Enfoque 2

por Kátia Massimo 07/06/2011 09:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cláudio Cunha, Geraldo Goulart, J. Batista e Divulgação
None (foto: Cláudio Cunha, Geraldo Goulart, J. Batista e Divulgação)

Livraria do Ricardo

 

Depois de se consolidar como gigante do varejo, a mineira Ricardo Eletro, maior rede de eletrodomésticos do estado, quer crescer também em outros nichos de mercado. A empresa, que forma com as lojas Insinuante a Máquina de Vendas, uma das maiores redes de varejo do país, acaba de lançar a livraria virtual do Ricardo e entra em concorrência direta com grandes empresas do segmento, como Submarino e Americanas.com, no disputado mercado de livros didáticos e de literatura. Só na primeira semana, foram vendidos 800 títulos em um único dia. A iniciativa é mais um passo no sentido de fortalecer os negócios e-commerce, que vêm proporcionando bons resultados à rede. Em pouco mais de dois anos e meio, a Ricardo.com já responde por 15% do faturamento do grupo. O crescimento se reflete também no número de produtos oferecidos. São 110 mil itens, que incluem até CDs e brinquedos. Mas o empresário Ricardo Nunes, proprietário da rede, quer muito mais: “Vamos ser o maior ponto.com do Brasil”, diz.

 

 

Valor histórico

 

Os vereadores da Comissão de Educação da Câmara Municipal aprovaram em primeiro turno o projeto que prevê o tombamento da chamada Muralhas de Belo Horizonte. Trata-se de muro de pedra de mais de dois quilômetros, localizado na divisa de Sabará com Nova Lima. De autoria dos vereadores Adriano Ventura (PT) e Daniel Nepomuceno (PSB), o projeto prevê ainda a restauração, recomposição e preservação do sítio histórico e arqueológico do muro, construído por escravos por volta de 1770. Os recursos para a obra deverão vir de parcerias com a iniciativa privada ou mesmo de centros de pesquisas.

 

 

Pode reclamar

 

Recém-nomeado auditor da Câmara dos Deputados, o deputado federal Miguel Corrêa (PT-MG) já descobriu que sua missão não será fácil. Ele está conduzindo o projeto A Câmara Quer te Ouvir, que pretende estreitar a relação entre os deputados federais e o eleitor. Para isso, vai realizar audiências públicas nas capitais, a fim de conhecer a opinião dos cidadãos sobre temas que estão em discussão no Congresso Nacional. Pretende também receber e encaminhar as demandas populares. Em Belo Horizonte, a reunião, que tem como palco a Assembleia Legislativa, está prevista para o início do próximo semestre.

 

 

Copa no motel

 

Não são apenas os hotéis em Belo Horizonte que estão se adequando para o aumento da demanda gerada pelos eventos esportivos dos próximos anos. Alguns motéis também começam a investir em ampliação para se tornar uma opção em hospedagem. A rede Sunny Day aguarda apenas a aprovação do projeto para construir novas suítes nas unidades do bairro Olhos d’Água (BH), em Contagem e em Betim. Na Copa das Confederações de 2013, até as camas de casal serão substituídas pelas de solteiro. A ideia é criar também alguns serviços exclusivos, como transporte até os locais dos jogos e guia bilíngue, de acordo com a diretora Mirela Guimarães.

 

 

De malas prontas

 

O diretor executivo de mineração da siderúrgica CSN, Jayme Nicolato, responsável por todas as operações da empresa na área, está de malas prontas para assumir cargo de comando em outra mineradora da iniciativa privada de Minas. Nicolato trabalhou na CSN há sete anos e foi um dos responsáveis por transformar a mineração em um dos negócios mais lucrativos da siderúrgica, respondendo por 70% da geração de caixa – quando ele entrou, a participação não chegava a 5%. Nicolato é também CEO da empresa de mineração Namisa, instalada em Congonhas e controlada pela CSN. Vai largar tudo para assumir o novo cargo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conciliação em Confins

 

Antiga reivindicação de usuários e do próprio judiciário, o Aeroporto de Confins finalmente terá um juizado especial para atendimento de passageiros e consumidores. No ano passado, 7,6 milhões de passageiros circularam por Confins.  Para a Copa de 2014, a previsão é de que o número ultrapasse os 10 milhões. A quantidade de queixas também tende a crescer, tornando a presença do juizado ainda mais essencial, na opinião do presidente da Comissão Especial de Acesso à Justiça e Modernização do Judiciário da OAB/MG, Alexander Barroso.

 

 

“Foi um equívoco da presidente”

Senador Aécio Neves (PSDB), respondendo, com elegância, ao veto da presidente Dilma que, na prática, impediu que benefícios fiscais concedidos por Lula ao Nordeste fossem ampliados para a região norte do estado. Recife levou a Fiat, mas o norte mineiro perdeu a fábrica da BMW

 

“Tem animal solto na rua? Tem que matar”

Vereadora Sílvia Fernanda de Almeida (PMDB), da cidade de São João Del-Rei (MG), ao defender, na Câmara Municipal, que animais encontrados na rua sejam sacrificados em 48 horas.

 

“Tem jogo do bicho até na porta da Assembleia Legislativa de Minas Gerais”

Deputado estadual Alencar da Silveira Júnior (PDT-MG), que defende a legalização dos jogos no Brasil, comentando projeto do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), que trata da questão e aguarda votação na Câmara dos Deputados.

 

“Eike é o dono do mundo?”

Deputado estadual Antônio Júlio (PMDB), indignado com as declarações do empresário, publicadas na imprensa, dando conta de que o grupo EBX está em negociação com a Fifa para ter exclusividade nas vendas de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

 

“Nossa vida é dividida em duas fases. Na primeira, a gente dá o sangue. Na segunda, dá o cérebro”

Ex-prefeito de Uberlândia e ex-deputado federal Zaire Rezende, justificando por que abandonou as urnas para se dedicar à reflexão política. Aos 79 anos, ele vai se graduar em filosofia.

 

 

 

 

“Não vi amigos, não comi pão de queijo e nem doce de leite”

Deputada federal (PCdoB) Manuela d’Ávila (foto), lamentando a rápida passagem por Belo Horizonte, onde participou de evento da Associação Mineira de Municípios.

Últimas notícias

Comentários