Glouton é eleito o melhor restaurante do sudeste em premiação nacional

Casa competiu com premiados estabelecimentos como o Lasai, do Rio, e o Maní, de São Paulo

por Aline Gonçalves com assessorias 21/06/2016 15:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Samuel Gê/Encontro
O chef Leonardo Paixão é médico por formação, mas um apaixonado pela cozinha. Em 2013, ele montou o restaurante Glouton, em BH, que acaba de ser premiado pela Prazeres da Mesa (foto: Samuel Gê/Encontro)
O restaurante Glouton faturou, na noite de segunda, dia 20 de junho, o título de Restaurante do Ano Sudeste pelo prêmio Melhores do Ano Prazeres da Mesa/Rede, que existe desde 2004. Num primeiro momento, a casa foi indicada pelo júri formado por 165 especialistas (entre chefs, críticos e jornalistas) e, entre os dias 2 e 27 de maio, participou da votação popular pela internet.

Aberta em janeiro de 2013, a casa apresenta pratos da cozinha contemporânea, com base e maioria das técnicas francesas, aliadas a ingredientes comuns da cozinha mineira tradicional. "É muito importante representar o estado no cenário nacional", diz o chef e proprietário Leonardo Paixão, demonstrando felicidade com o resultado.

Segundo Leonardo, esta foi a primeira vez que um restaurante mineiro conquistou a posição, ao deixar para trás os restaurantes Lasai (Rio de Janeiro), Maní (São Paulo), Olympe (Rio de Janeiro) e Soeta (Vitória, ES). "Fizemos muita campanha nas redes sociais, mas achávamos muito difícil, porque os concorrentes eram muito fortes", lembra o chef. Para ele, o resultado é fruto de um amadurecimento da casa, com treinamento de equipe e afinamento das propostas. "Hoje, o Glouton atingiu maturidade, não somos mais um restaurante adolescente", explica.

Com capacidade para 100 pessoas, o restaurante ocupa uma charmosa casa no bairro de Lourdes, com decoração singela, paredes de tijolinhos e cozinha à vista dos clientes. Ao fundo, ainda há um jardim de inverno. O chef Leonardo Paixão comanda uma equipe de mais de 30 funcionários: apenas cozinheiros são 12, responsáveis por reproduzir as criações que já ganharam fama pelo país, como a papada de porco com mil-folhas de mandioca, molho de laranja e acelga tostada e o papillote crocante de lagostim com chutney de manga. O sommelier da casa é Robson Santiago e o maître, Rodrigo Gomes.

Médico por formação, Leonardo estudou na Escola Superior de Cozinha Francesa e trabalhou em restaurantes como Joël Robuchon. Seu gosto pela gastronomia vem de família, especialmente do avô, Márcio Paixão. Hoje, o chef se dedica a pesquisar itens menos convencionais na gastronomia sofisticada, como ingredientes do cerrado.

Reconhecimento

Outro estabelecimento sediado em Minas, a Jatobá Orgânicos, comandada por Luciano Gambarini, também foi agraciado pelo prêmio Melhores do Ano Prazeres da Mesa/Rede. A empresa recebeu a honraria de Artesão da Gastronomia.

O sítio, localizado em Ouro Fino, sul do estado, produz conservas, geleias, molhos, purê de frutas, óleos, pimentas, temperos e purês e sopas. A Jatobá Orgânicos está no mercado desde 1986 e traz como preceito a sustentabilidade.

Últimas notícias

Comentários