Pequeno ambicioso

por Fábio Doyle 21/02/2013 11:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Peugeot 208 representa a aposta da montadora francesa para deslanchar de vez no competitivo mercado (foto: Divulgação)

PORTO REAL (RJ) - Os franceses querem fazer de 2013 o ano da virada no Brasil. Depois de a Renault anunciar aumento da capacidade produtiva da fábrica do Paraná, de 280 mil para 350 mil unidades por ano, agora é a vez da PSA Peugeot Citroën, que convidou o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para o lançamento industrial do Peugeot 208, apresentando o resultado do investimento de R$ 800 milhões, que aumentará a capacidade da fábrica de Porto Real das atuais 150 mil para 220 mil unidades a partir de 2014.

 

A ocasião trouxe da França o presidente mundial do grupo PSA, Philippe Varin, e Thierry Peugeot, presidente do Conselho de Administração do grupo. Herdeiro da família que criou a Peugeot, Thierry tem fortes ligações com o Brasil, é fluente em português e foi o responsável direto pelo início da importação e comercialização das vendas de carros Peugeot no Brasil, no fim do século passado. A fábrica da PSA no Rio de janeiro completou 12 anos dia 1º de fevereiro.

 

A produção do compacto 208 no Brasil representa a atualização do hatchback compacto no Brasil, um ano depois do lançamento do modelo no mercado europeu. Líder de vendas da marca do leão, o Brasil passa a ser o único país fora da Europa a produzir o carro. A chegada do 208 não representa o fim do 207, que continua sendo produzido em todas as suas versões, como garante Frederico Drouin, presidente da Peugeot do Brasil.

 

Depois do sucesso do DS5, a fabricante francesa decidiu importar o DS4 (foto) já a partir deste mês
 
 
 

Com design totalmente novo, nitidamente inspirado no DS da Citroën, o lançamento comercial do Peugeot 208 só ocorrerá no fim de março, com início de vendas em abril. Por isso, os detalhes técnicos e preços sugeridos não foram revelados na apresentação em Porto Real (RJ), no penúltimo dia de janeiro.

 

As unidades expostas aos convidados da PSA Peugeot Citroën mostraram uma grande e agradável evolução no design, acabamento interno melhorado em relação ao 207, volante de menor raio e espaço limitado de altura para passageiros no banco de trás. No painel, chama atenção o monitor de 7 polegadas touch screen. Ressalvas para o espaço no banco traseiro. Quem tiver mais de 1,80 m de altura vai encostar a cabeça no teto.

 

Os motores serão dois, mais eficazes e menos poluentes, como afirmou Carlos Gomes, presidente no Brasil e América Latina da PSA Peugeot Citroën, guardando os outros detalhes para o fim do próximo mês. Como em Porto Real a PSA fabrica motores de 1,4 litro, 1,5 litro e 1,6 litro flexfuel e a gasolina (para exportação), a dedução é que o 208 vai chegar com os dois últimos. A expectativa da Peugeot neste ano é produzir 55 mil unidades do 208 para os mercados doméstico e de exportação.

 

 
 
 
 

Na sequência de lançamentos da marca, Varin revelou em seu discurso que o início da produção do 2008 na fábrica de Porto Real será ainda este ano. Trata-se de um crossover compacto sobre a mesma plataforma do 208. Para quem não sabe, os crossovers fazem hoje o papel dos fora de moda station wagons ou peruas.

 

Varin destacou em seu discurso a recente aliança da PSA Peugeot Citroën com a General Motors, que em sua primeira fase resultará em três projetos comuns de tecnologia compartilhada, por enquanto com reflexos limitados à Europa. Carlos Gomes revelou que esses projetos estão ligados ao crossover 3008 da Peugeot, ao Citroën C3 Picasso e a plataformas para veículos pequenos.

 

Outra revelação, dessa vez da Citroën, foi a confirmação da importação do DS4 para o Brasil a partir deste mês.. Francesco Abbruzzesi, presidente da Citroën do Brasil, disse que o primeiro lote de 300 unidades do DS5 foi vendido com surpreendente rapidez, o que levou o grupo a decidir aumentar o volume de importação da linha DS.

Últimas notícias

Comentários