Para relaxar e apreciar

por Simone Dutra 15/04/2013 15:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Dudua's Profeta
(foto: Dudua's Profeta)
Quem frequenta o parque Amilcar Vianna Martins, no bairro Cruzeiro, está acostumado a apreciar a bela vista da capital mineira. Mas agora, além de relaxar ao som de pássaros e curtir o vento fresco das árvores, será possível alongar o corpo com a técnica lian gong. A prática chinesa é baseada no tai chi chuan e foi desenvolvida por um ortopedista durante o início da industrialização na China, para ajudar pessoas que sentiam fortes dores na coluna por causa de esforços repetitivos. “A arte é um alongamento das articulações, da coluna vertebral, treinamento do equilíbrio e consciência corporal”, diz a professora e gerente do Centro de Convivência César Campos, Maria Silvia Riveres. As aulas são realizadas todas as terças-feiras, às 9h.


Novo Rainha da Sucata


Depois de muito quebra-quebra para reforma dos prédios no entorno da Praça da Liberdade, chegou a vez do Centro de Apoio Turístico Tancredo Neves. Conhecido como Rainha da Sucata, o edifício, construído em 1980, terá o 1º piso reformado: a área de atendimento ganhará novo mobiliário, telas touchscreen e televisores que informarão sobre a programação do Circuito Cultural Praça da Liberdade. Já o Teatro de Arena terá o palco ampliado e equipamentos de projeção, iluminação e sonoplastia. A obra, que tem previsão de término para junho deste ano, recebeu investimento de R$ 700 mil. “Queremos tornar o espaço mais interativo, além de permitir a ocupação da classe artística em um ambiente aberto melhor estruturado para as apresentações”, diz a gerente executiva do Circuito, Cristiana Kumaira.

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)






Loja resistente


Andando pela rua Fernandes Tourinho, quase esquina com a rua Espírito Santo, uma loja de bordados chama a atenção: ela resiste em meio aos tapumes que cercam um grande terreno onde será construída obra da Patrimar. Há sete anos era uma garagem que foi transformada em ponto comercial. “Onde estou é da empresa, mas, como pago aluguel, quando o contrato acabar terei de sair”, diz a proprietária da Entre Linhas Bordados, Edilma Pires. A construtora não informou o que será erguido no local.

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)

Ruínas com dias contados


Os anos não foram nada favoráveis ao prédio da antiga Estação Ferroviária da Gameleira. Localizado próximo ao Centro de Convenções Expominas, na avenida Amazonas, o local encontra-se abandonado, destelhado e com as paredes arruinadas.  Além disso, é usado como abrigo de moradores de rua, usuários de drogas e até como esconderijo de assaltantes. Mas esse cenário está prestes a mudar: o imóvel, construído em 1917, está em processo de tombamento pela Fundação Municipal de Cultura (FMC) e pode ser ocupado pela Escola Livre de Circo. Por causa das péssimas condições, a pedido do Ministério Público, foi elaborada uma lista de serviços, além de laudo estrutural para a recuperação do espaço. De acordo com a FMC, ainda não há previsão para o início das obras.  

Últimas notícias

Comentários