Cabe até o cachorrinho

por Daniela Costa 09/11/2011 10:54

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Geraldo Goulart, Eugênio Gurgel, João Carlos Martins
O casal Viviane e Alexandre Sales apostou no utilitário esportivo XC90, da Volvo (foto: Geraldo Goulart, Eugênio Gurgel, João Carlos Martins)

Com cerca de 70% da frota composta por modelos compactos, o mercado brasileiro de automóveis começa a se diversificar. Nesse cenário, surgem os chamados veículos de família, que além de oferecer segurança, conforto e comodidade, transportam mais passageiros, bagagens e equipamentos, como carrinhos de bebê, brinquedos e até bichinhos de estimação. Selecionamos algumas opções em versões nacionais e importadas de monovolumes, minivans, utilitários esportivos e SUVs, com preços que variam de R$ 50 mil a R$ 350 mil, para quem procura mais espaço.

 

Uma das mais recentes novidades é o Freemont, crossover da Fiat, lançado há dois meses. Com motor 2.4, 16v, possui porta-malas com capacidade de 700 litros – podendo chegar a 2 mil litros com os bancos rebatidos. O modelo tem duas versões: Emotion, de cinco lugares e preço médio de R$ 83 mil, e Precision, com sete lugares e custo de R$ 87 mil. Em sua segunda fileira, o Freemont tem bancos bipartidos, ajustáveis em distância, rebatidos e com inclinação individual do encosto, além de isofix para fixação de cadeiras infantis e elevação de assento para crianças. “É um carro completo, que chegou para atender a toda a família”, diz Shelber Morato, gerente de vendas da concessionária Tecar.

 

O empresário Sérgio Luis, com a esposa Érika Gualberto e os filhos: “Escolhi o Grand Livina da Nissan porque é um carro muito versátil”
 

 

Os monovolumes Livina e Grand Livina chegaram nas versões flex 1.6 SL, 16v, cinco lugares e câmbio manual, com preço de R$ 55 mil; e 1.8 SL, 16v, sete lugares, manual ou automática, de R$ 63 mil. Flexibilidade é um dos grandes atrativos desse carro, que possui até 64 possibilidades de configurações internas e espaço para sete, cinco ou dois lugares, comportando bagagem de 127 a 964 litros. A segunda fileira de assentos tem bancos ajustáveis, bipartidos e rebatíveis.

 

Quando decidiu trocar de carro, o publicitário Sérgio Luís de Castro, pai de dois filhos – um de 4 anos e outro de 2 meses – analisou todas as vantagens possíveis, até optar por um Grand Livina. “Fiz um test drive e adorei, porque além de levar todo mundo e muita bagagem, é um carro extremamente versátil”, diz.

 

Entre as minivans, a chinesa JAC Motors lançou em agosto o J6, em duas versões: a de cinco lugares e a chamada Diamond, com sete. Ambas com motor 2.0 e preço médio de R$ 59 mil. Nas duas configurações, a segunda fileira possui bancos individuais e flexíveis. Já na terceira fileira da Diamond, os assentos podem ser dobrados e retirados. Outro ponto a favor, segundo o gerente comercial da concessionária JAC Motors, Arley Gomes Pereira, é que o carro é completo e sai da fábrica com todos os itens de série.

 

A minivan Zafira da Chevrolet coleciona admiradores: “Levo todos os parentes e bichos e ainda a utilizo para trabalhar”, diz o empresário Orestes Filho
 

 

A minivan Grand C4 Picasso, da Citroën, foi lançada no Brasil em 2008 com sete lugares, sendo os dois últimos embutidos no porta-malas. Com capacidade de carga entre 208 a 1.951 litros, de acordo com a movimentação dos bancos; o carro sofreu pequenas alterações estéticas em 2011, ganhando novas rodas. Conhecido por sua versatilidade e variedade de dispositivos como mesinhas de suporte e um compartimento refrigerado que serve de geladeira, o C4 é vendido a R$ 93 mil. “É um carro muito adequado ao uso doméstico”, diz Danielle Fernandes, diretora da concessionária Chamonix.

 

A psicóloga Juliana Maranhão trocou seu Picasso 2.0 pelo modelo atual há dois anos. Com duas filhas, de 3 e 8 anos de idade, ela precisa de muito espaço na hora de sair de casa ou durante as viagens: “Mãe sempre leva uma tralha danada, como bicicleta, brinquedos, e com o C4 posso levar isso e muito mais”.

 

Já a Zafira, da Chevrolet, única minivan de fabricação nacional, foi lançada em 2001 e reestilizada em 2004. Com motor flex 2.0, possui sete lugares divididos em três fileiras de bancos, sendo a segunda e a terceira compostas por bancos bipartidos, rebatíveis, reclináveis e ajustáveis em distância. O porta-malas tem capacidade de 150 a 1.700 litros, variando de acordo com suas 28 combinações internas. Em suas versões estão os modelos Confort, Expression, Elegance e a top de linha Elite, que custa R$ 75 mil. Há apenas três meses, o empresário da área de turismo Orestes Filho adquiriu uma Zafira, “porque é um carro que atende a toda minha família, que conta ainda com dois cachorrinhos”.

 

Com a Grand C4 Picasso, a psicóloga Juliana Maranhão resolveu seus problemas: “Levo de uma só vez todas as tralhas que uma mãe faz questão de carregar”
 

 

Com sete lugares há também opções de utilitários esportivos. Para quem deseja investir um pouco mais, uma opção é o XC90 da Volvo, ao custo de R$ 195 mil. A montadora promete trazer novidades em sua versão 2012, como lâmpadas de LED nos faróis traseiros, para-choques, tampa do porta-malas e rodas com detalhes em alumínio, e sistema multimídia. “A vantagem desse carro é que os bancos reversíveis não diminuem o espaço do porta-malas, que comporta 530 litros”, afirma Breno Arruda, diretor comercial do grupo de concessionárias BVL Automotive. O empresário Alexandre Sales optou por um. “Em casa temos duas crianças e duas babás. Precisávamos de um carro que levasse a todos com o máximo de conforto e segurança, e que ao mesmo tempo transportasse andador infantil, carrinho de bebê e bagagem”, diz.

 

O utilitário esportivo Audi Q7 é um dos modelos família mais caros do mercado brasileiro. Com motor nas versões a diesel ou gasolina, de cinco e sete lugares, desembarcou no Brasil com preços a partir de R$ 320 mil, oito cores diferenciadas para a carroceria, e três opções de revestimento interno. O SUV acomoda confortavelmente sete ocupantes. Com a terceira fileira de bancos rebatíveis, o porta-malas comporta de 775 litros a 2.035, ideal para quem quer espaço, mas não abre mão do luxo. “O espaço traseiro se ajusta conforme a necessidade do proprietário”, diz o superintendente da concessionária Audi Carbel, Miguel Albino.

 

 

Últimas notícias

Comentários