Eterna comilona

por Guilherme Torres 07/06/2013 14:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Cláudio Cunha
(foto: Cláudio Cunha)
Parte da inspiração da Turma da Mônica – um fenômeno que completa 50 anos em 2013 –, Magali Spada e Sousa, a melhor amiga da Mônica nos quadrinhos e irmã na vida real, confessa que continua a mesma enlouquecida por comida que o pai, Mauricio de Sousa, já estampou em mais de um bilhão de revistinhas em todo o mundo. “Começo a almoçar às 10h30, repito várias vezes e realmente adoro melancia”, diz. Divorciada, mãe de três filhos, avó de dois netos e morando em BH há 20 anos, Magali parece ter herdado do pai o talento para a arte. “Faço desenhos e escrevo histórias, mas está tudo na gaveta. Penso em publicar, porém nada tem a ver com a Turma da Mônica, não é minha praia.” Com textos que falam desde infância a sexo e drogas, ela confessa que sente um pouco de insegurança em se lançar. “Tenho ‘síndrome’ de ter pai famoso”, diz, referindo-se às possíveis comparações ou críticas que podem surgir sobre a empreitada.

Arquivo Pessoal
(foto: Arquivo Pessoal)




Ela acredita!


Aos 31 anos, a belo-horizontina Isabela Leão é o tipo de pessoa que já viu mazelas pelo mundo como poucos. Formada em artes plásticas, ela optou por fazer bacharelado em três países e nessa caminhada se envolveu em vários projetos sociais. Com a experiência de ter trabalhado na ONU por mais de cinco anos, ela fundou em 2012 duas ONGs: a National Youth Development and Empowerment Centre (NYDEC), em Serra Leoa, África, e a International Network for Women, Peace and Sustainable Development, em Nova York. Ambas visam ao desenvolvimento e empoderamento de jovens em situação de risco social e já atendem a mais de 500 pessoas. Agora, a moça prepara-se para outro desafio: foi selecionada para ser uma das jovens diplomatas do Banco Mundial. A nova missão começa por Washington, nos EUA, a partir de setembro. “Com meu trabalho, quero incentivar a cultura da filantropia entre os jovens brasileiros, principalmente a participação de jovens mulheres em papéis de liderança”, diz.

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)
Vascon eternizado

Depois de quase um ano de pesquisas, a vida do designer de bolsas mineiro Roberto Vascon, de 50 anos, vira livro escrito pelo biógrafo Elias Awad. Na obra, é contada, em 350 páginas, a trajetória surpreendente do menino pobre que saiu da pequena Raposos aos 12 anos e mais tarde ganhou o mundo fashion, fama e dinheiro com suas bolsas. Vascon, que já teve clientes como Madonna e Oprah Winfrey, revela detalhes de dramas familiares, sexualidade e os altos e baixos da carreira, como quando teve de fechar suas sete lojas fora do país (seis em Nova York e uma no Japão). “Este livro foi uma das coisas mais difíceis que fiz na minha vida, pois minha condição era de não omitir nada. Foram cinco meses remexendo o passado e momentos emocionantes”, diz Vascon. A biografia ganhou o título de Nas Asas de um Sonho e será lançada em 15 de julho, com perspectiva de vender entre 150 mil e 250 mil cópias.

Thiago Mamede
(foto: Thiago Mamede)
Cidade da moda

A um mês do início das obras do Fashion City Brasil (FCB), megaempreendimento de atacado de moda que contará com hotéis e até uma universidade a 4 km do aeroporto de Confins, o empresário mineiro Omar Hamdam está cada vez mais seguro do sucesso do negócio. Idealizado por ele nos últimos oito anos, o FCB já desperta o interesse de grandes marcas de São Paulo. As grifes de Minas, do Sul do país, de Fortaleza, Goiânia e Rio também estão na mira. “Agora, vamos deixar de ser rota de passagem para sermos o destino dos compradores”, diz, emendando que as obras de acesso para ligar o aeroporto ao mall já estão em andamento e que o projeto do primeiro hotel, que terá 150 quartos, ganhou forma com desenho do arquiteto Gustavo Penna. A inauguração está prevista para fevereiro de 2015.

Paulo Márcio
(foto: Paulo Márcio)



Musa do fitness


Sensação do mundo fitness e com a rotina de treinos acompanhada no Instagram (rede social de imagens) por mais de 330 mil seguidores, a belo-horizontina Bella Falconi, de 28 anos, conquista fama com o corpão sarado. Morando em Orlando, nos EUA, e de passagem pela capital mineira, ela se surpreendeu com o assédio dos admiradores, pedidos de fotos e autógrafos. O sucesso vem das fotos que publica e que mostram a transformação de seu corpo feita à base de suplementos, alimentação adequada e uma hora e meia de exercícios por dia. “Pedem para eu nunca parar, pois eu sou uma inspiração. Hoje, encaro isso como um dom, uma missão de tocar as pessoas a terem outro estilo de vida”, conta. Com 9% de gordura no corpo, estudante de nutrição e patrocinada por empresas de suplementos e moda fitness, a morena faz planos de ministrar seminários motivacionais aqui e no exterior e terminar um livro-guia.

Últimas notícias

Comentários