Rendas e Ousadia

Esqueça o velho e tradicional chá de panela na véspera do casamento. A onda, agora, é o chá de lingerie, que envolve presentes mais picantes e brincadeiras e atrações sensuais. Para a noiva moderna, é a forma ideal de reunir as amigas antes do grande dia

por Marina Dias 29/08/2013 12:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Márcio
A cantora Clara Guzella e as amigas no chá que fez em junho passado: "Quando penso em chá de panela, imagino a noiva ganhando um monte de panos de prato. Acho o de lingerie mais moderno e atual" (foto: Paulo Márcio)
A cantora Clara Guzella, de 28 anos, casou-se em junho passado. Alguns dias antes do evento, com a mente ocupada pelos preparativos e ansiosa com o dia D, decidiu se reunir com as amigas para relaxar, jogar conversa fora e dar início às comemorações. Como uma noiva que se preze, quis fazer um chá. Mas, em vez do tradicional chá de panela, escolheu fazer a festa da moda: o chá de lingerie.
 
A proposta é basicamente a mesma da clássica reunião pré-casamento: juntar amigas e familiares para um bate-papo, brincadeiras e muita descontração, com direito a lembrancinhas e objetos que ajudem os pombinhos a começar a nova vida. A diferença é que, no chá de lingerie, em vez de ralador, colher de pau e pano de prato, os presentes são conjuntos de calcinha e sutiã, cinta-liga, meias 7/8 e outras peças para manter aceso o "fogo da paixão". "Quando penso em um chá de panela tradicional, imagino a noiva ganhando um monte de panos de prato! Acho o de lingerie mais moderno e atual", afirma Clara, que já tinha alguns itens de cozinha comprados antes do casamento, o que fez com que optasse pela versão moderna da festa.
 
Além de presentes mais picantes, o evento costuma ter um clima também mais apimentado, com brinquedos eróticos, prendas ousada, dicas para a noite de núpcias e papo indicado para maiores de 18 anos. "Achei bacana fazer uma festa somente com as amigas mais queridas. Curtir uma noite batendo papo e rindo muito não tem preço", diz Clara, que serviu muito champanhe e petiscos para as 10 convidadas — ela não quis chamar familiares, justamente para não se sentir sem graça. 

João Carlos Martins
A engenheira Laís Rosa Leite com o robe que ganhou escrito "noiva" em inglês: "O ambiente da cozinha deixou de ser da esposa e passou a ser do casal. O chá de lingerie é um momento mais feminino" (foto: João Carlos Martins)
 
Um dos principais motivos para o sucesso do chá de lingerie nos últimos anos é o fato de que os noivos muitas vezes já moram sozinhos ou juntos antes do casamento. Sem ter de montar uma casa totalmente nova, não precisam comprar tantos itens de cozinha e de limpeza - aqueles tradicionalmente pedidos no chá de panela. Assim, o evento passa a ter outra conotação. "A noiva parte mais para o lado afetivo, de encontro com as amigas, de pré-casamento. E lingerie é uma coisa muito íntima, de valorização do feminino e da mulher", afirma Juliana Moraes, proprietária da Água Fresca, que já trabalha com lista de presentes para chá de lingerie há cerca de oito anos e afirma que esse tipo de festa tem sido mais popular de 2011 para cá. "Antes, eram poucas as noivas que faziam esse tipo de chá. Hoje, ele é o mais comum", diz.

Com o casamento marcado para agosto, a engenheira e relações públicas Laís Rosa Leite, de 26 anos, comprou itens de casa nas viagens que fez para Miami com o noivo para organizar o casório, que será lá. Para ela, outro motivo da preferência pelo chá de lingerie é a mudança no conceito do "lugar da mulher" dentro de casa: "A partir do momento em que os homens começaram a se introduzir no mundo da cozinha, esse ambiente deixou de ser da esposa e passou a ser do casal. Como o chá de lingerie é um evento extremamente feminino, torna-se um momento apenas da noiva, o que é muito especial e delicioso", afirma ela, que ganhou um chá surpresa das amigas em julho desse ano, com direito a brincadeiras, quiz, prendas e aula de pole dance. "Meu enxoval está mais completo do que nunca. As peças são diversificadas e há opções tanto para o dia a dia quanto para ocasiões especiais", afirma ela, que tem até um robe branco com o escrito bride (noiva) nas costas.

Mais comum a cada dia, o chá de lingerie tem se profissionalizado, e lojas de roupas íntimas já oferecem, além de listas de presente, descontos para as convidadas, convites personalizados e até espaços para sediar a festa. A Loungerie, por exemplo, começou a oferecer serviços voltados para esse tipo de chá no segundo semestre de 2012. Além da lista e convites, pode fornecer espumante e chocolates personalizados, dependendo do porte do evento, quando é realizado em uma das lojas da marca. 

Vanessa Kohler
A empresária Fernanda Guimarães no seu chá de lingerie em 2010, ao lado do cantor Wando (E) e do noivo, Daniel Botelho (hoje, marido): evento para 100 pessoas, com direito a garçons sensuais, show e livro de receitas (foto: Vanessa Kohler)

De acordo com Juliana Moraes, da Água Fresca, um dos serviços mais importantes para a organização de um chá é a orientação da noiva para montar o enxoval, já que as amigas costumam optar por presentes mais vistosos ou ousados, em detrimento de peças para a rotina. "Para a lista, sugerimos que a noiva preze pela variedade, escolhendo, por exemplo, camisola curta, longa, robe, short doll, corset, cinta-liga, peças para o dia o dia e opções mais sofisticadas e ousadas", explica. Ela lembra, ainda, que é possível listar itens para o noivo, como cuecas e pijamas.

Para quem ainda não tem a cozinha montada, mas não quer perder o charme do chá de lingerie, uma opção é fazer um misto dos dois. Foi o caso da empresária Fernanda Guimarães Almeida Ribeiro, de 34 anos, que fez o seu em 2010. O evento misturou itens do chá de lingerie e do de panela, sendo que os familiares deram presentes de cozinha, lavanderia e bar, e as amigas, lingeries. Para 100 convidados, a festa contou com show do cantor Wando, garçons sensuais, drag queen, stripper, DJ, lembrancinhas eróticas, além de brincadeiras, como avental de recados e caderno de receitas. "Chá de lingerie também vira despedida de solteira, porque tem todos os ingredientes que uma despedida pede", afirma ela que, mesmo dividindo os presentes em itens de casa e de guarda-roupa, ainda tem roupas íntimas fechadas no armário. "Falar e brincar com o tema sexo não escandaliza mais as pessoas. E quem não se interessa em dicas para apimentar a relação?", questiona. 

Últimas notícias

Comentários