Decepção mineira

por Fábio Doyle 10/10/2013 14:09

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Divulgação
(foto: Divulgação)
 
 
Com os recentes anúncios de novas fábricas no Brasil, Audi, BMW e Mercedes-Benz se preparam para aumentar a participação no mercado brasileiro e tornam quase desleal a concorrência com outras marcas premium, sem planos de produção local. Entre essas, a que mais deverá ser afetada é a Volvo, com produtos de qualidade e características similares às dos fabricantes alemães, mas que terá de fazer mágica para oferecer preços competitivos com as demais, uma vez que está fora do Inovar Auto. A Audi e a BMW já oficializaram a decisão e o local: a primeira no Paraná, na mesma fábrica onde produziu o A3 entre 1999 e 2006; a segunda em Santa Catarina. A Mercedes, para tristeza dos mineiros que esperavam uma compensação pelos altos e baixos da fábrica de Juiz de Fora (hoje produzindo caminhões), está entre Santa Catarina (Joinville) e uma cidade no interior de São Paulo. A esperança de Minas Gerais repousa agora na Jaguar/Land Rover, que ainda estuda se virá ou não para o Brasil com uma unidade industrial. Se o fizer, será uma "pequena fábrica", como revelou seu CEO no Salão do Automóvel de Frankfurt, ocorrido em setembro. A Audi produzirá no Brasil o A3 Sedan a partir de 2015 e o Q3 a partir de 2016. BMW e Mercedes seguem na mesma linha, com produção local de um sedã médio compacto e um SUV compacto.

Mais uma líder

A Chevrolet ganha mais um ponto em BH, desta vez para atender ao chamado Vetor Norte. O investidor é o grupo Líder, que agora passa a controlar sete concessionárias de automóveis na cidade. O empreendimento demandou investimentos de R$ 20 milhões e conta com 9.800 m2 de área construída. O plano é que a loja comercialize 250 veículos por mês, entre novos, seminovos e para frotistas. Esta é a segunda concessionária da marca na capital. A primeira foi inaugurada em 2006, no centro, onde ficava a antiga Arthur Haas. A nova revenda está localizada na Via 240.  O Grupo Líder trabalha com as bandeiras Chevrolet, Volkswagen, Ford, Fiat, Toyota, Mercedes-Benz, Honda, Audi e Hyundai. São 64 concessionárias em Minas, Rio de Janeiro e Espírito Santo, sendo responsável pela venda de 10% de toda a frota de veículos de passeio e comerciais leves vendida no varejo nesses estados. Na Grande Belo Horizonte, além da bandeira Chevrolet, o grupo representa a Volkswagen (Recreio e Mila) e a Fiat (Valore Betim).

Bentley em BH

A agência multimarca de automóveis importados premium e esportivos AvantGarde, de Belo Horizonte, fechou parceria com o representante oficial da Bentley, a Bristish Cars do Brasil, para apresentar dois lançamentos da linha 2013 dos carros britânicos em Minas Gerais: o Continental Flying Spur e o Continental GT V8, ambos com preços próximos a R$ 1 milhão. O evento aconteceu no Alphaville da lagoa dos Ingleses no penúltimo fim de semana de setembro. A AvantGarde está em negociação com a Bristish Cars para se tornar a representante oficial da marca Bentley em Minas.

Vazão criativa

Estudantes de engenharia poderão dar vazão às suas ideias e ainda ganhar dinheiro. A Valeo, grupo industrial europeu independente focado em design e produção, lançou no Salão de Frankfurt o Desafio Valeo de Inovação (Valeo Innovation Challenge), competição mundial aberta a estudantes de engenharia de todo o planeta. Os participantes deverão apresentar projetos de inovação para o setor automotivo que representem produtos ou sistemas que tornarão os carros mais inteligentes e intuitivos até 2030. A ideia é ter "soluções revolucionárias para as comunidades da sociedade de amanhã". Os 20 grupos selecionados na primeira fase receberão 5 mil euros para colocar a ideia em prática e construir um protótipo de demonstração. Os três finalistas apresentarão seus projetos a um júri formado por especialistas da Valeo e de outras origens. Quem vencer levará para casa o prêmio de 100 mil euros.
 
Divulgação
(foto: Divulgação)
 

Jaguar não resiste

Até mesmo a sofisticada e fleumática Jaguar, conhecida por seus carros esportivos e superluxuosos, rende-se à demanda por utilitários esportivos, ou SUVs. Em seu espaço no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, o destaque foi o conceito C-X17 (foto), que ela define como um crossover esportivo com estrutura modular em
alumínio.
 
Divulgação
(foto: Divulgação)
 

Sem estresse

Estacionamento automático ou sistema park assist é a tecnologia automotiva do momento. Seguindo essa tendência, a Ford será a primeira a introduzir a solução em um carro do segmento médio. O novo Focus, que chega ao mercado brasileiro neste mês de outubro, vem equipado com park assist como item de série na versão topo de linha. A novidade tecnológica, já oferecida em SUVs de última geração, permite estacionar o carro em espaços delimitados sem a interferência do motorista no volante, que passa a ser comandado por sensores. Ao condutor cabe apenas o controle do acelerador, freio e caixa de câmbio.
 
Divulgação
(foto: Divulgação)
 

Chave no museu

O próximo item do automóvel a ser aposentado será a chave. Já está pronta a tecnologia que permite a substituição da chave de ignição pelo smartphone. A novidade foi apresentada pela Hyundai, em parceria com a LG, no Salão de Frankfurt. A solução permite não só destravar as portas e dar a partida no motor, como também pré-programar o ar-condicionado e controlar pressão dos pneus, consumo médio, autonomia, velocidade média. Só não é possível, devido à segurança, dar partida no motor a distância. A novidade chega ao mercado europeu no próximo ano.  

Últimas notícias

Comentários