Da rapadura à paçoca: qual o doce 'mais doce' que existe?

Resolvemos saber se, realmente, existe um 'doce mais doce que o doce de bata doce'. Confira o resultado!

por Vinícius Andrade 04/04/2016 08:29

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Flickr/Mayra Chiachia/Reprodução
Será que o brigadeiro, sobremesa típica do Brasil, é mais "doce que o doce de batata doce"? (foto: Flickr/Mayra Chiachia/Reprodução)
Será que o doce de batata doce é realmente o "doce mais doce" que existe? Contanto que você não exagere no açúcar da receita, a resposta é não, segundo os especialistas. Aliás, a batata doce in natura é um dos tubérculos com menor índice glicêmico, conforme a nutricionista Milene Cristina Henriques, professora da PUC Minas. "A batata doce tem metade do índice glicêmico da batata comum, além de ser boa fonte de carboidrato. É bastante indicada para atletas", destaca a professora.

Mas, afinal, qual seria o "doce mais doce" do mundo? A resposta, obviamente, depende da quantidade de açúcar que é acrescentada na receita. No entanto, vamos considerar as receitas padrões. O brigadeiro, por exemplo: 1 colher de sopa de manteiga, 1 lata de leite condensado e 2 colheres de sopa de achocolatado em pó. Desta forma, é possível comparar as sobremesas pelo índice glicêmico, isto é, a velocidade com que o açúcar presente em um alimento alcança a corrente sanguínea.

Fizemos uma lista com 10 sobremesas tradicionais para saber qual possui o maior e o menor índice glicêmico.

A nutricionista Milene, no entanto, faz questão de frisar que todos os alimentos avaliados possuem aspectos negativos: são extremamente calóricos e gordurosos. Se os 10 fossem comparados numa porção de 100 gramas cada um, não teriam muitas diferenças nutricionais. Alguns são mais prejudiciais porque consumimos em maiores quantidades, como é o caso do brigadeiro. "Ponderação é a palavra chave para qualquer sobremesa", ressalta Milene.

Confira, abaixo, nosso ranking das sobremesas, segundo o índice glicêmico de cada uma, que foi avaliado pela nutricionista Milene Cristina Henriques, professora da PUC Minas:

  1. Rapadura: a base da rapadura é o açúcar, mesmo ele sendo integral. Apesar desse alimento encabeçar a lista, ele é mais rico em sais minerais e ferro do que o restante das sobremesas

  2. Doce de leite: praticamente empata com o brigadeiro. Mas, considerando que a base desta sobremesa é açúcar e leite, ela ocupa a segunda posição, já que o açúcar refinado tem maior índice glicêmico que o leite condensado

  3. Brigadeiro: além de ter muito açúcar, o brigadeiro ainda é gorduroso, já que a receita leva margarina (rica em gordura trans) ou manteiga (rica em colesterol)

  4. Cocada: doce tradicional em várias regiões do mundo, especialmente na América Latina e em Angola. As receitas podem variar, mas, geralmente, são à base de açúcar e coco ralado

  5. Bananada: como a sobremesa é feita basicamente com polpa de banana e açúcar, ela ainda apresenta vitaminas e minerais da fruta, além de ter maior quantidade de fibras. Esta, dificulta a entrada de açúcar na corrente sanguínea

  6. Goiabada: fica praticamente empatada com a bananada. Por ter a goiaba como principal fonte, também apresenta vitaminas e fibras. O problema está em comer grandes porções

  7. Quindim: a receita é composta por ovo, açúcar e coco ralado. A vantagem é que, normalmente, ele é consumido em porções menores

  8. Chocolate ao leite: quanto mais cacau na fórmula, melhor. Um dos benefícios desse alimento é fornecer energia ao organismo. Mas, cuidado, porque também é muito calórico

  9. Pé-de-moleque: os doces à base de amendoim ficaram no final da lista. Típico da culinária brasileira, o pé-de-moleque é feito a partir da mistura de amendoim torrado com rapadura

  10. Paçoca: o amendoim é excelente fonte de energia, mas também é bastante gorduroso. Ele é rico em vitaminas e minerais. A paçoca é um doce tradicional brasileiro, preparado à base de amendoim, farinha de mandioca e açúcar.

Últimas notícias

Comentários