Massas não engordam e até ajudam a baixar o IMC, diz estudo

A pesquisa italiana associa o consumo de massa à dieta mediterrânea

por João Paulo Martins 04/07/2016 16:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Que tal saborear uma massa italiana sem se preocupar com ganho de peso? Segundo estudo publicado nesta segunda, dia 4 de julho, no site do periódico científico inglês Nutrition and Diabetes, mostra que o consumo de espaguetes e outras massas, se associado à dieta do Mediterrâneo, favorece a perda de peso.

"Muitas pessoas acham que o espaguete não é o melhor tipo de guarnição quando se tenta emagrecer e, por isso, o descartam completamente. Nossa pesquisa mostrou que essa lógica não é correta. Os espaguetes são parte fundamental da dieta italiana e não há razões para negá-los. Além disso, a dieta mediterrânea é benéfica para saúde", diz a cientista Licia Iacoviello, do Instituto Neuromed, que fica em Pozzilli, an Itália, co-autora do estudo, no artigo publicado na Nutrition and Diabetes.

Junto com outros cientistas, Iacoviello analisou a saúde, a dieta e o Índice de Massa Corporal (IMC) de mais de 20 mil italianos. O resultado mostrou que aqueles que seguiam a dieta do Mediterrâneo e consumiam massa regurlamente, em especial o espaguete, não tiveram ganho de peso, ao contrário, acabaram com um IMC mais baixo.

Como explica Licia Iacoviello, não é preciso deixar de lado as massas quando se tem uma dieta rica em nutrientes, como a mediterrânea, que prevê uma alimentação rica em frutas, legumes e vegetais e o consumo mais restrito de carnes e derivados.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários