Enfoque

por Aline Gonçalves 24/02/2012 13:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leonardo Galvani/divulgação, Denise Reis, Esteferson Faria, Cláudio Cunha, Divulgação
None (foto: Leonardo Galvani/divulgação, Denise Reis, Esteferson Faria, Cláudio Cunha, Divulgação)

Nuevos rumos

 

Enquanto se especula sobre a possível mudança da sede da Usiminas de Minas para São Paulo, o novo presidente da companhia, o argentino Julián Eguren, não diz que sim, nem que não. Sem alarde, está preocupado mesmo é em tatear o mercado, conhecer as unidades da empresa em Minas e, de quebra, estabelecer contato com lideranças empresariais e políticas locais antes de tomar qualquer decisão. Acompanhado de Wilson Brumer, a quem sucedeu no cargo, Eguren visitou recentemente a usina de Ipatinga, conversou com gestores, cumprimentou funcionários e participou de reuniões reservadas com o prefeito da cidade, Robson Gomes, e com dirigentes de classe e sindicalistas do Vale do Aço. Em BH, não perdeu tempo para se encontrar com o governador Anastasia e almoçar com empresários. Deixou os interlocutores bem impressionados, mas sem nenhuma certeza sobre os próximos passos da companhia.  

 

 

 

Houve química

 

A Egesa nem bem anunciou o início das vendas do condomínio Parque dos Vales, na cidade mineira de Caratinga, e já comercializou 30% dos terrenos. O empreendimento ocupa área de 3 milhões de metros quadrados,  dividida em setores residencial, comercial e industrial. Em uma segunda fase, terá ainda shopping e hotéis, com investimento total de R$ 620 milhões. O resultado de vendas surpreendeu até mesmo o responsável pelo projeto, o engenheiro João Ferraz. “Se continuarmos nesse ritmo, vamos vender tudo em menos de quatro meses”, diz. “A previsão era de dois anos.” Ferraz iniciou carreira no BDMG e tem passagem pela Cemig, Infovias e Way Brasil, onde ocupou a presidência. Foi contratado pela Egesa há três anos, especificamente para implantar o condomínio. A indicação veio de um headhunter. Ao que parece, acertaram no alvo.

 

 

 

Clone de Dilma

 

Primeira mulher a presidir a Petrobrás, maior empresa da América Latina, a engenheira química Maria das Graças Foster é mais uma mineira (ela nasceu em Caratinga) em posição de destaque no cenário nacional. Antes mesmo de ser indicada para o cargo, ela já era considerada uma das 50 mulheres em ascensão no universo dos negócios no mundo (Jornal Financial Times) e uma das 10 executivas mais poderosas da América Latina (Revista América Economia). Assim como Dilma – de quem é amiga , Graça tem fama de durona e exigente. As semelhanças com a presidente não param por aí: as duas são perfeccionistas e gostam de longas jornadas de trabalho. Na Petrobras há 32 anos, Graça costuma trabalhar até 14 horas por dia.

 

 

 

Cidadão consciente

 

Nunca a Central de Atendimento ao Cidadão da Câmara Municipal de Belo Horizonte foi tão requisitada como em 2011. O setor registrou mais de 6 mil atendimentos no ano, enquanto em 2010 não chegou a 2 mil. Os questionamentos mais comuns foram sobre a tramitação de projetos. Mas nada gerou mais burburinho do que a lei que proibiu o uso das sacolas plásticas em BH, projeto de autoria do vereador Arnaldo Godoy (PT). Grande parte dos contatos foi feita por comerciantes indignados, que queriam saber o que fazer com as sacolas em estoque. A central pode ser acessada via telefone ou site. A julgar pelo grande número de atendimentos só em janeiro (quase 700), terá de reforçar a equipe para dar conta do serviço em 2012.

 

 

 

Vai pegar no pé

 

Ex-secretário de obras de Betim, o engenheiro civil Jobson Nogueira de Andrade, que assumiu em janeiro a diretoria do CREA-MG para gestão de três anos, promete não dar folga aos governos federal e estadual. Está disposto a mobilizar a categoria em favor das obras de recuperação das estradas que cortam o estado. “Minas sofre pelas péssimas condições da malha viária”, diz Andrade. “A falta de estradas duplicadas nos deixa desconectados do restante do país.” Para 2012, já está sendo definida uma agenda de debates sobre o assunto, além de campanhas públicas a serem assinadas pela instituição.

 

Deu o que falar

 

 

 

"Se ter amigos empresários for crime, sou criminoso"

 

Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, comentando as denúncias de irregularidades em consultorias prestadas por ele a empresas privadas mineiras entre 2009 e 2010, logo após encerrar sua segunda gestão como prefeito de BH
 

 

“Quem está insatisfeito, filie-se a um partido político e concorra às eleições”

 

Henrique Braga (PSDB), vereador, queixando-se da pressão popular contra o aumento aprovado de 61,8% para os veradores de Belo Horizonte, que faria o salário saltar de R$ 9,2 mil para R$ 15 mil

 

“Eu me dou por vencido”

 

Alexandre Gomes (PSB), vereador, que respondeu pela presidência da Câmara Municipal de BH em janeiro, ao comentar o veto do prefeito Marcio Lacerda ao polêmico aumento salarial dos vereadores

 

“Rezo por ele todos os dias”

 

Helio Costa, sobre Lula, emocionado por ter recebido manifestações de apoio do ex-presidente durante o período em que esteve hospitalizado, em janeiro, com diagnóstico de angina

 

 

 

“Tenho convicção de que a moda acabou”

 

Ronaldo Fraga, estilista mineiro de fama mundial, que causou frisson no mercado da moda ao anunciar que sua grife estaria fora da São Paulo Fashion Week, realizada em janeiro

Últimas notícias

Comentários