Negócio Fechado

12/09/2013 14:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Minervino Junior
(foto: Minervino Junior)

Afastados da televisão, onde foram sensação no início dos anos 2000, os gêmeos belo-horizontinos Flávio e Gustavo Mendonça estão cada vez mais envolvidos com a nova vida de corretores de imóveis em Miami (EUA). "Não tínhamos mais vontade de continuar na TV. O espaço ficou muito disputado e a qualquer preço", diz Gustavo, que, junto com o irmão, recebeu convite para integrar a equipe da construtora americana J. Milton. A certeza de que estavam no caminho certo veio depois que os bonitões venderam 26 apartamentos em três meses, todos com preços a partir de 700 mil dólares. “Sempre fui um investidor, comprando e pesquisando sobre imóveis, agora só mudei de lado”, conta. De olho também no Brasil, eles lideraram recentemente a abertura do primeiro escritório da empresa fora dos EUA, em Brasília, e pretendem abrir novos pontos de venda em BH, Rio de Janeiro, Curitiba e São Paulo até meados de 2014.

Washington Alves
(foto: Washington Alves)

Duro de derrubar

Vindo de uma sucessão de vitórias desde que foi contrato pelo UFC, há um ano e meio, o lutador mineiro Glover Lucas Teixeira, de 33 anos, estava ansioso para o combate contra o americano Ryan Bader, em Belo Horizonte, no Mineirinho, realizado dia 4 de setembro. Seria a primeira vez que lutaria em BH, com o apoio total da torcida, dos amigos mais íntimos e das irmãs. A mãe, que mora em Sobrália (Vale do Aço), onde Glover nasceu, preferiu não assistir ao duelo de perto. É compreensível. Ela fica aflita e ansiosa vendo o filho dentro do octógono. “Lutar em Minas Gerais, estado onde nasci, me deixou muito empolgado e é um sonho que eu tinha desde criança”, diz o candidato ao cinturão dos meios-pesados do UFC.

Fernando Trancoso
(foto: Fernando Trancoso)

Miss persistência 

Concorrendo a títulos de beleza desde que completou 18 anos, a betinense Janaína Barcelos conquistou, na idade limite (25 anos), a coroa de Miss Minas Gerais, no dia 7 de agosto. "Abri mão até de me casar por causa dos concursos", diz a miss, que no momento está solteira. Bastante focada, Janaína ainda encara na passarela, sem medo, a retinose pigmentar, doença da retina que já tirou toda sua visão periférica e que pode levar à cegueira. "Tenho dificuldade quando a luz é baixa e na hora do desfile 70% da minha atenção está nos passos que dou", conta. Agora, ela espera ansiosa pelo Miss Brasil, que será também em BH, em 28 de setembro. Até lá, quer perder cinco centímetros de cintura e de quadril e se aproximar das medidas perfeitas: 60 cm de cintura, 90 de busto e 90 de quadril.

Eduardo Bedran
(foto: Eduardo Bedran)
 

Em busca da fama

Conhecida do público pelas participações nos programas Ídolos em 2009, e The Voice Brasil no ano passado, Dani Morais gravou em BH o primeiro DVD da carreira, o Solto e Agarrado, que reuniu 700 fãs.  O número de público não é tão expressivo, mas a cantora, que costuma lotar casas noturnas, está confiante na nova fase e focada em tornar-se mais conhecida no interior de Minas e em outros estados. Para isso, passou a contar com a produção musical de Jaguar, guitarrista de Ivete Sangalo, e estreita as relações com artistas de peso, como o cantor Leo Santana, que esteve na gravação do DVD. Ela também entrou para o casting da DM Shows e da Heidrich Produções, que vão comercializar as apresentações e administrar a carreira da artista.

Paulo Márcio
(foto: Paulo Márcio)

De mala e cuia

Há 20 anos morando em Brasília, a jornalista, empresária e designer de joias Anna Paola Frade está de volta a sua terra natal, Belo Horizonte. A mudança "da noite pro dia" para um apartamento alugado no bairro Funcionários, foi um pedido de Aécio Neves ao marido dela, o ex-ministro Pimenta da Veiga, que vai atuar na coordenação da campanha do senador à Presidência da República, no próximo ano. "Minha história em BH é muito forte, e a casa nova já está cheia. É um entra e sai o dia inteiro de familiares, amigos e políticos", diz. Anna, que já deixou a profissão em segundo plano devido à vida pública de Pimenta da Veiga, vivia realizada profissionalmente na capital federal trabalhando no ramo imobiliário e ainda com gás para lançar lá, este mês, uma revista de variedades com seu nome. "É hora de dar apoio ao meu marido numa fase histórica para o país. Neste momento, não sou dona da minha vida", diz Anna.

Últimas notícias

Comentários