Agora são seis

por João Paulo Martins 08/07/2011 13:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Felipe Christ e Grão Fotografia
Em Pouso Alegre a Companhia Suspensa estreou seu mais novo espetáculo, Avesso da Sombra (foto: Felipe Christ e Grão Fotografia)

Mais uma vez o interior de Minas passa a atrair a atenção do cenário cultural do estado, tão centralizado em Belo Horizonte. Através do Circuito Usiminas de Cultura, os moradores têm a oportunidade de assistir, em praças e ruas, a espetáculos de música, teatro, circo e filmes, além de participar de oficinas de arte. A principal novidade deste ano é a incorporação de três cidades ao projeto: Pouso Alegre, Igarapé e Itaúna. No ano passado, o Circuito levou cerca de 10 mil pessoas às ruas de Santana do Paraíso, Mateus Leme e Itatiaiuçu, além de ter gerado uma experiência nova e enriquecedora para os participantes.

 

Um bom exemplo é a oficina de elaboração de projetos, que teve seis propostas inscritas e aprovadas nas leis de incentivo à cultura. Além disso, os espetáculos estão sendo patrocinados pela Usiminas e ainda este ano vão integrar a segunda edição do evento. “Temos consciência de seu papel fundamental na descentralização da cultura. Por isso, a empresa continua investindo na continuidade do Circuito, que oferece à população das cidades do interior o acesso a apresentações de espetáculos de qualidade”, explica Mariana Martins, diretora do Instituto Cultural Usiminas.

 

Mariana Martins, diretora do Instituto Usiminas: “O Circuito oferece espetáculos de qualidade à população”
 

 

Entre as atrações deste ano, que dão preferência para a cultura popular, destaque para as histórias de Rubinho do Vale, para o espetáculo Caravana Poética e o grupo Armatrux, de teatro de bonecos. Quem também confirma a parceria com a Usiminas é a Companhia Suspensa, grupo que mistura artes cênicas e circenses, e apresentou na cidade de Pouso Alegre, na abertura do projeto, no início de junho, a pré-estreia de sua nova montagem Avesso da Sombra. O espetáculo é uma parceria com a artista plástica Júlia Panadés. “A apresentação no Circuito Cultural é nosso retorno às ruas. A recepção no interior é ótima. O espetáculo foi uma boa surpresa”, conta Lourenço Marques, ator e fundador da companhia.

 

Além de falar com saudosismo do gosto do grupo pelas apresentações na rua, Lourenço conta que as obras do espaço cultural C.A.S.A., que está sendo construído em Nova Lima e faz parte de uma parceria com o Armatrux, devem ser finalizadas no início de 2012. “A gente quer criar uma autossuficiência cultural na região de Nova Lima, especialmente no Jardim Canadá. Apesar de ainda não estar pronto, o espaço já atua na região com diversos projetos culturais e atividades artísticas”, completa.

 

Últimas notícias

Comentários