O mundo visto do parque

por Simone Dutra 30/08/2013 12:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)

Quem passa pela avenida Afonso Pena, em frente ao Parque Municipal Américo Renné Giannetti, pode viajar da Antártida ao Leste Asiático sem sair da calçada. As grades do parque estão tomadas por grandes painéis com a exposição A Terra vista do céu. Durante 20 anos, o fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand reproduziu, de helicóptero e balões, a beleza e a fragilidade do planeta. Juntou 130 fotos e trouxe para a exposição. Todas trazem informações e dados sobre o meio ambiente e localização geográfica de cada lugar. A mostra pode ser apreciada até início de setembro.

Nathália Turcheti
(foto: Nathália Turcheti)

Obra com arte

A proposta é, no mínimo, inovadora. Para deixar os canteiros de obras de BH com visual mais interessante, a prefeitura criou o projeto Tapume com Arte. A ideia é utilizar as paredes de madeira, ou tapumes, como painéis para receber grafites, pinturas, plotagens, entre outras formas de representação gráfica. Funciona da seguinte maneira: os artistas interessados devem cadastrar o portfólio na diretoria de Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura da PBH. Depois, os responsáveis por cada obra vão escolher os desenhos e contratar o artista. A ideia é valorizar o ambiente urbano, artístico e cultural da capital. 

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)

A volta do coreto

Depois de muito tempo interditado, o coreto da praça da Liberdade, finalmente, volta a fazer parte do cotidiano dos visitantes do local. O espaço estava fechado desde fevereiro de 2011, quando a prefeitura de BH constatou que o forro de madeira da cobertura estava se desprendendo, e isso poderia causar um acidente e colocar em risco os frequentadores. Mas as obras, que tinham como previsão de término dezembro de 2012, só tiveram início nesse período. Segundo o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) a reforma se estendeu porque, além da cobertura metálica, elementos artísticos também foram restaurados. 

Eugênio Gurgel
(foto: Eugênio Gurgel)
 
 
Um piano na praça

Já imaginou chegar a uma praça para relaxar e deparar com um piano à disposição para ser tocado? Isso está acontecendo em quatro espaços da cidade: praça do Papa, no Mangabeiras; praça Duque de Caxias, no Santa Tereza; quarteirão fechado da avenida Bernardo Monteiro, no Funcionários; e praça Sete, no centro. A ideia é do músico Gabriel Guedes. "Como estava acontecendo assaltos perto da minha casa, coloquei o piano no passeio e comecei a tocar lá. Os bandidos foram embora", diz. A intenção de Gabriel é colocar um piano em cada praça de BH. "Estamos abertos à doações", brinca.  

Últimas notícias

Comentários