Elas fazem por merecer

por Daniela Costa 17/08/2011 14:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Maíra Vieira, Eugênio Gurgel e Geraldo Goulart
Lidiane Boaventura: "Faço questão de utilizar todos os serviços residenciais" (foto: Maíra Vieira, Eugênio Gurgel e Geraldo Goulart)

Elas são 4 milhões a mais que os homens, segundo o censo 2010 do IBGE, e invadem espaços que antes eram exclusividade deles. Por isso mesmo, são também cada vez mais aduladas pelo mercado. No ramo de seguradoras de veículos a história não é diferente. Elas agora recebem atendimento personalizado e os serviços prestados não se restringem mais à básica assistência ao automóvel.

 

Ao contratar o seguro, além de pagar mais barato que os homens, as mulheres podem optar por planos que protegem não só seus carros, mas também suas casas, e que disponibilizam a solução para aqueles problemas chatos que ninguém quer resolver, a qualquer hora do dia ou da noite. A oferta inclui até acompanhante à delegacia em casos de furtos.

 

Algumas empresas criaram uma nova modalidade de condutor: o motorista amigo. “Este serviço é muito útil para mulheres que não estão em condições de dirigir e precisam de alguém que as acompanhe. Serve também para aquelas que, por questão de segurança, não querem voltar sozinhas para casa após a meia-noite”, diz Carlos Alberto Trindade Filho, vice-presidente de Automóveis e Ramos Elementares da Sul América. 

 

A secretária executiva Maria Cristina Cotta de Carvalho não abre mão dessa regalia. “A mulher moderna necessita cada vez mais de segurança, e por isso fiz o plano. Fiz questão de contratar o mesmo para minha filha, Luisa, pois assim fico mais tranquila”. Ela paga mais caro para ter um plano mais completo. O seguro de seu Fox GLX 1.6 de 2007 sai ,em média, por R$ 1,8 mil. Já o de sua filha Luisa, que possui um Peugeot 1.0 2006, é ainda mais caro (R$ 2,2 mil).

 

A designer Fabiana Morais também é cliente do Auto Mulher: “Além de pagar bem mais barato o serviço me atende em todas as ocasiões”

 

 

E se o problema for uma simples troca de pneu, que para as mulheres nem sempre é tão simples assim, as seguradoras oferecem trocas sem limite de acionamento. Perdeu as chaves de casa? O seguro envia um chaveiro até você. Se o problema for um curto circuito, o eletricista repara os danos elétricos. Tem vazamento? O bombeiro estanca. Quebrou o telhado? A contratada troca as telhas. 

 

Na Porto Seguro, por exemplo, o Auto Mulher prevê, entre outras coisas, instalação de quadros e cortinas, serviço de leva e traz para a primeira revisão, táxi amigo para situações de emergência e até atendimento em pet shops. “Tendo em vista que as mulheres buscam praticidade no dia a dia, desenvolvemos serviços específicos para elas”, comenta Marcelo Sebastião, diretor de auto da seguradora. Quem utiliza o plano aprova. “Aderi ao Auto Mulher há três anos e desde então utilizo quase todos os serviços, principalmente os residenciais”, conta a administradora Lidiane Boaventura, que paga R$ 900 no seguro do seu Audi A3, 1.8, de 2002. 

 

Mas é claro que as propostas de seguros variam de acordo com a prestadora de serviços. Por isso, é importante fazer uma pesquisa de mercado e verificar qual seguradora oferece o melhor custo benefício. Segundo Ricardo Saad, diretor geral da Bradesco Auto Seguros, cada empresa possui um perfil diferenciado. “Nossa preocupação é minimizar os riscos e as preocupações do público feminino. Por isso, investimos neste nicho, buscando atender todas as suas necessidades”. 

 

As seguradoras garantem que os planos próprios para a mulher estão sendo cada vez mais requisitados. E elas, é claro, agradecem os serviços, que são uma verdadeira mão na roda. “Estou muito satisfeita com o meu Auto Mulher porque, além de sair mais barato, me atende em todas as ocasiões”, diz a designer de interiores Fabiana Morais. Ela é dona de um Kia Soul 2010, pelo qual paga R$ 1,5 mil pelo seguro.

 

Maria Cristina Carvalho foi atrás de mais segurança para ela e a filha Luisa: “Fiz questão de contratar o Auto Mulher para nós duas”

 

 

 

 

Últimas notícias

Comentários