Sinfonia no interior

por Rafael Campos - Revista do Correio 08/05/2011 13:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel
None (foto: Eugênio Gurgel)

Em sua quarta temporada, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais vai colocar o pé na estrada em maio, para realizar, pela primeira vez, concertos no Vale do Aço e região norte do estado. Os moradores de municípios como Teófilo Otoni, Ipatinga e Montes Claros terão a oportunidade de assistir de graça a concertos elogiados da orquestra, que ainda comemora um dos prêmios mais importantes da área: o da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), como melhor conjunto musical erudito de 2010. “Serão, definitivamente, concertos instigantes. É mais uma iniciativa para desmitificar a ideia de que música clássica é para a elite”, diz Diomar Silveira, presidente do Instituto Cultural Filarmônica que, em parceria com o estado, promove uma série de apresentações gratuitas e a preços populares. Em alguns municípios serão executados concertos de câmara, como em Pirapora, Janaúba e Bocaiúva.

A turnê pelo interior mineiro, que terá regência de Marcos Arakaki – regente assistente –, começa dia 12, em Teófilo Otoni. No repertório, compositores como Strauss, Carlos Gomes e Brahms. Todas as apresentações serão gratuitas e a céu aberto, exceto em Ipatinga, que irá receber a orquestra no grande teatro do Centro Cultural Usiminas. Já em Montes Claros, estudantes de música terão aula com instrumentistas da filarmônica no conservatório da cidade. Em junho, a magia da música clássica se unirá à atmosfera barroca das principais igrejas do estado em Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São João del-Rei.

A agenda de 2011 realmente está recheada. E os fãs da música erudita terão pela frente homenagens aos 200 anos de nascimento do húngaro Franz Liszt e aos 100 anos da morte do austríaco Gustav Mahler. Diante disso, pela primeira vez serão apresentadas em BH as sinfonias Fausto, de Liszt, e Trágica, de Mahler. “Através de programação ousada e relevante, temos alcançado, de um lado, um reconhecimento cada vez maior do público e da crítica especializada, e, por outro, um crescimento considerável na qualidade da orquestra como um todo”, afirma Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Filarmônica.

Outro destaque da programação fica por conta de concertos também inéditos nos teatros municipais de São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ), em agosto. Além disso, a orquestra, com os seus 85 instrumentistas, vai dar seguimento a projetos já tradicionais: séries Allegro e Vivace, no Palácio das Artes, Concertos para Juventude, Concertos Didáticos, além de apresentações em parques da capital e região metropolitana.

A orquestra no interior

– Programação de concertos em maio

Dia 12 - Ipatinga, no Centro Cultural Usiminas
Dia 13 - Governador Valadares, local ainda indefinido
Dia 14 - Teófilo Otoni, na praça da Cemig
Dia 26 - Bocaiúva, no Centro Cultural Henfil (Orquestra de Câmara)
Dia 27 - Janaúba, no Centro Cultural Marly Sarney (Orquestra de Câmara)
Dia 27 - Pirapora, no centro de convenções (Orquestra de Câmara)
Dia 28 - Montes Claros, na praça dos Esportes

Horário:  todos os concertos acontecem  às 20h30

– Concertos nas igrejas* em junho

Dia 16 - Tiradentes, às 20h
Dia 17 - São João del-Rei, às 20h
Dia 18 - Ouro Preto, às 20h
Dia 19 - Mariana, às 12h




*As igrejas ainda não foram divulgadas

Últimas notícias

Comentários