Punto renovado

por Fábio Doyle 30/08/2012 12:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
None (foto: Divulgação)

A sobrevivência depende da renovação. Essa é uma afirmação válida em muitos contextos, inclusive no que diz respeito aos automóveis. Para ser atraente e conquistar compradores, os carros precisam mudar, melhorar o visual, oferecer novidades em todos os seus aspectos: design, segurança, conforto, economia. É por isso que a indústria automobilística (e todas as outras empresas que vivem da produção e venda de bens de consumo) não para de apresentar novos produtos. Quanto mais acirrada é a concorrência, mais intenso é o processo de renovação. Neste mês de agosto, chegam ao mercado versões renovadas do Gol e Voyage, da Volkswagen; do Punto, da Fiat; do C3, da Citroën; e, de forma mais radical, uma nova geração do Ecosport, da Ford.

 

A Fiat, líder de mercado há mais de 10 anos, renovou recentemente a linha Palio e Siena, criou soluções mais avançadas para seu câmbio automatizado, o Dualogic, e agora dá mais um passo na luta para ser a líder do setor, renovando o Punto.

 

 
 

Com soluções sutis no design da carroceria e aumento em conteúdo de conforto, segurança e tecnologia, não é exagero afirmar que o Punto faz parte do segmento de hatchbacks compactos do segmento Premium, os mais sofisticados. A linha renovada do Punto teve aumento médio de preço de aproximadamente R$ 600, na comparação com a linha anterior, à exceção do T-Jet (o foguetinho top de linha), que teve preço sugerido reduzido em torno de R$ 2 mil, passando a custar R$ 55.740.

 

O fabricante explica que o preço ficou de fato mais em conta com os novos modelos, tendo em vista a melhor relação custo/benefício do carro, com o aumento da oferta de itens de série. O ar-condicionado, por exemplo, só é item opcional na versão de entrada. Em todas as demais, passa a ser item de série.

 

 
 

Toda a linha vem de fábrica com airbag duplo e freios ABS com EBD, sistema de distribuição de frenagem. O Punto ganhou ainda lanterna traseira de LED, direção e banco do motorista com regulagem de altura, vidros e travas elétricas. As versões 1.6 e 1.8 continuam equipadas com os motores E.torQ e a linha conta agora também com o propulsor Fire EVO 1.4, de até 88 cv, que recebeu nova calibração e relação de marchas.

 

Outra novidade é o câmbio Dualogic Plus, já ofertado no Bravo, que oferece agora a possibilidade de troca de marchas por borboletas no volante (item de série). A versão T-Jet chega com o seletor DNA. Com ele, o motorista pode escolher entre três modos de condução: Dinâmico, Normal e Autonomia. O primeiro prioriza o desempenho; o último, a economia de combustível.

 

 
 

A intenção foi garantir mais esportividade e distanciar o modelo do novo Palio. Outra meta foi criar condições para que o Punto enfrente concorrentes como o Ford New Fiesta e o Chevrolet Sonic.

 

De olho em consumidores jovens, a Fiat lança o novo Punto com o sistema Fiat Social Drive, plataforma que reúne as informações das redes sociais do cliente. O condutor cadastra suas contas e seleciona que tipo de novidades deseja receber enquanto estiver dirigindo, via celular viva-voz. A partir daí, o motorista é informado sobre atualizações, mensagens e convites do Facebook, por exemplo.

 

O plano da Fiat é ampliar em 20% as vendas do Punto, para cerca de 3,6 mil unidades mensais, em torno de 43,2 mil no primeiro ano, informou Lélio Ramos, diretor comercial da Fiat. Nos seis primeiros meses deste ano, o Punto, que lidera o ranking do segmento de hatches médios, registrou emplacamento médio mensal de 2.621 unidades, segundo dados da Fenabrave, a associação dos revendedores. As exportações devem ficar em cerca de 8 mil carros por mês.

Últimas notícias

Comentários