Agave-azul ajuda no combate à osteoporose?

Estudo no México associou o ingrediente da tequila ao fortalecimento dos ossos

por Vinícius Andrade 27/04/2016 08:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Blog Noroeste Paulista/José Cuervo/Reprodução
O agave-azul é usado na produção de tequila, e segundo estudos realizados no México, também ajuda a combater a temida osteoporose (foto: Blog Noroeste Paulista/José Cuervo/Reprodução)
Cientistas do Centro de Pesquisas e Estudos Avançados do México descobriram um possível aliado para o tratamento da osteoporose: o agave-azul (Agave tequilana), uma planta com qualidade medicinal e que é o principal ingrediente usado na preparação da tequila. Os estudos apresentaram resultados promissores no combate à doença que provoca a diminuição da absorção de minerais e cálcio, essenciais para o fortalecimento dos ossos, e que afeta, na maioria das vezes, as mulheres.

Os pesquisadores utilizaram ratos fêmeas como cobaias. O útero dos animais foi retirado, para que a falta do órgão levasse os roedores a desenvolverem osteoporose. A partir disso, parte dos bichos foi alimentada com uma dieta rica em frutano (moléculas de açúcar não digeríveis) de agave.

Passadas oito semanas, os animais foram analisados e o resultado mostrou que as fêmeas alimentadas com o agave-azul estavam mais saudáveis. De acordo com os estudiosos, elas conseguiram absorver minerais e a proteína osteocalcina – responsável pela produção de novos ossos.

A química responsável pela pesquisa, Mercedes López, afirmou, em comunicado à imprensa, que as cobaias submetidas à dieta de agave sintetizaram cerca de 50% de proteína a mais do que as outras, e que o diâmetro dos ossos também era maior no grupo que ingeriu o principal ingrediente da tequila.

Explicação

Ao contrário dos carboidratos simples, como por exemplo o açúcar refinado, o agave-azul não altera o pH sanguíneo e, desta forma, não é necessário que o cálcio seja retirado dos ossos para ajustar a acidez no sangue, para deixá-lo com taxas normais. Essa é a relação do agave-azul com o tratamento da osteoporose, segundo a nutricionista Viviane Paixão, membro do Conselho Regional de Nutricionistas de Minas Gerais.

Além dos resultados serem preliminares, não significa que você possa se "esbaldar" com tequila, com a desculpa de tratar a osteoporose. A pesquisa não utilizou a bebida, em si, para realizar os experimentos, e sim, apenas o agave-azul, em sua condição natural.

O agave-azul é um adoçante natural, 100% vegetal e ideal para pessoas que desejam substituir o açúcar comum por porções mais saudáveis, de acordo com a nutricionista Viviane. "A calda do agave adoça, em média, 1,5 vezes mais do que o açúcar comum. E ainda tem baixo índice glicêmico", destaca a especialista.

Outra propriedade do agave, segundo a nutricionista, é potencializar o sabor, sendo muito útil para adoçar qualquer alimento ou bebida. Além disso, o açúcar presente nesse vegetal é acompanhado de fibras, gordura de boa qualidade, vitaminas e minerais, fazendo com que a glicose seja liberada de forma lenta e gradativa no sangue.

Moderação

Como ele é mais doce que o açúcar refinado, é preciso usar uma quantidade menor. De acordo com Viviane, o ideal é utilizar 25% a menos. Portanto, uma xícara de açúcar refinado é equivalente a 3/4 de xícara de agave. "Açúcar é açúcar, e qualquer forma de doce concentrado em grande quantidade não é legal para nosso organismo", adverte a nutricionista.

Últimas notícias

Comentários