Na sociedade 5

por Paulo Navarro 20/10/2011 10:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Barbara Dutra
“Beleza a três”: as arquitetas Lígia Jardim, Graziella Nicolai e Fernanda Sperb (foto: Barbara Dutra)

Alta rotatividade

 

Sucesso em setembro: a noite Prazer a Três, no Master Motel, orquestrada pelas lojas Marie Camille, São Romão e Iluminar. A picante e sugestiva onda de festas em motéis começou, claro, no Rio de Janeiro, mais precisamente no Vip’s, na avenida Niemeyer, Leblon. Por aqui, se antes a ideia era restrita ao público jovem ou mais alternativo – há anos rolam aniversários e, recentemente, a festa Push!, no mesmo Master – temos certeza de que, depois da Prazer a Três, a onda vai pegar entre outras tribos, apesar de muitas tolinhas terem corrido das câmeras naquela noite.

 

Alta sensibilidade

 

A onda das festas em motéis veio como alternativa aos novos comportamentos. Hoje em dia, a maioria dos jovens casais pode dormir (e transar) na casa dos pais. Tudo é mais liberal. Também cresceu o número de evangélicos que se casam virgens. Será que só os amantes ainda frequentam? Voltando ao Master, sem ter nada programado e antes que vire mil lojas e depósito de acervo, o espaço deve ser aberto para receber outros eventos, como desfiles de moda, festas e baladas em geral. Quem se habilita?

 

Raquel Coelho, na inolvidável noite da criatividade e do design, Prazer a Três, no Master Motel
 
 

 

Lord Eike

 

Sobre a participação de Eike Batista no novo empreendimento com a Lagoa dos Ingleses Properties (LIP), o CEO, Alexandre Gribel, nega. Gestor do fundo americano responsável pelo desenvolvimento do banco de terrenos na região da lagoa, o empresário esclarece à coluna que a empresa busca parceiros para um projeto autossustentável de ocupação urbana da região, bem como aguarda o licenciamento ambiental. Sabe-se que a área total chega a 28 milhões de m² e que a ideia inicial do projeto era a construção de 20 mil moradias, incluindo um mega shopping center e aeroporto. Uma cidade, com áreas também previstas para a exploração mineral.

 

Alphorria global

 

Já viram os looks de Christiane Torloni na novela Fina Estampa? São criações exclusivas de Edna Thibau, da Alphorria, que também brilhou em Insensato Coração e Morde & Assopra. A grife mineira foi eleita pela figurinista Beth Filipecki para vestir a personagem Tereza Cristina, junto com a italiana Dolce & Gabanna. No último mês, em Belo Horizonte, Edna comemorou os 10 anos da flagship de sua Alphorria, que gere as marcas Alphorria Collection, Alphorria Cult e Bahal. No mercado desde 1985, a designer é uma das precursoras da moda de Minas no cenário nacional e ficou conhecida por tornar sofisticadas as peças em malha.

 

Princesas do século 21

 

Bruna Gasgon, palestrante superrequisitada, esteve em Belo Horizonte no último mês para o Salto em Negócios. À coluna, a autora do livro A Bela Adormecida Acordou (Jardim dos Livros) disse que o “despertar” delas não é ameaça aos homens. “As mulheres foram impregnadas pelos contos de fadas, finais felizes e príncipes. Por isso, às vezes não vão ao mercado de trabalho ou continuam em casamentos infelizes, pelos filhos ou por temer a opinião alheia”. Bruna reconhece que, há anos, elas evoluem em todos os segmentos da sociedade, mas alerta: “Neste século, não fizemos quase nada. A maioria das mulheres está em estado de coma. Algumas querem acordar, mas ficam na hipocrisia e se boicotam. Precisamos de autoconhecimento, de quebrar paradigmas. O mundo ainda é muito masculino”.

 

Anfitriões na 5ª edição do Salto em Negócios da ACMinas, o presidente da entidade, Roberto Fagundes, e a presidente do Conselho da Mulher Empreendedora da ACMinas, Juliana Moraes
 

 

Savassi sitiada

 

Pequenos lojistas da renovada Savassi temem perder seus pontos para grandes marcas. Isso porque, depois da Chanel, com duas novas lojas em São Paulo, também a Cartier ataca no Village Mall, no Rio de Janeiro, e no futuro Shopping Iguatemi JK, sempre em São Paulo. A Savassi vai virar enorme Oscar Freire, Via Condotti ou pequena Paris? Se depender do projeto Via Albuquerque, idealizado em 2005 pelo dentista Nelson Galizzi, pelo menos a rua Antônio de Albuquerque, sim. O conjunto de intervenções urbanas e paisagísticas tornaria a rua mais atraente, inclusive para turistas. Diversas entidades deram sinal positivo ao projeto, mas falta parceria público privada para viabilizá-lo. A proposição já foi encaminhada à Câmara dos Vereadores e à Assembleia Legislativa.

 

Bienal do bólido

 

Vamos brincar de acelerar nossa paixão? Os automóveis, responsáveis pelo aquecimento da economia de todo o mundo, ganham nova Bienal, de 7 a 11 de dezembro, no Expominas e Parque da Gameleira. Duzentos e cinquenta profissionais garantem o sucesso da edição 2011. Na abertura, o governador Anastasia e seus mais altos arautos, sem citar as visitas ilustres. O evento promete superar os 125 mil visitantes, confirmando a profecia do senador Aécio Neves, quando governador: “A Bienal do Automóvel para Minas é uma largada em grande estilo”. Merci ao primo Wilson “Fon Fon Pneus” Navarro, diretor da ACMinas e da Bienal.

 

Coisas da beleza

 

“Fiquei a cara do Jader Barbalho. Botei na boca e parecia uma boneca inflável”, conta Fafá de Belém sobre sua experiência com botox à revista Joyce Pascowitch. Mas ela já fez plástica. Lembramos do nosso amigo Jones Braga, preocupado com as amigas: ficaram com “bocas de pato”. Já numa exposição, outra confissão: uma das convidadas recebeu essa de uma amiga da onça: “Você perdeu muito ao envelhecer; levei vantagem, tô a mesma coisa, sempre fui feia”. É o que o compositor francês Serge Gainsbourg dizia: “A vantagem da feiúra sobre a beleza é que a primeira é eterna”.
 

Últimas notícias

Comentários