Mambembando

por Eduardo Almeida Reis 25/02/2013 15:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Perdi a conta das vezes em que, pelo Natal, minha mãe telefonava para o camiseiro encomendando pijamas listrados para dar ao meu avô Mário Brant. Listrados, sim, que homens sérios só usavam pijamas de listras. Mandava apanhar os pijamas feitos sob medida e descobria que cabiam quatro Mários Brant em cada pijama, porque o camiseiro cortara as peças para o engenheiro Mário Brandi, baixinho, gordo, que adorava comer.

 

Há um trecho da divisa de Minas com o Espírito Santo que começou a ser povoado por volta de 1920, obra do capuchinho frei Inocêncio de Comiso. Microrregião de Mantena, que hoje engloba Itabirinha de Mantena, Mendes Pimentel, Nova Belém, Central de Minas e etc.

 

Mineiros e capixabas sempre se estranharam naquela  divisa-problema só resolvido em 1963, quando o STF estabeleceu os limites e foi assinado um tratado de paz entre os governadores Magalhães Pinto (MG) e Lacerda de Aguiar (ES).

 

Antes, havia por lá um conflito que mereceu o nome de Revolta do Contestado. Não foi a única no Brasil, pois onde quer que se conteste um vizinho por questões de divisas temos escaramuça “do Contestado”. Paraná e Santa Catarina tiveram sua Guerra do Contestado, que durou mais e matou mais gente que a Guerra de Canudos. Ignoro o número de mortes na Revolta do Contestado entre Minas e o Espírito Santo, mesmo porque sempre morreu muita gente matada por lá e continua morrendo até hoje.

 

Foi justamente naquela região e naquele tempo que o engenheiro mineiro Mário Brandi construiu uma hidrelétrica. Acesso dificílimo exigia viagens de vários dias, motivo pelo qual, durante as férias de fim de ano, os funcionários graduados levavam para lá suas famílias.

 

Acabo de aprender que o verbo mambembar vem de mambembe, substantivo de etimologia controversa. É também adjetivo de dois gêneros, significando de pouco valor, qualidade inferior, medíocre, reles, talqualmente as mequetrefes envolvidas no mensalão.

 

Na rubrica teatro, mambembe é conjunto teatral ambulante, pobre e de má qualidade, geralmente formado por atores amadores, que percorre cidades do interior. Mas também significa teatro profissional de má qualidade. O verbo quer dizer excursionar pelo país como integrante de mambembe.

 

Um grupo que mambembava na região procurou o Dr. Brandi pedindo autorização para apresentar seu espetáculo no canteiro de obras da hidrelétrica. O engenheiro fez ver aos artistas que, naquele mês, o acampamento era essencialmente familiar, reunindo mulheres e filhos dos funcionários graduados, bem como as famílias dos operários contratados por ali.

 

O dirigente do mambembe garantiu que o seu espetáculo era  familiar e combinou com o engenheiro a importância que seria paga pela administração da usina. Isto posto, operariado, graduados e respectivas famílias, de banhos tomados e roupas de missa, começa o espetáculo.

 

O primeiro quadro reunia quatro artistas, três homens e uma loura tipo boazuda. E o assunto óbvio era a rivalidade territorial entre mineiros e capixabas. Som ótimo, iluminação perfeita, plateia à cunha e o primeiro ator disse que gostava tanto do Espírito Santo, mas tanto mesmo, que se pudesse ficaria com os dois pés plantados naquele estado.

 

Já o segundo ator disse que adorava Minas e gostaria de plantar seus pés em terra mineira. Estrugiam palmas conforme os elogios fossem para os capixabas ou para os mineiros. Vale notar que não havia televisão nem no Rio ou em São Paulo e o mambembe era raro naquelas matas distantes de tudo e todos.

 

A terceira fala coube à loura boazuda, que se estendeu nos elogios aos mineiros e capixabas, terminando por afirmar que gostava tanto dos dois estados que, se pudesse, ficava com um pé em Minas e o outro no Espírito Santo. Havia um quarto ator calado, num canto do palco, quando alguém se lembrou de perguntar sua opinião. E ele, muito sério, olhando para a loura de pernas abertas, um pé no ES, outro em MG, foi admirável: “Eu fico beijando a divisa”. Foi o suficiente para o Dr. Brandi encerrar o espetáculo, privando a plateia dos outros quadros esperados.

Últimas notícias

Comentários