Vale tudo para entrar no vestido

por Daniela Costa 16/05/2012 13:08

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel, Júnia Garrido, Geraldo Goulart
Camila Bastos ficou desesperada para entrar no vestido: "Meu noivo achou que eu estava louca" (foto: Eugênio Gurgel, Júnia Garrido, Geraldo Goulart)

ELA QUERIA MANEQUIM 36

 

Casada há um ano, a empresária Camila Bastos, 28, se lembra das loucuras que fez para entrar no vestido de noiva, que comprou com muita antecedência.  “Em uma viagem à Itália vi um vestido na vitrine e me apaixonei. Decidi que não poderia ser outro”. O problema é que, na época, ela vestia manequim 40 e o vestido do seu sonho de consumo era quatro números menor.  Ao contrário de procurar outro modelo, decidiu que o jeito seria perder peso. Em seis meses perdeu 12 quilos e  teve até que apertar o vestido no dia da cerimônia. “Fiz todas as dietas que me indicavam: da lua, do carboidrato e outras. Falou que emagrecia, eu estava dentro. O meu noivo achou que eu estava louca”, brinca Camila. Desesperada ao ver que a data tão esperada estava chegando e nada de perder peso, Camila decidiu buscar ajuda de um profissional e só assim viu resultado. “Procurei um especialista e alcancei o meu objetivo”.

 

 

A história já é conhecida e se repete com frequência. Para conquistar uma silhueta de dar inveja aos convidados no dia do casamento, algumas noivas recorrem a  fórmulas milagrosas para emagrecer em poucos dias. Muitas dessas dietas são encontradas na internet. Basta um click para ver frases como ‘perca 5 quilos em 3 dias sem passar fome’, ou ‘emagreça dormindo’. E é aí que começam os problemas. 

 

As dietas-relâmpago prometem corpos esculturais a partir de métodos nada convencionais para perder peso. Nos Estados Unidos, um desses métodos mirabolantes tem levado muita gente ao extremo de se alimentar exclusivamente por uma sonda inserida pelo nariz até o estômago, com o propósito de perder dez quilos em dez dias. Apesar do sucesso da chamada dieta K-E, um de seus efeitos colaterais é o mais temido: ganhar os quilos na mesma velocidade que os perdeu.

 

A explicação é simples. Nesta e em outras dietas malucas, o emagrecimento acontece de forma tão rápida que o organismo não tem tempo para adequar o metabolismo à sua nova realidade. O resultado é uma perda de peso apenas momentânea. “Não é possível manter uma dieta com valor calórico muito baixo por muito tempo, por isso o ideal para quem quer emagrecer é fazer uma reeducação alimentar”, orienta a nutricionista Juliana Castilho, da Clinlife - Centro de Medicina Integrada.

 

Difícil mesmo é não se curvar aos apelos, já que opções de regime não faltam. Tem a dieta da lua, do carboidrato, da sopa, dos pontos, e até a de papinhas de bebês. A atriz Jennifer Aniston chegou a comer 14 potinhos em apenas um dia. Outras celebridades como Elizabeth Hurley tomam vários copos de água quente assim que acordam, com o estômago vazio. A cantora Beyoncé já passou dias apenas com alimentos líquidos, e a cantora Fergie apostou no vinagre de maçã para eliminar as gordurinhas que estavam sobrando.

 

“A dieta positiva é sempre aquela acompanhada por profissionais capacitados, ou seja, um endocrinologista e um nutricionista. O ideal é que a pessoa perca de meio a um quilo por semana”, orienta o cirurgião plástico Felipe Pacheco.

 

Mas em busca de resultado rápido e sem pensar nas consequências, não raras vezes o público feminino chega a colocar a própria saúde em risco. “Sempre ouvimos relatos de pacientes que compram remédios pela internet sem receita médica, fazem uso indiscriminado de laxantes e diuréticos, e até sofrem lesões por excesso de exercício físico, o chamado overtraining”, lembra o endocrinologista Geraldo Santana, diretor do Instituto Mineiro de Endocrinologia.

 

Para a nutricionista Alessandra Feltre Kalid, da clínica Speciale, na ânsia de emagrecer vários erros são cometidos  (veja quadro). Um deles é ficar muito tempo sem se alimentar. “Após três horas sem comer, ocorre o aumento da produção do cortisol, hormônio que aumenta a compulsão alimentar e o acúmulo de gordura”, explica ela. Adotar alguns tratamentos estéticos como a drenagem linfática e lasers também ajudam a reduzir medidas. “Além de minimizar a celulite, eles acabam com a retenção de líquidos”, diz Daniela Nolasco, especialista em estética do One Day Spa.

 

Seja qual for a sua escolha, estipular metas realistas faz toda a diferença. “Não adianta chegar ao médico um mês antes da cerimônia e querer perder 20 quilos. Para ter um resultado duradouro, o processo tem de ser feito em médio e longo prazo”, orienta o  Geraldo Santana. E ele alerta: aquela velha história de que os noivos engordam após o casamento não é conto da carochinha, é bem real. Por isso, o ideal é aproveitar a motivação do casamento para mudar os hábitos alimentares e se manter magro e saudável para sempre.

 

 
 
 
 
 

Últimas notícias

Comentários