Escritório em Casa

por Guilherme Torres 31/08/2012 09:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jomar Bragança; Daniel Mansur; Gustavo Xavier;
A designer de interiores Denise Vilela projetou um home office de encher os olhos (foto: Jomar Bragança; Daniel Mansur; Gustavo Xavier;)

Em tempos em que é quase impossível não levar trabalho para casa, ou se o lar virou literalmente o sonhado escritório, poupando horas perdidas no trânsito, um cantinho adequado e confortável para desenvolver as ideias é muito bem-vindo. Com múltiplas funções, esse espaço pode servir de lugar para estudo dos filhos ou simplesmente ter um computador para diversão, e ainda ser usado como sala de TV ou quarto de hóspedes. Quando implantado em cômodos de uso constante, o ideal é que dialogue com o restante da decoração e que a arrumação fique em dia. Além disso, mesas e cadeiras cheias de estilo fazem toda a diferença, mas o conforto precisa vir em primeiro lugar.

 

A designer de interiores Iara Santos explica que o home office é um ambiente indispensável nos lares contemporâneos, e o mais importante é ser funcional. “O espaço não é mais um ambiente escondidinho num quarto obsoleto. É um local visitado por diversas pessoas, uma vez que muitos trabalham diariamente nele, inclusive recebendo clientes para reuniões”, diz. O arquiteto João Carlos Moreira diz que ter um verdadeiro escritório em casa está se tornando cada vez mais comum. “A internet colaborou para esse desejo dos clientes, permitindo o trabalho remoto. O desenvolvimento de hardwares  possibilitou que atividades sejam realizadas com recursos simples, muitas vezes necessitando somente de um laptop e conexão com a web. E para quem exerce atividade profissional integralmente em casa, o home office tornou-se indispensável”, diz Moreira.

 

Para realmente facilitar a vida do usuário, a arquiteta Sandra Diniz destaca alguns cuidados essenciais ao pensar no projeto, uma vez que o espaço precisa se transformar em ambiente condizente com a função e as necessidades do morador. “O uso de mobiliário adequado é fundamental, assim como a atenção para as instalações elétricas. A iluminação também requer cuidado criterioso, com destaque especial para a mesa de trabalho.”

 

Este home office de 15 m² foi projetado para realizar pequenas tarefas como ler, guardar livros e objetos de viagem. Outro desejo dos donos da casa era o de estimular o convívio diário da família em um espaço sem muitos eletroeletrônicos e fiação. Os muitos livros e as cores foram os principais elementos utilizados para personalizar o espaço. O projeto luminotécnico, feito com lâmpadas de LED, foi criado de maneira a favorecer a leitura. A estante de laca bege com nichos de laca brilhante azul, a cadeira, poltrona e adornos dão funcionalidade e charme ao espaço. O projeto é da arquiteta Iara Santos.
 
 

 

 

 

 

 

 

Para atender às necessidades de um jovem empresário da área financeira, a arquiteta Sandra Diniz teve um desafio: projetar um ambiente para trabalhar, mas também relaxar e, ainda, que remetesse a esportes. O gosto pela vida saudável é simbolizada por elementos verticais, como o organizador de pesos e o espaldar para alongamento. A bicicleta pendurada na parede e o skate lembram ao dono o lazer e remetem ao universo masculino. A praticidade das estantes, além da mesa-diretor e gaveteiros, dão o tom sofisticado. Além disso, a chaise, a TV (fixada no painel de vidro por cabos de aço), a lareira e a adega convidam para uma pausa.
 
 

 

 

 

 

 

 

Criado para um profissional que necessita trabalhar em casa, especialmente à noite, o home offfice e a biblioteca foram integrados ao amplo quarto, que ganhou ainda poltrona para leitura. Por ser em um cômodo íntimo, o cuidado é que este modelo seja para quem precisa trabalhar em casa, mas não necessita receber, por exemplo, um cliente em seu escritório residencial. O projeto é do arquiteto Celeno Ivanovo.
 
 

 

 

 

 

 

Supercriativa, essa biblioteca tem como ponto alto a incomum estante de gesso com nichos redondos e iluminados. Para o acabamento, foram utilizados revestimentos nobres, como pastilhas de vidro-ouro e papel de parede. Além da poltrona confortável, o cantinho ganhou mesa e cadeira para trabalho. O projeto é das arquitetas Ana Karina Chaves e Klazina Norden.
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com vista para as montanhas, este projeto de estar íntimo do quarto de casal ganhou escritório para duas pessoas. A bancada de carvalho foi executada especialmente para o espaço. Na parte superior, o móvel possui portas ripadas que se sobrepõem quando abertas. Para relaxar, dois sofás para leitura e TV com almofadas que ganharam as iniciais do casal. Quem assina o projeto é a arquiteta Eduarda Corrêa.
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O arquiteto João Carlos Moreira e a designer de interiores Maria Thereza Terence projetaram para uma jovem família um home office que divide espaço com o home theater, em um apartamento de 350 m². Com bancada livre e espaçosa, a área de armazenamento para livros e outros compartimentos necessários ficam embutidos no móvel abaixo da TV, poupando espaço e evitando a exposição de qualquer desorganização. A luminotécnica foi planejada considerando os diversos elementos do projeto e, principalmente, a área de trabalho, que também foi posicionada estrategicamente em frente à janela para aproveitar a iluminação natural direta.
 
 

Últimas notícias

Comentários