Ufa! (Antes tarde do que nunca)

por Pedro Rocha Franco 06/11/2012 11:08

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leo Araújo
None (foto: Leo Araújo)

No Brasil, uma telenovela dura entre cinco e seis meses, mas se o roteirista for o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), pode estar certo de que o drama se estenderá por muitos e muitos capítulos. Ao órgão podem ser atribuídos, por exemplo, a história da duplicação da BR-381 e a revitalização do Anel Rodoviário. No caso da obra de recuperação do túnel da BR-356, em frente ao Ponteio, mesmo diante de uma situação simples, o Dnit novamente se superou e conseguiu prolongar a novela por quase um ano, encerrando a trama somente no fim de novembro.

 


As primeiras cenas foram em 15 de dezembro do ano passado, quando, depois de um temporal, o muro situado às margens da BR-356 cedeu, a tubulação de esgoto se rompeu e, com isso, destruiu a escada que permitia o acesso dos pedestres. Apesar do estrago, tudo indicava se tratar de uma obra simples e rápida, principalmente devido ao fato de o Dnit poder executá-la de forma emergencial para evitar danos aos usuários da via. Mera ilusão.

 

 

Operários e máquina trabalham na finalização da obra: mobilização popular acelerou trabalho
 
 


O edital para a obra foi publicado somente na última semana de abril e as intervenções tiveram início em agosto. Nesse intervalo, inclusive, usuários revoltados com o descaso fizeram uma manifestação com direito a bolo e parabéns para “festejar” o aniversário (de atraso) da obra. “É de se lamentar a demora, mas fica o aprendizado: cabe à sociedade se unir e manifestar contra situações adversas – dá resultado”, diz o deputado estadual Fred Costa, um dos parlamentares responsáveis pela organização da manifestação.

 


A liberação do túnel deve agilizar e muito a vida dos usuários da avenida Nossa Senhora do Carmo e da BR-356. A passagem é tida como um atalho para quem quer evitar o trevo do BH Shopping, que, já saturado, passou a receber um fluxo ainda maior de veículos, causando engarrafamentos ainda maiores que os costumeiros. Com a interdição, os motoristas estavam sendo obrigados a percorrer quase 4 km para fazer o retorno. Em horário de pico, o condutor perdia quase uma hora para fazer o trajeto. Mas um alento, pelo menos: a liberação antes do Natal é garantia de acesso mais fácil ao centro de compras no período que antecede as festas de fim de ano.

 

 

Rogério Oliveira de Rezende, presidente da Associação Pró-Moradores do Bairro São Bento, respira aliviado: “Antes tarde do que nunca”
 
 


Revoltado com a lentidão do Dnit para solucionar os problemas da capital, o presidente da Associação Pró-Moradores do Bairro São Bento (Amo São Bento), Rogério Oliveira de Rezende, chegou a sugerir ao prefeito Marcio Lacerda que entre em acordo com a União para que a prefeitura possa assumir futuras intervenções no trecho, o que garantiria maior agilidade. Segundo ele, o túnel é de uso urbano e não recebe tráfego de quem segue para as BRs. “Antes tarde do que nunca”, diz Rogério em relação à liberação do túnel, ressaltando o fato de se tratar de uma importante solução viária para a segunda via mais movimentada da cidade, a avenida Nossa Senhora do Carmo.

Últimas notícias

Comentários