da manteiga.

Opções saudáveis

Se a margarina e a manteiga são prejudiciais à saúde, quais seriam as alternativas? Haroldo indica patês de legumes e de algumas frutas, como o abacate. Já a nutricionista aconselha queijos magros, como ricota ou requeijão light.

Outra solução apontada pela especialista é a halvarina, que nada mais é do que a margarina feita com uma quantidade reduzida de gordura. Ela possui mais água e é menos calórica. Algumas indústrias ainda adicionam a chamada gordura benéfica, como ômega 3.

Últimas notícias

Comentários