Achados dos outlets

por Guilherme Torres 16/12/2011 11:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Léo Araújo
Kátia Ferrão e os filhos Mateus e André, fazendo compras para o Natal (foto: Léo Araújo)

Peças de grifes internacionais, nacionais, acessórios, joias e até objetos para casa. Tudo e mais um pouco pode ser encontrado, com descontos generosos – que chegam a 80% – em relação ao valor original, nos famosos outlets. Hoje espalhados pelo mundo todo, o modelo desse tipo de comércio, que surgiu nos Estados Unidos, logo atraiu uma legião de consumistas e tornou-se o endereço certo para aqueles “achados” que originalmente têm preço bem mais salgado.

 

Com atraso em relação ao mercado internacional e até a outras cidades do país, Minas Gerais só foi contar com um centro de compras nesse formato há menos de um ano, quando foi inaugurado o Só Marcas, em Contagem, na região metropolitana de BH.

 

Por conta do aumento da procura por esse tipo de comércio, a primeira expansão do shopping, que conta com 13 lojas, já é certa e vai abrigar sete novas lojas. “Além do preço, o que mais atrai o cliente são os produtos de grife, principalmente as internacionais e nacionais, conhecidas no mercado por quem tem mais poder aquisitivo”, explica o proprietário, Mário Valadares de Resende Costa. Entre as marcas de desejo estão a Nike, Lacoste, Levi’s, Calvin Klein, Ecko, além das lojas multimarcas que reúnem peças das cobiçadas Diesel, Dolce & Gabbana, Roberto Cavalli e Valentino, entre outras.

 

Já na capital, foi aberto em março deste ano o BH Outlet Plus, shopping na BR-356 que conta hoje com 40 lojas e tem de roupas a utensílios para o lar. Também no embalo do sucesso de um segmento que até pouco tempo não existia na cidade, a administração já começa a executar um ousado processo de expansão sem precedentes, que promete abrir 100 novas lojas variadas, além de um setor especial de decoração, tudo dividido em dois novos andares. “A nossa expansão começa em meados de 2012 e já temos 65% dos espaços reservados”, adianta um dos sócios, Aroldo Soraggi.

 

Entre os produtos comercializados, é possível encontrar peças da Armani, Ricardo Almeida, Guess, Nike, Polo USA, Richards, Schleife e outras. “Como este será nosso primeiro Natal, a expectativa é que as vendas dobrem em comparação ao mês de novembro”, diz Soraggi.
A dentista Kátia Ferrão foi às compras de Natal no BH Outlet, com os filhos André, de 14 anos, e Mateus, de 7. Segundo ela, frequentar esses centros é ótima pedida durante todo o ano.

 

Acostumada a viajar ao exterior, ela diz que há boas opções na capital, mas acredita ser um mercado que ainda precisa expandir mais por aqui. “Sou assídua dos outlets e em BH é a primeira vez que venho. Fiz boas compras, mas ainda faltam grifes. É um comércio que tem tudo para dar certo e só crescer – tem qualidade, variedade e preço, tudo o que queremos”, conta a dentista.

 

 
 

Últimas notícias

Comentários