Beba sem moderação

por Celina Aquino 11/12/2012 11:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Geraldo Goulart, Eugênio Gurgel,
Sâmia Abreu não tinha o hábito de beber muita água, até descobrir uma saída bem prática (foto: Geraldo Goulart, Eugênio Gurgel, )

Você está sem ânimo? Sente a pele ressecada? Tem dificuldade para se concentrar? A receita é simples: beba água. Não é apenas em época de calor que esse hábito deve ser valorizado. Natural e sem nenhuma caloria, o líquido oferece benefícios que vão muito além da hidratação. Se for ingerido regularmente, é capaz de cuidar da saúde, promover o bem-estar e realçar a beleza. A água é um santo remédio, defende o nefrologista Hélcio Tavares, que compara o nosso organismo a um aquário, em que os peixes são as células. “Se a água é pouca e de má qualidade, os peixes vão morrer mais rapidamente”, diz.

 

O corpo humano é formado por 70% de água. Diariamente, elimina-se cerca de 600 ml com suor e respiração (perdas imperceptíveis), fora a urina. Daí a importância de ingerir líquido, tanto para repor quanto para renovar o conteúdo. Ao que parece, poucos seguem a regra. Pesquisas mostram que 70% da população mundial vivem em certo grau de desidratação. Ninguém se dá conta, mas a falta de água pode levar a tonteira, falha de memória, falta de concentração e até variação de humor.

 

Atleta sabe bem a importância da água e o lutador de jiu-jítsu Vinícius Franklin chega a beber cinco litros em um dia de treinos: “Se deixar, tomo uma garrafa de dois litros de uma só vez”
 
 

Motivos não faltam para Juliana Maria Magalhães Christino, de 36 anos, tomar água. Como é professora universitária, ela chega a ficar quatro horas seguidas falando para os alunos. “É muito ruim ficar sem água. Sinto a boca seca, a garganta arder e dá até um mal-estar”, conta. Juliana sabe que precisa manter as cordas vocais hidratadas, e para não perder a voz, que é seu instrumento de trabalho, toma pelo menos duas garrafas durante as aulas.

 

Cuidado, boca seca já é sinal de que o corpo está desidratado. Por isso, é preciso criar o hábito de tomar água ao longo de todo o dia, como fez a estudante Sâmia Rocha Campos Abreu, de 20 anos. Com uma rotina intensa, ela nunca se lembrava de tomar líquido. “A garrafinha foi a solução dos meus problemas”, diz. Sâmia se acostumou a andar sempre com um recipiente de água no carro e o leva para onde vai. Ela acha até que o líquido a ajudou a emagrecer.

 

Não dá para associar a ingestão de água com perda de peso, diz a nutricionista Elisabeth Chiari Rios Neto. O líquido, na verdade, pode facilitar o processo de emagrecimento. Em primeiro lugar, porque ajuda o organismo a eliminar pela urina ou pelo suor o sódio, responsável pelo inchaço, mas não interfere em nada na gordura corporal. O outro aspecto que faz da água aliada da boa forma é a sensação de saciedade que ela pode oferecer. Como ocupa espaço no estômago, é capaz de nos ajudar a comer menos. Elisabeth alerta, no entanto, que não é recomendado beber água durante as refeições. Habituado a receber um prato de comida, o estômago terá de dilatar ainda mais para comportar também um copo de água, o que pode se tornar um problema.

 

O publicitário Vinícius Melo confessa que não é fã de água: “A verdade é que eu prefiro tomar suco, refrigerante ou chá”
 
 

Quantos litros de água tomar por dia? A verdade é que não há uma única resposta para a pergunta. Alguns especialistas dizem dois litros, outros três. O nefrologista Hélcio Tavares explica que não há um consenso, pois cada pessoa tem uma necessidade diferente. Para que você saiba se está bebendo a quantidade adequada, ele sugere analisar a urina. O sinal verde é quando está clarinha. Urina amarela significa que é preciso beber mais. “Se não tiver boa hidratação, a urina fica muito concentrada porque a sujeira que tem de sair na urina se acumula e vira cristal. Esses cristais vão se juntando e formando as pedras”,diz. Tavares revela que a principal causa de cálculo renal é a sub-hidratação.

 

A garrafa fica em cima da mesa, bem à vista, mas não é raro estar praticamente cheia no fim do dia. O publicitário Vinícius Melo, de 31 anos, culpa a correria na agência onde trabalha, mas depois reconhece que não gosta mesmo do líquido. “Pelo fato de não ter gosto, para mim não oferece nenhum atrativo. Prefiro tomar suco, refrigerante ou chá.” Vinícius conta que já colocou açúcar na água para deixá-la mais saborosa. Para quem, assim como o publicitário, não é fã de água, a nutricionista receita: coloque gotas de laranja, folhas de hortelã ou de erva-doce no líquido e o deixe repousar por cerca de oito horas. Assim, ele vai ficar com um sabor diferenciado. O que não vale é adicionar açúcar. Outra opção é investir em alimentos que contêm grande quantidade de água, como melancia, laranja, alface, pepino, melão, morango e abacaxi. Mas Elisabeth lembra que nada substitui um copo de água.

 

Júlia Medonça Pereira, que é professora de pilates, não tem dúvida: mais cuidado com a saúde e energia para o dia a dia
 
 

Atletas sabem bem a importância da água. O lutador de jiu-jítsu Vinícius Franklin de Carvalho, de 31 anos, chega a beber cinco litros em um dia de treino. Em época de competição não é diferente. A adrenalina deixa a boca seca e o esforço nas lutas leva o corpo a pedir ainda mais líquido. “Se deixar, tomo uma garrafa de dois litros de uma só vez.” Mas confessa que a atitude exemplar não se repete em casa. Nos fins de semana, como o organismo não reclama, ele se hidrata menos do que deveria e sente a falta da água na pele, que fica ressecada.

 

Para não se esquecer de tomar água, a nutricionista orienta colocar o celular para despertar de meia em meia hora. O truque serve para criar um condicionamento. “Isso vai durar 15 dias, até o organismo se adaptar. Depois, não será preciso de ter um reloginho apitando toda hora”, destaca Elisabeth. Qualquer tentativa é valida. Não dá é para ficar sem água, pois a falta pode ser devastadora para o organismo. “Menos líquido no corpo significa menos sangue e órgãos menos irrigados. O que sofre primeiro é o rim, por isso a falta de líquido pode levar a insuficiência renal”, alerta o clínico geral Marcos de Lima Horta. O coração também pode sofrer as consequências. Como ele vai ser obrigado a trabalhar mais rapidamente para empurrar um volume menor de sangue, vai reagir com taquicardia, podendo desencadear arritmia cardíaca.

 

Infecções urinárias foram o alerta para a fisioterapeuta Júlia Mendonça Pereira, de 25 anos, passar a tomar mais água. Líquido era só na hora do almoço, agora ela bebe mesmo se não tiver sede. A mudança de hábito resolveu um antigo problema: prisão de ventre. “Meu intestino é chato, então tenho de fazer de tudo para ele funcionar, inclusive tomar água”, conta. Júlia é professora de pilates e diz que hoje sente falta quando não se hidrata o suficiente. Ela acredita que a água lhe dá energia e disposição para executar as tarefas do dia a dia.

 

12 motivos para beber água

 

1 Regula a temperatura corporal. O calor é eliminado principalmente pela evaporação de líquidos, de maneira insensível, ou por meio da sudorese. Se a água perdida não for reposta, o risco de desidratação é alto

2 Previne doenças respiratórias. A água fluidifica as secreções das mucosas das vias aéreas. Assim, elas podem ser mais facilmente eliminadas

3 Auxilia no funcionamento intestinal. A água lubrifica a parede intestinal e conserva o conteúdo aquoso do intestino, evitando o ressecamento do bolo fecal

4 Promove a saúde dos olhos. A água é responsável por manter níveis adequados de líquidos que mantêm a pressão intraocular

5 Deixa a pele mais viçosa. O líquido é responsável pelo transporte de nutrientes (vitaminas e minerais) e pela eliminação de toxinas que não tenham saído pela transpiração ou urina

6 Melhora a função renal. Tomar água facilitar o processo de filtragem do sangue nos rins, eliminando toxinas e evitando infecções urinárias, pedras e cálculos renais

7 Ajuda no aproveitamento de nutrientes. A água é necessária para a absorção, principalmente, das vitaminas C e do complexo B, que são hidrossolúveis (absorvidas a partir do contato com a água corporal)

8 Facilita a digestão. Aumenta a produção de saliva, que resulta em uma melhor mastigação e deglutição. Assim, os alimentos podem ser bem digeridos

9 Protege os dentes. A saliva também tem a função de evitar as cáries. Se a boca estiver seca, não vai existir a película protetora dos dentes

10 Auxilia no controle da fome. Muitas vezes, podemos confundir os sintomas de fome com os de sede. A dica é tomar um copo de água antes de comer

11 Previne o inchaço/edema. Com uma boa hidratação, o organismo não retém sódio, mineral responsável pelo inchaço, muito comum na época de calor intenso

12 Evita o cansaço. Quando chega o fim do dia, nosso corpo está cansado, o que pode ser um sintoma de desidratação. Logo, precisamos de água para ter mais energia

Últimas notícias

Comentários