Resenha Botecar encerra o festival no Parque das Mangabeiras

Além de do resultado do Botecar 2016, festa traz programação cultural

por Da redação com assessorias 09/05/2016 11:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Geraldo Goulart/Encontro
Na festa Resenha Botecar 2016, além dos vencedores do festival, o público poderá conferir 40 tira-gostos participantes do evento gastronômico (foto: Geraldo Goulart/Encontro)
Barraquinhas no parque com tira-gostos deliciosos, cerveja gelada e espaço para aquele bate-papo descontraído ao som de música de qualidade, além de palestras e exposições. A 3ª edição do festival Botecar se despede do público com uma festa regada a muita programação cultural. No dia 28 de maio, a Resenha Botecar 2016 vai reunir 40 dos 50 bares participantes do festival no estacionamento do Parque das Mangabeiras para a despedida do público e, claro, o anúncio dos bares vencedores.

"Nós chegamos à 3ª edição do Botecar com a certeza de que o evento foi abraçado pela população, não só por fomentar a gastronomia mineira, mas também por resgatar a cultura dos botecos de raíz na cidade. A Resenha vem para coroar todo um trabalho realizado pelos bares que participaram em 2016, e ainda oferecer ao público a oportunidade de revisitar um petisco de que tenha gostado ou até mesmo provar um novo, que não tenha dado tempo. Além de aproveitar a programação cultural oferecida no dia, com palestras de chefs renomados, shows e exposições", comenta Antônio Lúcio Martins, organizador do evento. Segundo ele, a Resenha Botecar 2016 foi pensada de modo que traduzisse Belo Horizonte e, por isso, foi feita a escolha por usar mais uam vez o parque símbolo da capital mineira. "Esperamos receber um público de 6 mil pessoas", comenta.

Durante o encerramento, serão anunciados o campeão, o 2º e o 3º colocados entre os 50 bares participantes do Botecar 2016 ( de 6 de abril a 14 de maio), e que teve como tema a mineiridade. A avaliação de jurados e do público leva em consideração quesitos como sabor e apresentação dos tira-gostos, atendimento e bebidas. Também no dia 28 será conhecido o Chefia Camarada, que é a eleição do melhor garçom entre os que trabalham nos estabelecimentos participantes. Esse concurso funciona em paralelo, com os votos dados pelo site do evento, e já se tornou marca do festival.

A Resenha Botecar 2016 reunirá barraquinhas com os tira-gostos de 40 bares participantes. Tudo isso regado a ampla programação cultural, com palestras dos chefs Ivo Faria (Vecchio Sogno) e Edson Puiati (coordenador do curso de gastronomia da Una); além das apresentações das bandas de samba e choro: Clube do Choro (MG); Grupo Flor de Abacate (MG); Banda do Marcão (MG); Banda Zé da Velha e Silvério Pontes (RJ) e Cordão do Boi Tatá (RJ), e das palestras  e exposição sobre os 100 anos do Choro e Samba, tema musical do evento, escolhido para comemorar o centenário da gravação do primeiro samba: Pelo Telefone , de Donga.

As entradas serão adquiridas por meio da troca de 2 kg de arroz ou feijão, que serão doados ao projeto Jornada Solidária e a creches de Belo Horizonte. Cada 2 kg de alimento dá direito a um convite. Não haverá troca de ingressos no local do evento e a retirada de convites é limitada a quatro unidades por pessoa. Menores de 18 anos só podem entrar acompanhados pelos pais ou responsáveis e crianças até 10 anos não necessitam de convite.

Resenha Botecar 2016

Onde:
Parque das Mangabeiras
Data: 28/5
Horário: das 12h às 22h
Entrada: trocar ingresso por 2 kg de arroz ou feijão (não haverá troca no dia do evento. Menores de 18 anos apenas acompanhados dos pais ou responsáveis e crianças de até 10 anos entram sem ingresso)
Ponto de troca: Central dos Eventos (rua Fernandes Tourinho 470, loja 16, Savassi)

Palestras (acontecem no espaço de convivência):

  • Gastronomia – 12h com o chef Ivo Faria (Vecchio Sogno) e às 13h com o chef Edson Puiatí (coordenador do curso de gastronomia da Una)
  • Samba e Choro – 14h com Acir Antão e Silvério Sete Cordas
Atrações musicais:

  • Clube do Choro de Belo Horizonte convida Ausier Vinícius (MG)
  • Grupo Flor de Abacate – Juninho Braga e Gisele Couto (MG)
  • Banda do Marcão (MG)
  • Banda Zé da Velha e Silvério Pontes (RJ)
  • Banda Cordão do Boi Tatá (RJ)
Exposições:

  • Exposição de fotografia 100 Anos de Samba e Choro (coletânea do trabalho de diversos fotógrafos)

Últimas notícias

Comentários