Hora do check-up, totó!

por Daniela Costa 10/08/2011 14:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maíra Vieira e Emmanuel Pinheiro
None (foto: Maíra Vieira e Emmanuel Pinheiro)

Quem tem animal de estimação sabe que, assim como os seres humanos, o bichinho também precisa passar por check-ups periódicos para ter uma vida longa e, principalmente, saudável. O diagnóstico precoce é a melhor forma de prevenir enfermidades, já que os pets sofrem as consequências da ação do tempo, de uma alimentação inadequada e do sedentarismo. Hábitos que contribuem para o surgimento de doenças cardíacas, ósseas, diabetes e hipertensão.
Os fatores de risco variam de acordo com a raça, tamanho, idade e predisposição genética do animal. Por isso, os cuidados devem ser iniciados antes mesmo de seu nascimento. “O ideal é realizar check-ups na cadela antes de ela ficar prenhe e também durante a gestação, para verificar se está em condição apropriada de saúde. Através desta vistoria, descobrimos se ela está ou não apta a gerar filhotes saudáveis”, explica Manfredo Werkhauser, clínico e cirurgião da clínica veterinária São Francisco de Assis.

 

No final do primeiro mês de nascimento de um filhote, inicia-se a alimentação artificial com ração própria para o desmame. Aos 45 dias de vida, deve-se fazer visita ao veterinário para aplicação da primeira dose de vacina, a óctupla, que combate oito tipos de doenças de uma só vez. Ao mesmo tempo, é realizada a aplicação de vermífugo, que deve ser repetida 10 dias depois.

 

Manfredo orienta Celeste em como cuidar de seu cão, o maltês Moisés.
“O check-up é fundamental para tratar doenças como dermatites”
 

 

Após o período inicial, os cuidados básicos são: vacinas anuais (óctupla e raiva), vermifugação de quatro em quatro meses para cães com acesso à rua e de seis em seis para cães criados em apartamento. O check-up deve ser realizado semestralmente para controle. Em geral são feitos exames de sangue, avaliação renal, hepática, raio-X de tórax e ultrassonografia abdominal. Em casos específicos, outros exames poderão ser solicitados, como de hormônios, colesterol e glicemia. “Estes cuidados são fundamentais para garantir a saúde do animal”, diz Werkhauser. Mas, ele alerta para um detalhe importante: “Não adianta fazer todos os procedimentos necessários e se esquecer do principal, que é a qualidade da ração. É preferível pagar um pouco mais caro e investir em rações que mantêm o cão saudável”.

 

O check-up deve ser realizado em duas ocasiões específicas. Segundo Rodrigo Cardoso Rabelo, médico veterinário da clínica Intensivet, animais saudáveis também devem fazê-lo em caráter preventivo. Seguindo essas orientações, o corretor de imóveis Valter de Abreu faz questão de acompanhar Chica, sua maltês de 3,5 anos, a todas as consultas. “Mesmo nunca tendo surgido nenhum problema, sou pontual com os check-ups. Acho que quem possui um animal de estimação tem que ser responsável”. Já os bichinhos que apresentam enfermidades necessitam de cuidados redobrados. “Nesses casos, o check-up é realizado de acordo com a patologia apresentada, podendo ocorrer em intervalos menores, por meio de exames mais detalhados”, explica Rabelo.

 

A publicitária Débora Veríssimo Costa e seu cãozinho, Fritz: “Ele nasceu com
deficiência renal, luxação na patela e testículo preso. Com os check-ups está
tudo sob controle”
 

 

A publicitária Débora Veríssimo Costa conta que seu cachorro, o Fritz, um shih tzu de 3 anos, desde que nasceu requer atenção especial. Além de apresentar problema renal e luxação na patela, o cãozinho também possuía um testículo preso. “No primeiro semestre deste ano ele foi submetido a duas cirurgias que foram um sucesso, e hoje ele faz controle permanente com dieta balanceada, exercícios físicos e exames periódicos, por conta de sua deficiência renal. As demais enfermidades foram curadas a tempo”, conta.

 

Para a oncologista veterinária Mariana Fernandes Cavalcanti, por conta da proximidade dos animais com os homens eles vivem cada vez mais. Em contrapartida, aumenta a incidência de tumores na terceira idade. “O câncer é uma doença de idosos e possui característica silenciosa. Por isso, o check-up dos bichos de estimação é fundamental para preveni-lo, principalmente após os seis anos”.

 

 

 

Foi o que aconteceu com a maltês Bianca, de 8 anos. Em uma visita periódica foram diagnosticados nódulos pequenos na região abdominal. “Rapidamente ela foi submetida a mastectomia, o que cortou o mal pela raiz”, conta a estudante Ana Cláudia Moreira, sua proprietária. “A cirurgia foi feita em abril deste ano e hoje ela está ótima”.

 

E é bom ficar atento a algumas características próprias de cada animal. A incidência de doenças de pele é alta em cães peludos. “Apesar de todos os nossos cuidados, o Moisés, meu maltês de 10 anos, constantemente tem problemas com dermatites. Por isso, sempre fazemos check-up para controle da doença”, conta a aposentada Celeste Ferreira Gomes, proprietária do cãozinho.
Mas os especialistas alertam: não basta somente ir ao veterinário. É preciso que os cuidados com os animais de estimação comecem dentro de casa, pois são eles que irão evitar as doenças. A começar pela alimentação. Alimentos carregados de gordura, como frituras e massas, são um verdadeiro veneno não só para pessoas, como também para os bichos, desregulando todo o seu organismo. Guloseimas como doces, biscoitos e chocolates provocam diabetes, obesidade e cáries.

 

“Sou pontual com os check-ups da Chica. Não abro mão”, diz o corretor
de imóveis Valter de Abreu
 

 

Em regiões endêmicas, como Belo Horizonte, o exame de leishmaniose deve ser realizado regularmente, sendo adequado adotar medidas preventivas, como o uso de coleiras próprias que evitam a contaminação do animal. “Pesquisas comprovam que atualmente 30% da população canina na capital mineira é sororreagentepositiva, ou seja, está contaminadas pela doença. O que significa que dos 300 mil cães de BH, cerca de 90 mil estão contaminados”, destaca Werkhauser. “Como a doença nem sempre é de fácil constatação, o check-up, mais uma vez, é a melhor forma de prevenção”, diz o especialista.

 

Últimas notícias

Comentários