Árvores dos governadores

por Simone Dutra 08/05/2013 13:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sérgio Falci/Acervo Público Mineiro/Cláudio Cunha
(foto: Sérgio Falci/Acervo Público Mineiro/Cláudio Cunha)

Quem passa pelo Palácio da Liberdade, além de admirar o imponente prédio construído em 1897, vislumbra também o jardim composto de variadas árvores que fazem parte do cenário verde de sua fachada. O que muitos não sabem é que grande parte delas foram plantadas por governadores que lideraram o estado. São 17 no total. Na frente de cada uma existe uma placa com o nome do governador, espécie e data que foi plantada. Tancredo Neves, por exemplo, escolheu muda de pau-brasil. Assim como ele, Raul Soares, Magalhães Pinto, Aureliano Chaves, Levindo Coelho e Hélio Garcia também escolheram a mesma espécie. A mais recente é o ipê branco plantado pelo atual governador, Antonio Anastasia, em janeiro deste ano. A mais antiga é um cedro, plantado em 7 de setembro de 1922, no término do governo de Arthur Bernardes.

João Carlos Martins
(foto: João Carlos Martins)
Para não esquecer

O Memorial da Anistia Política do Brasil começa a nascer no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de BH.  As obras, no antigo casarão conhecido como “coleginho” da Fafich-UFMG, estão a todo vapor. A expectativa é de que o museu abra as portas no fim do primeiro semestre de 2014. “Por causa de um problema estrutural, pode ser que a entrega atrase um pouco”, afirma o conselheiro da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, Nilmário Miranda. O espaço abrigará cerca de 70 mil documentos dos chamados “anos de chumbo”, com fotos, vídeos, depoimentos e livros. A reforma, orçada em R$ 25 milhões, está sendo executada em parceria com a UFMG e o Ministério da Justiça.

Bola da zebra

Os amantes do futebol, além de assistirem às partidas no revitalizado Mineirão, podem reviver no estádio, por meio de fotos, vídeos e artigos, um pouco da trajetória do gigante da Pampulha e de outras curiosidades  no estado. O Museu Brasileiro do Futebol, aberto este ano, conta com 10 salas, sendo que, na primeira, uma bola surrada é o centro das atenções. Ela esteve presente no jogo entre Estados Unidos e Inglaterra disputado no estádio do Independência, na Copa de 1950 (considerada uma das grandes zebras dos mundiais, pois os ingleses perderam de 1 a 0), sem falar da seleção brasileira, que tinha um timaço, mas foi derrotada pelos uruguaios em pleno Maracanã.

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)
Passagem livre

A obra da trincheira da Via Stael Bicalho, em Nova Lima, que interliga a MG-30 à BR-356, já está pronta e fazendo muitos motoristas felizes. O que antes demandava horas para chegar à rodovia – os carros tinham de passar pelo bairro Belvedere e pegar o congestionamento de quem estava indo ao BH Shopping – agora se resolve em minutos. Iniciada em abril do ano passado, teve investimento de R$ 7 milhões da iniciativa privada, tal como Encontro mostrou na edição 142. A intenção é de que o novo acesso melhore o trânsito e desvie a passagem de 15 mil veículos que circulam diariamente pelo local. O chamado Complexo Viário Sul também prevê a construção de mais dois viadutos.

Últimas notícias

Comentários