Festa das cores

por Simone Dutra 20/12/2011 11:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel, João Carlos Martins, Geraldo Goulart, Maíra Vieira
None (foto: Eugênio Gurgel, João Carlos Martins, Geraldo Goulart, Maíra Vieira)

Se você ainda está em dúvida e quer decorar sua casa para a chegada do Natal tem de saber que, apesar de seus objetos guardados terem lugar garantido nos jardins, fachadas e nos mais variados ambientes internos, este ano algumas cores chegam para valer. Segundo especialistas, o ouro velho, o cobre, o âmbar e o ferrugem são os tons que comandam a festa em 2011, ao lado dos tradicionalíssimos branco, verde e vermelho.

 

Para a decoradora mineira radicada em São Paulo Conceição Cipolatti, que trabalha na área de decoração natalina há 30 anos, a data sempre pede novidades. Por isso mesmo, ela e sua equipe se debruçam sobre as pesquisas para trazê-las a cada ano.

 

A decoradora, dona da empresa que leva seu sobrenome, assina decorações de shoppings em todo o Brasil e este ano criou os projetos do DiamondMall e do Minas Shopping. “No Diamond, contamos a história do conto infantil Quebra Nozes e nos inspiramos também na bailarina Ana Botafogo. No Minas, pensamos em homenagear os 300 anos das Vilas de Ouro de Minas Gerais, mostrando o minério de ferro, o ouro, viagens de trem, entre outros símbolos”, explica Conceição Cipolatti. Ela revela que, ao longo da carreira, criou quase 600 temas natalinos. E quando é para decorar casas e apartamentos, busca inovar nos enfeites e nas cores. “Uso borboletas, libélulas, bolas e laços em tons da moda”, afirma.

 

Conceição Cipolatti, no DiamondMall: inspiração foi o tema do clássico infantil Quebra Nozes
 
A decoradora Cristiana Garzon com a árvore de metal coberta de flores: sem perder a tradição
 

 

Na Casa Maia, uma das lojas de BH especializadas em festas de fim de ano, é possível encontrar quase 16 mil peças de decoração natalina, e isso significa peças para todos os gostos, de todos os tamanhos, de todas as cores. “Como novidade, temos os galhos diferenciados e enfeites em tons de lilás e azul”, afirma Alexandre Maia.

 

Se a intenção for atender à criançada, “aí tem de ser tudo muito colorido, com borboletas, libélulas, estrelas, duendes, laços – tudo que a imaginação mandar”, diz a decoradora Cecília Dale, que assina o projeto de Natal do BH Shopping, no Belvedere. A partir do tema Circo, ela coloriu os quatro pisos do centro de compras e encheu os espaços com ursos, tigres, pandas e elefantes vestidos com cores natalinas.

 

Além de enfeites, árvores e guirlandas,

o destaque vai para o Papai Noel: ele

aparece vestido de dourado, que realça

ainda mais a barba branca

 
No BH Shopping, os personagens de circo saíram da jaula e encantam crianças e adultos com seus movimentos
 

 

Cecília Dale aconselha ainda que se procure harmonizar a decoração do ambiente com as novidades: “Se o mobiliário for mais rústico, a decoração vai mais para os tons naturais, como o marfim, o castanho e o bege. A decoração tem de se adequar à casa, e não o contrário”. Os tons pastéis estão nos objetos – anjos, velas, árvores, laços e castiçais – da Hob & Nob. “O que vale é deixar o ambiente aconchegante e com a cara dos donos”, afirma a gerente Maria Marta de Souza Fonseca.

 

Os ursos também aparecem na Hogar, muito brancos e dependurados em árvores. E o bom velhinho? Papai Noel deixou a roupa vermelha no Polo Norte e também se vestiu com as cores da moda. “Queremos alegrar os ambientes familiares e divertir as crianças. Quando elas entram, ficam enlouquecidas”, conta a gerente Luciana Bessa Libério.

 

O presépio não pode faltar na decoração natalina: ele embeleza e mostra o verdadeiro símbolo do Natal, o nascimento do menino Jesus
 

Aposte em detalhes em ouro velho como esta vela:

sua casa mais bonita para o fim de ano

 

 

 

Já a decoradora Cristiana Garzon diz que muita gente prefere a tradição das cores natalinas: “Enfeito casas modernas com árvore verde e detalhes dourados e vermelhos”. A decoradora afirma que também procura inovar nos materiais e fez, este ano, uma árvore com estrutura de ferro e, em vez de anjos e bolas, escolheu flores bico-de-papagaio. Vale tudo na hora de decorar, sim; mas o que vale mesmo é deixar o espírito de Natal tomar conta do cenário. Sem ele, não há cor, nem alegria.

 

 

Últimas notícias

Comentários