Zona Sul ganha outra corrida

por Guilherme Torres 23/09/2011 10:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Renata Caldeira
Centenas de pessoas participaram da I Corrida e Caminhada do Sicepot (foto: Renata Caldeira)

Quem sai pelas ruas da zona sul de Belo Horizonte nos fins de semana já percebeu: as corridas tomaram conta das vias. A prática tem se tornado uma das mais disseminadas na cidade, arrebanha um público fiel e sempre crescente, seja durante as manhãs ou nas versões noturnas. Entre corredores profissionais e quem está testando o fôlego pela primeira vez, a marca registrada das corridas é sempre o clima de diversão e lazer, e elas passam longe do espírito rigoroso de competição para muitos.

 

Somente neste mês, nove grandes corridas estão confirmadas para acontecer na capital, quase metade delas na zona sul, onde estão algumas das pistas mais charmosas de BH. E até o fim do ano o calendário segue cheio. Entre os destaques, a corrida mais bonita da cidade, a Encontro Delas, que estará de volta no mês que vem. A quarta edição da corrida que é sucesso absoluto entre a mulherada será nos dias 1º e 2 de outubro (com day care no dia 1º) e deve superar as mil mulheres que participaram da corrida e cobriram de rosa o Belvedere, em maio.

 

Novata no rol das competições, a Corrida e Caminhada Sicepot-MG (Sindicato da Indústria da Construção Pesada de Minas Gerais) também veio para ficar. Já na primeira edição, que aconteceu no último dia 28, com largada e chegada no Parque JK, no Sion, o evento ultrapassou o número de inscrições previstas, reunindo mais de 600 corredores, além de um grande público que foi conferir de perto a competição.

 

A prova de cinco quilômetros de percurso passou pela avenida Bandeirantes e principais vias da região, entre os bairros Mangabeiras e Sion. A manhã ensolarada de domingo, que ganhou o tom predominantemente verde das camisetas dos atletas, contou ainda com diversos tipos de atendimento ligados à saúde e ao bem-estar, como o Teste da Pisada, medição de pressão, glicose e do Índice de Massa Corporal (IMC), além de massagem e alongamento, acompanhados por profissionais de educação física e fisioterapia.

 

Adolescentes do Projeto Querubins se apresentam durante a corrida: instituição que atende 200 pessoas foi beneficiada com a renda da corrida
 

 

O presidente do Sicepot-MG, Alberto Salum, reforçou que o cunho social da corrida é o motivo principal da ação: “Nossa intenção é agregar responsabilidade social em torno do esporte e da saúde. A corrida também mostra a preocupação das pessoas com o bem-estar e a importância da atividade física. Uma prova disso é que ultrapassamos a meta de inscrições estipulada já em nossa primeira edição”.

 

O pódio foi dividido entre as categorias feminina e masculina, premiando os cinco primeiros lugares de cada uma. Entre os homens, Júlio Cesar de Jesus, de 26 anos, ficou em 1º lugar, com pouco mais de 17 minutos de prova. Já entre as mulheres, o prêmio ficou para Camila Santos, de 19 anos, que realizou o percurso em 19 minutos. A atleta também foi a primeira a cruzar a linha de chegada da terceira edição da Encontro Delas e foi segundo lugar na primeira.

 

Atento ao sucesso das corridas e na movimentação sadia que as práticas esportivas causam na cidade, o secretário municipal de Esportes, Fernando Blaser, marcou presença no Parque JK e reafirmou a promoção do esporte e da saúde como fundamentais nos dias de hoje. “O importante é qualidade de vida. E, pensando nisso, já temos em Belo Horizonte oito avenidas fechadas aos fins de semana para práticas saudáveis e de lazer, totalizando quase 20 quilômetros. Queremos levar as pessoas para as ruas. A meta é chegar aos 100 quilômetros”, disse Blaser.

 

Alberto Salum, presidente do Sicepot, com Luiz Gustavo: “Ultrapassamos a meta de inscrições estipulada já em nossa primeira edição
 

 

O palco da corrida, o Parque JK, aos pés da Serra do Curral, não foi escolhido por acaso. Seus mais de 25 mil metros quadrados de jardins, praças, espaços para crianças e pistas de caminhada e corrida são cuidados pela Sicepot-MG desde 1998, através do Programa Adote o Verde, da Prefeitura de Belo Horizonte.

 

Além do parque, o Sicepot também apoia a ONG Projeto Querubins, da Vila Acaba Mundo, vizinha ao JK. Com sede bem próxima do local, desde 1994 a instituição atende aproximadamente a 200 crianças e adolescentes carentes com cursos de dança e música, relacionamento e cursos profissionalizantes. Toda a renda obtida com as inscrições da corrida foi destinada ao Querubins.
Nas páginas a seguir, confira outras cenas da I Corrida do Sicepot.

Últimas notícias

Comentários