Vale a pena conhecer - Gastronomia

por Blima Bracher 11/01/2012 13:48

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leo Araújo, Eugênio Gurgel, Divulgação
None (foto: Leo Araújo, Eugênio Gurgel, Divulgação)
 

 

Com casas especializadas e um mercado cada vez mais profissional, BH fecha o ano com um balanço positivo no setor da gastronomia, seja para os grandes grupos de empresários já consolidados, seja para os chefs-proprietários, que têm em comum a paixão pelos sabores. Este foi o ano da gastronomia. Um público exigente, refinado, que procura o requinte da harmonização perfeita entre criações gourmet e vinhos de safras especiais. Isso fez crescer na cidade o universo da alta gastronomia, com casas cada vez mais exclusivas e chefs de renome internacional. Dizem que se conhece o poder aquisitivo de uma cidade pela carta de vinhos local. E BH apresenta hoje cartas da bebida dignas das principais capitais do país.

 

Mas nem só da alta gastronomia vive o mercado gastronômico local. Uma gama infinita de novidades se abre na capital mineira, com casas especializadas nas mais diversas culinárias do mundo: tailandesa, peruana, indiana, asiática, entre outras. E a máxima de que “quem não tem mar vai pro bar”, continua valendo para a vocação botequeira da cidade, com opções que aliam o charme e a descontração dos tradicionais botequins aos petiscos gourmet.

 

A efervescência do ramo se traduz no profissionalismo do setor, com casas novas trazendo cada vez mais diferenciais para se manter neste competitivo mercado. Empresários de outros setores migram para a charmosa aposta na gastronomia. Grandes grupos já consolidados do setor se expandem, como o Be & Leave, o Rede Gourmet, o Saia Mais, o Meet, Grupo 68, os administrados por Rodrigo Ferraz, Ivo Faria, Carol Andrade, Fernando Areco Motta, Leo Sorriso, Massimo Bataglini, Clovis e Robson Viana, Luís Borba, Gilson e Adriana Júdice, Érica Lamounier, Paulo Nonaka, Ricardo Rodrigues, Gabriel Rache, Tomaz Gomide e Quito Calmon, entre outros que investem no ramo.

 

Este ano, a cidade perdeu um de seus maiores e mais queridos ícones: Jorge Rattner. Mas o saudoso chef, um dos pioneiros na profissionalização do setor na capital mineira, mostra que deixou bem plantada sua semente, rendendo novos e bons frutos. A exemplo deste grande chef-proprietário, estão aí os membros do Viva Mesa, movimento que traz para a gastronomia local o que há de mais avançado em todo o mundo, reunindo nomes como Aline Paiva, Américo Piacenza, Beto Haddad, Guilherme Melo, Paulo Henrique Vasconcellos, Rubens Beltrão, Samira Lyrio, Wilson Gonzaga e Zoroastro.  Também na linha dos chefs que se destacaram estão o mestre Rodrigo A. Fonseca, além dos talentosos Carlos Pita, Eduardo Maia, Eduardo Avelar, Eric Marty, Fábio Pontes, Felipe Rameh, Leo Mendes, Letícia Pimenta, China, Remo Peluso e Adriano Santos.

 

Encontro Gastrô comemora este final de ano com um recorde em sua publicação: mais de 100 mil votos entre os internautas e um roteiro com mais de 750 casas. A revista aproveita para fazer um balanço, listando 13 casas recém-inauguradas que acertaram na aposta e que têm tudo para entrar em 2012 com o pé direito. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Últimas notícias

Comentários