O novo chef do Psy

por Augusto Franco 09/08/2013 17:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Geraldo Goulart
(foto: Geraldo Goulart)
Ele entrou de gaiato num navio, cozinhou para duas mil pessoas, comandou caçarolas na Europa e em São Paulo e até na Nova Zelândia. Agora está na Coreia, preparando-se para ser o responsável pelas refeições do cantor coreano Psy (autor do fenômeno Gangan Stile) durante sua turnê nos EUA, programada para durar 40 dias. Todas essas aventuras integram o currículo do chef mineiro Ricardo Caput, natural de Caputira, na Zona da Mata. No último dia 18, ele foi anunciado como o vencedor da promoção realizada pela rede de comida coreana saudável Bibigo, presente na América, Ásia e Europa. Além de levar o prêmio de U$ 40 mil e um curso de 15 dias de culinária coreana in loco, Caput, que comanda há um ano e meio o bar Obardô, em Santa Tereza, vai conviver com o excêntrico cantor e passar por hotéis de luxo. Depois desse período, retoma suas atividades em BH. “O mais legal é o aprendizado”, diz.

Samuel Gê/Encontro
(foto: Samuel Gê/Encontro)


Birosca aberta

“Abre essa Birosca.” A frase rodou nas redes sociais e entre os amigos da chef e musicista Bruna Martins nas semanas anteriores à abertura do bistrô Birosca S2. O imóvel, uma simpática casinha de fundos no Santa Tereza (rua Silvianópolis, 483), ficou seis meses em reforma, e até os móveis, em sua maioria de segunda mão, foram restaurados pela proprietária, parentes e amigos. Na semana anterior à inauguração, um vídeo protagonizado pelo ator Paulo Tiefenthaler (criador e apresentador do programa de humor/gastronomia Larica Total, do Canal Brasil) começou a circular na rede. No vídeo, o descabelado Paulo repete várias vezes a frase que abre esta nota.

Divulgação
(foto: Divulgação)


Novos talentos

Os três primeiros nomes confirmados para o Festival de Gastronomia de Tiradentes são os chefs Felipe Rameh (Trindade), Leonardo Paixão (Glouton) e Henrique Gilberto (Belo Comidaria). O trio – todos jovens, mineiros e em ascedência na cena gastronômica mineira – vai comandar um dos festins do encontro, programado para acontecer na Pousada Brisa da Serra. Cada um fará um prato com ingredientes tradicionais e misturas inovadoras. A sobremesa será uma homenagem ao cerrado mineiro com crumble de broinha de fubá, sorbet de Cagaita, mandioca glacê, poeira de buriti e castanha de pequi glaçada ao perfume de funcho. A 16ª edição do Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes, que acontece em agosto, rende homenagens à gastronomia mineira contemporânea. Neste ano, 14 chefs foram convidados para os festins, sendo nove brasileiros e cinco latino-americanos, vindos da Argentina, Colômbia, Equador e México.

Geraldo Goulart
(foto: Geraldo Goulart)


Vai dar em pizza

Acompanhado a expansão do setor hoteleiro para a Copa do Mundo de 2014, a Rede Gourmet de restaurantes, capitaneada pelos irmãos Pedro e Agilberto Martins da Costa, vai crescer. Pelo menos outras três unidades da pizzaria Olegário, além de um outro restaurante, provavelmente com foco em saladas e pratos leves, serão inauguradas até fevereiro de 2014. Com as filhas mais novas, o grupo vai saltar das atuais seis unidades (SantaFé, Udon, Villa Madalena, Armazém Medeiros, Olegário e Olegário Express) para 10. Os discos serão servidos em imóveis amplos, de térreo, todos no pilotis de hotéis a serem inaugurados na cidade para a Copa do Mundo de 2014. Os novos endereços estarão nos bairros Cidade Jardim (avenida Prudente de Morais), São Pedro (rua Lavras), e Aeroporto (avenida Antônio Carlos). O último, ainda em fase de negociações, deve ser instalado no térreo de um hotel-butique na rua Toscanini, no Santo Antônio, a um quarteirão da avenida do Contorno, quase no entroncamento com avenida Getúlio Vargas, pertinho da Savassi.

Geraldo Goulart
(foto: Geraldo Goulart)


Inventividade em expansão

Designer por formação, sorveteiro por vocação, autodidata na fabricação dos gelados artesanais. Aos 30 anos, o multimídia Carlos Sia largou tudo para transformar o antigo quarto da casa dos pais em fábrica de sorvete - o sonho de qualquer criança. O quartinho de despejos virou salão e teve uma porta aberta para a rua. Antes de completar dois anos de funcionamento, a Inventiva Sorveteria, no Santa Efigênia, já está pensando em ampliar suas intalações. A ideia é dobrar a produção e abrigar até 20 clientes sentados ao mesmo tempo. Mas, enquanto a obra não começa, clientes e chefs reconhecem a qualidade do produto artesanal, todo feito com creme de leite produzido no laticínio da família. Entre os sabores de destaque da casa estão os creme, banana caramelada e milho verde.

Últimas notícias

Comentários