Marcas que ficaram

por André Lamounier 16/01/2013 11:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcio Lacerda
Cláudio Cunha clicado pelo prefeito: papéis invertidos e muito bom humor (foto: Marcio Lacerda)

Observe no crédito (assinatura do autor) da foto abaixo. Ele revela uma faceta do prefeito reeleito Marcio Lacerda (autor da foto) pouco conhecida dos belo-horizontinos: a de um homem brincalhão e leve. Quando se reuniu com a equipe de Encontro para a entrevista e as fotos desta edição, que o elegeu um dos Mineiros de 2012, Marcio, o Político do Ano, estava num desses dias. Depois de ser sobejamente fotografado pelo editor Cláudio Cunha – que vem se destacando como um bravo e criterioso fotógrafo –, o prefeito pediu emprestada a máquina e, para surpresa de todos, solicitou que Cláudio se sentasse na cadeira e começou a disparar o clique. Lacerda fez várias fotos e ainda conferiu o resultado. E vibrou!

 

Momentos como esse somente são possíveis de ser captados quando se tem um olhar atento e crítico em relação a tudo e a todos. A eleição dos Mineiros do Ano, que é feita por Encontro desde 2009, tem o intuito de reconhecer quem se destacou e também contribuiu para a valorização e o crescimento de nossa cidade e de nosso povo no ano que passou, caso de Lacerda.

 

Escolher nomes não é tarefa fácil, mas reconhecer conquistas é também o papel de um veículo que quer ser indutor do desenvolvimento de nosso estado. A lista de 2012, assim como as anteriores, inclui não apenas os nascidos em terras mineiras, mas também os mineiros de adoção, aqueles que fizeram da capital seu cenário de vida e trabalho. A escolha foi feita por jornalistas e editores da revista e do jornal Estado de Minas.

 

Em ano de eleições municipais no Brasil, a ministra Cármen Lúcia, primeira mulher a ocupar a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, comandou o pleito com a serenidade e a firmeza que lhe são peculiares e merece como poucos o título de Personalidade do Ano. Título também dado ao jogador do Atlético Ronaldinho Gaúcho, por ter feito o coração de metade da população mineira bater mais forte. À frente da Vale, uma das maiores empresas do mundo, Murilo Ferreira, o Executivo do Ano, fez de 2012 mais do que um desafio a ser vencido. Na Construção Civil, Paulo Henrique Vasconcelos arregaçou as mangas e também não quis saber de crise. No Norte de Minas, o imigrante japonês Yuji Yamada, maior produtor de bananas do Brasil, agora é prefeito de Janaúba. A jogadora de vôlei Sheilla Castro trouxe uma merecida medalha dourada das Olimpíadas.

 

Estes são alguns dos 18 nomes de mineiros, de nascimento ou de coração, que deixaram suas marcas no ano.  Encontro rende também duas homenagens mais que justas: a Domingos Costa, o empresário que fez da Vilma Alimentos uma potência; e a Clemente Faria Neto, o esportista que sabia tudo de carros. Ambos morreram em acidentes aéreos, deixando uma história a ser contada em muitas outras páginas.

Últimas notícias

Comentários