Um bar para chamar de seu

por Guilherme Torres 14/09/2012 11:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nicolau El-moor/ Divulgação, Jomar Bragança/Divulgação, Caterina Ux/Divulgação, Daniel Mansur/Divulgação
A adega desta casa de 1.100 m² ganhou sala anexa que serve para degustação e bar (foto: Nicolau El-moor/ Divulgação, Jomar Bragança/Divulgação, Caterina Ux/Divulgação, Daniel Mansur/Divulgação)

Ter um bar dentro de casa é um sonho possível. Um dos motivos é que o charmoso e funcional espaço precisa de poucos metros – ou, muitas vezes, nem isso. Estantes, bufês, bandejas e até cômodas também podem virar o canto das bebidas e motivo para reunir amigos. Tudo porque o repaginado bar em casa não segue mais o antigo modelo, com taças suspensas e estrutura de quiosque em madeira: está mais despretensioso, moderno e bonito, como pede um espaço que remete à descontração. “Na visão contemporânea, os bares se apresentam de acordo com o tipo de uso, o tamanho do ambiente disponível e o perfil do morador. As varandas gourmet dos apartamentos mais novos são um bom espaço para essa ideia. Mas, para quem não dispõe desse espaço, uma boa solução é criar o bar com um móvel sob medida, com colmeias para garrafas, um aparador ou, ainda, utilizar o moderno carrinho-bar, que abriga as bebidas de forma versátil e compacta”, explica a arquiteta Angélica Araújo.

 

Para Fernanda Ferreira, a casa hoje virou ponto de encontro: “Recentemente vimos a cozinha, ambiente reservado ao setor de serviços, ser alçada à ala social dos lares. Essa mudança de hábitos também trouxe de volta um hit da década de 1980, para o qual muitos torciam o nariz: o bar dentro de casa. Ao contrário das primeiras versões, com balcão em mogno com taças penduradas, o novo barzinho chegou com estilo mais limpo, mais prático, que pode ser inserido em qualquer cantinho da casa, desde uma varanda ou até debaixo de uma escada. A dica é dar um toque pessoal com bebidas preferidas, taças coloridas e lembranças de viagens”, explica a arquiteta.

 

Sheila Mundim também confirma que saem de cena os móveis pesados e ganham espaço as bancadas em diversos materiais, com belas bandejas, adegas e nichos aéreos acomodando as bebidas e taças. “Entre as salas de jantar e estar, os bares dos tempos atuais passam quase despercebidos, fazendo parte da decoração dos ambientes em que se inserem. Acredito que entre os fatores que contribuíram para a releitura desse espaço está a instituição da Lei Seca, a correria do dia a dia (que impede as pessoas de curtirem suas casas) e a crescente falta de segurança nas ruas”, diz a designer de interiores.

 

A releitura deste bar em mármore champanhe veiado é discreta e transita entre a sala de estar e a de jantar, atendendo ao pedido dos moradores do apartamento, que gostam de receber amigos em casa, em um espaço agradável. Para dar mais conforto, três poltronas giratórias com altura de cadeira foram colocadas junto à bancada. Esta ganhou, também, champanheira embutida no pilão de madeira rústica, que também serve de floreira para o dia a dia da família. O painel em rádica de linheiro atrás do balcão camufla o armário do bar, usado para guardar taças, copos e garrafas de bebidas. O projeto é da arquiteta Andrea Ker Bacha.
 
 
O trio composto por João Freire, Joel Azevedo e Kellen Azevedo foi responsável por esse projeto criativo de adega, que também faz o papel de bar. Dourado, vermelho com nuances bordô e tons amadeirados imprimem o estilo no espaço que surpreende pela apresentação das garrafas de maneira compacta e inteligente. As poltronas proporcionam aconchego, e o ambiente ganhou também bancos inspirados em rolhas, ideal para concentrar um pequeno grupo de amigos no mesmo espaço.
 
 
Ao reformar este apartamento onde mora um casal com cinco filhos, a designer de interiores Sheila Mundim teve um desafio: criar uma ampla área para receber. A primeira decisão foi a de inverter um dos dois quartos de empregada existentes, voltando-o para o novo ambiente. Nele, foi instalado um painel em MDF com armários suspensos, formando uma cristaleira. As portas superiores receberam espelho colado, que, junto à iluminação indireta, traz leveza ao conjunto. Logo abaixo, foi construída uma bancada em vidro incolor, formando o bar. Como complemento, caixas de vidro, também incolor, formam a adega inusitada. Uma bandeja com bebidas e taças se mistura aos objetos de decoração.
 
 
Este bar, desenhado para um jovem casal, foi inserido no living do apartamento para servir de apoio tanto à sala de estar quanto à de jantar. Ele ocupa um pequeno espaço com charmoso pé-direito duplo, envidraçado do piso ao teto, aproveitando a bela vista da cidade. Para o ambiente, o casal pediu à arquiteta Fernanda Ferreira uma grande estante, com partes abertas e outras fechadas para livros, adornos e lembranças de viagens, além de uma cristaleira. A bancada do bar foi executada em carvalho ebanizado e tem 45 cm de largura por 2,20 m de comprimento. Quatro banquetas o acompanham.
 
 
A varanda deste apartamento teve as portas retiradas para dar lugar a um bar que interage com a sala e tem a proposta de reunir um grande número de pessoas. No canto direito, dois letreiros luminosos criam o clima descontraído dos bares. O aparador alto em madeira interage com a mesa em pedra, que ganhou inserção de uma champanheira. A arquiteta Laura Serafini projetou, ainda, dois armários. No inferior, estão armazenadas as garrafas de bebidas; no armário suspenso, a coleção de copos, taças e tulipas dos moradores, que fica à mostra através das portas com vidros refletentes.
 
 
Esta prática estante abriga adega, bar, espaço para livros e objetos, de forma funcional e elegante. As portas em vidro cinza guardam garrafas, podendo ou não ser climatizada. A parte central tem até uma surpresa: a ferragem especial, para que as portas deslizem na vertical, revela uma bandeja corrediça com acabamento diferenciado em couro, que serve de apoio para servir as bebidas. A iluminação interna traz ainda mais sofisticação ao móvel executado pela Oficina de Design. O projeto é da arquiteta Angélica Araújo.

Últimas notícias

Comentários