Espaço nas alturas

por Guilherme Torres 24/01/2013 08:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Jomar Bragança/divulgação, Gustavo Xavier/divulgação, Henrique Queiroga/divulgação
Nesta cobertura no bairro de Lourdes, a arquiteta Anaíne Pitchon deu ênfase à integração espacial (foto: Jomar Bragança/divulgação, Gustavo Xavier/divulgação, Henrique Queiroga/divulgação)

Generosos vãos sempre são um convite para novos espaços. Para quem desfruta de um privilegiado pé-direito duplo, seja em amplo living de casas ou até mesmo em charmosos lofts compactos, um projeto cai como luva: o mezanino. Em estruturas de concreto, metálica ou de madeira, ele permite uma ampliação dos ambientes, resultando quase sempre em aconchegantes home offices, estar íntimo, biblioteca, quarto ou até mesmo uma cozinha gourmet, tudo com  de privacidade sonora e visual e, ao mesmo tempo, integrado a outros cômodos.

 

O arquiteto Alberto Dávila diz que, geralmente, o mínimo exigido para a passagem que ficará abaixo do mezanino é de 2,10 m, mas essa altura mínima não é recomendada, uma vez que poderia causar o efeito oposto, “dando uma sensação de redução do ambiente inferior e gerando desconforto aos usuários.”

 

Marina Dubal também explica a importância das medidas corretas e da análise estrutural no caso de construções já existentes, para verificar se a laje e as paredes que vão receber o mezanino suportam o peso. “Para abrigá-lo, é necessário um ambiente com pé-direito mínimo de 5m, gerando dois ambientes com pé-direito mínimo de 2,40m”, diz a arquiteta.

 

Iluminação natural e ventilação são outros pontos que também requerem atenção para otimizar o local e deixá-lo mais agradável, além de a nova área ocupar entre um terço e a metade da metragem equivalente do piso inferior. Para dar mais charme, aposte em uma decoração especial e intimista, tendo como norte a finalidade do projeto e o quanto o mezanino é visualizado por quem está em outros ambientes. Outra dica indispensável para arrematar o projeto é um guarda-corpo discreto em vidro ou aço que harmonize com o modelo da escada – outra aliada do espaço.

 

Bela vista

 

Desfrutando de um pé-direito de 6 m de altura, os moradores desta casa de 550 m2 pediram à arquiteta Manuela Senna um mezanino para aproveitar a ampla área e servir de espaço para leitura e reunião da família, estando no mesmo nível dos quartos. Com metragem de 25 m2, o mezanino ganhou decoração com foco no estar íntimo e guarda-corpo em vidro sem ferragens, trazendo transparência e mantendo a atmosfera clean e elegante do restante da casa.

 
 

Pé-direito duplo

 

Este apartamento de 618 m2 no bairro Vila da Serra, em Nova Lima, mais parece uma casa. Com isso, o amplo living ganhou mezanino de 30 m2, que cria um novo ambiente e aproveita o pé-direito duplo de 5,80 m. Além de integrar os espaços, sua utilização permitiu a criação de um estar íntimo, sala de estudo e home office. O projeto é do arquiteto Alberto Dávila, e a decoração é de Maithiá Guedes. “Em tese, o uso dos mezaninos pode ser aplicado a qualquer espaço, desde escritórios, home theaters, bibliotecas, e até mesmo dormitórios, como vem acontecendo em lofts mais modernos”, explica o arquiteto.

 
 

Tem até cozinha

 

Em um ousado projeto da arquiteta Fabiola Constantino, este apartamento, que tem living com pé-direito de 6,20 m, ganhou mezanino que abriga uma cozinha gourmet e adega suspensa. Para dar mais charme e integração aos 30 m2 do espaço superior, a profissional optou por um amplo vão central cercado com guarda-corpo de vidro, formando um ambiente composto por quatro ‘corredores’. “Neste formato de apartamento, temos mais pontos positivos que nas coberturas convencionais, pois a área íntima fica mais preservada e a área social, totalmente aproveitada”, diz Fabiola.

 
 

Espaço integrado

 

O mezanino deste apartamento é original da planta de um edifício de 1981. A escada, alterada pelo proprietário anterior, tem 3 m de altura. Já o mezanino de 30,5 m2 inclui escritório integrado com estar íntimo, banheiro e quarto do casal, abrangendo toda a área íntima do loft. A altura do mezanino é de 2,70 m, o que proporciona na sala um vão livre duplo de quase 6 m de altura. O ambiente tem ainda charmoso detalhe de concreto curvo, que faz parte da arquitetura do prédio. O projeto é da arquiteta Marina Dubal.

 
 

Ar contemporâneo

 

O mezanino deste apartamento de cobertura funciona como uma ligação entre a área externa (piscina e churrasqueira) e interna da casa. Com pé-direito de 5,40 m de altura, o projeto da arquiteta Renata Basques ganhou estar íntimo e guarda-corpo em vidro. “Além de adicionar espaço ao ambiente, o mezanino, na maioria das vezes, integra ambientes de uma maneira contemporânea. É um bom recurso”, diz a arquiteta.

 


 

Últimas notícias

Comentários